Comprovante de vacinação passa a ser exigido nesta segunda-feira em diversas atividades no Rio Grande do Sul

Exigência de primeira dose ou esquema completo de imunização depende do local e faixa etária. (Foto: Arquivo/O Sul)

Conforme anunciado pelo governo gaúcho no final de setembro, a partir desta segunda-feira (18) é obrigatório em todo o Rio Grande do Sul apresentar comprovante de primeira ou segunda dose de vacina contra a covid em festas, competições esportivas e várias outras atividades com maior risco de contágio. A exigência vale tanto frequentadores e trabalhadores dos locais.

Os novos protocolos – que podem ser consultados no site estado.rs.gov.br – já estão vigentes “no papel” desde o início do mês. No entanto, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) estipulou um período de transição até o dia 17, a fim de garantir melhor organização e adequação por parte dos estabelecimentos abrangidos.

“Deve sempre haver a orientação por parte dos estabelecimentos sobre a importância da vacinação contra covid para público e trabalhadores, mas em algumas áreas e atividades essa sugestão passa a ser uma obrigação, para diminuir os riscos e fazer com que tenhamos a manutenção dos indicadores atuais ou até melhores”, salienta o coordenador do Grupo de Trabalho (GT) de Protocolos do Gabinete de Crise do Palácio Piratini, Bruno Naundorf.

Como funcionará

Valerá como comprovante o certificado emitido por meio do aplicativo Conecte SUS. Também é aceito o cartão de vacinação emitido pela Secretaria Municipal da Saúde em cada cidade ou por outro órgão governamental habilitado para esse procedimento.

A obrigatoriedade seguirá um cronograma por faixas etárias, conforme o avanço da vacinação no Rio Grande do Sul. Em alguns casos será exigida apenas primeira dose, enquanto em outras situações o acesso será permitido apenas para quem está com o esquema completo (duas doses de Coronavac, Oxford e Pfizer ou aplicação única da Janssen):

– 40 anos em diante: esquema vacinal completo com duas doses ou dose única;

– 30 a 39 anos: primeira dose ou dose única até 31 de outubro e esquema vacinal completo a partir de 1º de novembro;

– 18 a 29 anos: primeira dose ou dose única até 30 de novembro e esquema vacinal completo a partir de 1º de dezembro;

Atividades abrangidas

– Todas as competições esportivas;

– Eventos infantis, sociais e de entretenimento em buffets, casas de festas e de shows, boates, restaurantes, bares e outros estabelecimentos do ramo;

– Feiras e exposições corporativas, convenções, congressos e similares;

– Cinemas, teatros, auditórios, circos, casas de espetáculos e afins;

– Parques naturais, temáticos, aquáticos, de diversão e aventura, bem como jardins botânicos, zoológicos e outros atrativos turísticos do tipo.

(Marcello Campos) Jornal O Sul

COMENTÁRIOS ENCERRADOS



Categorias:Pandemia Coronavírus

Tags:, ,

72 respostas

  1. Uma pessoa aqui falando “vacina não imuniza praticamente nada”. Com todo respeito, mas imaginem o eco que não faz dentro da cabeça de um indivíduo desses.

    Curtir

    • Me ilumine com algum argumento, algum dado ou alguma relação lógica ao invés de adjetivos, por favor.

      Curtir

      • Já te iluminei, quer mais? https://www.news-medical.net/news/20210720/Researchers-examine-the-effectiveness-of-the-Pfizer-BioNTech-COVID-19-vaccine-in-reducing-household-transmission.aspx

        Tais afirmações suas são absurdas. É óbvio que vacina também imuniza, principalmente a Pfizer-BioTech e Oxford-Astrazenica. A pfizer por exemplo reduz a chance de se contaminar com o Coronavirus atual com até 85% de eficácia. Isso foram feitos testes em massa, e ainda estou sendo estudados a relação de quem se vacinou e os diagnósticos deles com o passar do tempo.

        Curtir

        • Leia com mais cuidado. Os estudos falam em redução da INFECÇÃO (desenvolver a doença) e não de CONTAMINAÇÃO (pegar o vírus e assim desenvolver imunidade)

          Curtir

          • Já li seu antigo e não disse nada disso, outra coisa, reduzir a infecção não reduz a contaminação? Faz 1+1 aí meu chapa. Quer artigo da redução de contaminação por conta das vacinas? Eu passo também. https://www.nature.com/articles/s41591-021-01410-w

            Curtido por 1 pessoa

            • Claro que não. Pode acontecer de todo mundo ser contaminado mas ninguém desenvolver a doença (infecção)

              Curtir

            • Esse estudo refere-se aos casos de “self-reported symptoms” ou seja, desenvolveram a doença.

              Curtido por 1 pessoa

              • Isso foi testado antes meu jovem, quem foi voluntário, da pfizer por exemplo, fizeram a todo momento testes de sangue para comprovar se não era assintomático. Logo sua afirmação, além de não se sustentar, não faz sentido.

                Curtir

                • “There was no evidence that reductions in the odds of testing positive differed between those having received two vaccine doses and those not having been vaccinated but who were PCR or antibody positive >4 m previously (P = 0.523) (Supplementary Table 4).”

                  Confirmando que

                  “The largest reductions were observed for symptomatic infections and/or infections with a higher viral burden. “

                  Curtir

            • Dá-lhe Lucas ! Perfeito! A maneira como o Pablo está colocando é perigosíssima. Ele relega a um segundo plano a vacinação,. Grande absurdo. Ele ´presta um desserviço a humanidade com informações parciais e equivocadas.

              Curtir

              • Ah sim, dizer a verdade, de forma clara e objetiva para a população é perigosíssima. O certo é tratar o povo como gado, usando espantalhos para apavorá-los e formar as pessoas a seguirem as ordem, sem entender os motivos.

                Em nenhum momento falei contra a vacinação. Sou contra o apartheid sanitário!

                Não gosto quando tratam com desprezo o conhecimento das pessoas. Quando acham que as informações devem ser sensacionalistas, truncadas e exageradas. Mentir não é correto!

                Curtir

                • Comentários de muita clareza, Pablo! 👏🏻👏🏻Sei como é difícil conversar com pesosas que entregaram seu livre-arbítrio pro medo!

                  Curtir

      • Já te iluminei, quer mais?
        https://www.news-medical.net/news/20210720/Researchers-examine-the-effectiveness-of-the-Pfizer-BioNTech-COVID-19-vaccine-in-reducing-household-transmission.aspx
        É óbvio que o que está afirmando é absurdo. É evidente que as vacinas reduzem e muito a transmissão, imunizando boa parte de quem recebeu, principalmente se tratando da Pfizer e Oxfofd-Astrazenica. A Pfizer por exemplo, tem uma margem gorda de proteção contra infecção, maior que 85%. Isso foi testado em massa antes e está sendo pesquisado até hoje, usando-se a porcentagem de quem tomou e quem positiva ou é hospitalizado por conta do SARS-CoV-2. O próprio link que você passou te refuta, ele diz claramente que as vacinas reduzem a transmissão (imunizam boa fatia de quem tomou) e ainda cita os dados de pesquisas. Não é porque um vacinado foi infectado e os outros 90% não foram, que “vacina não imuniza praticamente nada”

        Curtir

    • https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/effectiveness/why-measure-effectiveness/breakthrough-cases.html

      “A vaccine breakthrough infection happens when a fully vaccinated person gets infected with COVID-19. People with vaccine breakthrough infections may spread COVID-19 to others.”

      Curtir

    • Pois é Lucas, ainda to tentando digerir isso. Como to trabalhando agora não consigo pesquisar. Mas vou atras pra ver melhor sobre isso, e de preferencia em textos em português.

      Curtir

  2. Inacreditável que depois de 1 ano e meio de pandemia,600 mil mortos, um evidente declínio na taxa de mortos por causa da vacina, ainda há gente negacionista. Negar a gravidade da pandemia ou negar a eficiencia da vacina não é opinião, mas sim mentira e falta de caráter. É reduzir uma questão sanitaria a um.discurso político cuja único beneficiado é um grupo que está no poder. O sujeito nada tem a ganhar por difundir essas besteiras, apenas atrapalha e espalha essa bobagem de discurso.

    Espero que o passaporte vacinal seja ampliado e utilizado plenamente. Não podemos correr riscos por causa de gente mal informada e ignorante.

    Curtir

    • Não vou debater sobre o declínio dos casos de Covid-19, todavia lembro que o surto da Gripe Espanhola também declinou naturalmente, após certo tempo, numa época em que não havia vacinação

      Curtir

  3. Estão exigindo vacinação até de quem já foi contaminado e adquiriu imunidade natural muito superior à oferecida por qualquer das vacinas.
    Não tem nada de ciência médica envolvida nisso, é só desejo de poder e controle por parte de políticos e burocratas oportunistas.
    O não vacinado de hoje é tratado pior que os aidéticos dos anos 80.
    O pessoal hipócrita da campanha “Meu corpo, minhas regras” sumiu do mapa.

    Curtir

    • Negativo. Vai ler mais e não seguir suas mensagens de WhatsApp. Que absurdo o que estás falando. Óbvio que as vacinas oferecem muito maior imunidade do que a natural.

      Curtir

      • Errado. Pessoas que se recuperam da doença tem de 4 a 7 vezes mais anticorpos neutralizantes.

        Já temos 20 milhões de recuperados. São 40 milhões de do$es de vacina

        Curtir

        • ah sim, a ssiencia do teu mito claro.

          Curtir

          • Gilberto, NÃO EXISTE imunidade da vacina. A vacina imuniza praticamente nada. A ÚNICA imunidade que existe até então é a IMUNIDADE NATURAL. A vacina sim reduz as mortes, mas não reduz o contágio. Se você diz que a vacina imuniza alguém, você está mentindo. Você está sendo negacionista. Você está negando a ciência?

            Não acredita em mim? Olhe o número de CASOS (imunidade) de países que vacinaram bastante e compare. O que a vacina faz é reduzir o número do óbitos para as pessoas pegarem o vírus e adquirir a IMUNIDADE NATURAL.

            Mas você não segue a ciência, é “imune” a fatos…

            Curtir

          • Por que razão você quer politizar tudo e jogar a pessoa para algum espectro político quando os fatos não estão de acordo com as tuas expectativas ?

            Curtir

    • Favor compartilhar quais são os estudos médicos que formaram sua opinião.

      Curtir

    • Estamos numa época engraçada onde a ciência é feita por advogados, burocratas e jornalistas onde você é banido ou preso por falar o que não é autorizado

      Curtir

    • A imunidade adquirida após a contaminação natural não apenas é maior em quantidade de anticorpos (imunoglobulina G), como também dura mais tempo. Nem poderia ser diferente, o treino (vacina) nunca simula perfeitamente o jogo real (contaminação).
      Quem tem alguma dúvida sobre isso pode consultar algum médico de sua confiança e descobrir que jornalistas e blogueiros estão espalhando mentiras grosseiras por guerra política.
      Estudando em literatura técnica especializada e dominando os fundamentos da fisiologia humana e da bioquímica, nenhum parente ou amigo próximo da minha família recheada de médicos jamais teve problemas com esse vírus chinês (teve um pouco de sorte aqui tb, admito).
      Não existe proteção 100% eficaz contra esse vírus e ele nunca vai sumir. Infelizmente, algumas pessoas mais fragilizadas vão continuar morrendo todos os anos (talvez eu mesmo, algum dia), como já ocorre há séculos com a gripe comum após a imunidade de rebanho. Isso não justifica a supressão de liberdade e o empobrecimento que estão nos impondo.
      Neste blog aqui, só me interessa as notícias e imagens das novas obras da região metropolitana de POA. Não adianta “ler mais”, se as fontes forem outros jornalistas leigos ou algum burocrata afastado das pesquisas na área. Lamentável esse proselitismo político mas viva a liberdade de expressão que tem aqui e falta na maioria dos outros espaços (cada vez mais).

      Curtir

      • Para seres humanos não se usa o termo contaminação e, sim, contágio.

        Curtir

      • E esperada teoria da imunidade de rebanho naturalmente induzida pela infecção de boa parte da população não se concretizou na prática. Ou pelo menos na pandemia de Covid-19, associada do coronavírus SARS-CoV-2, possivelmente não veremos fenômenos semelhantes. (https://pebmed.com.br/teoria-da-imunidade-de-rebanho-para-covid-19-funciona/)

        Covid: por que imunidade de rebanho de 70% não é suficiente para conter a pandemia (https://www.bbc.com/portuguese/geral-58559716)

        To te falando ha horas. Vai te informar melhor. Parece que tu está preso somente a uma corrente de informação. Tem mais de uma.

        Curtir

      • O interessante é que esse cálculo de risco x benefício é feito de forma inconsciente pelas pessoas. Atualmente uma pessoa aleatória na sociedade tem cerca de 0,35% de chance de morrer de COVID.
        O pobre que mora na periferia tem mais chances de ser assassinado. Ele conhece mais pessoas assassinadas que morreram por covid.
        Quem trabalha com entrega de moto, tem chances parecidas de morrer em acidente de moto.
        E por aí vai…

        É por isso que o fique em casa é propagado por ricos com estabilidade no emprego. Para a maior parte da população vulnerável, mandar ficar em casa é uma piada contada por quem não você na pele o que essas pessoas vivem.

        É por isso esse desespero pela vacina e pelo fica em casa. É porque acata os ricos e privilegiada.

        Curtido por 1 pessoa

        • E jamais esquecerei que os funcionários públicos não renunciaram a um centavo sequer dos seus estáveis proventos, enquanto o céu caia sobre a cabeça dos demais.

          Curtir

          • Renunciar porque Pietro? Já estamos com 30% de defasagem no nosso salário. Faz 5 anos que não temos reajuste. Vem aqui trabalhar no meu lugar, vem. Queria ver tu falar depois de trabalhar 1 mês como servidor. Tudo aumenta, reajusta, menos os salários dos servidores públicos.

            Curtir

      • Não se fala contaminação para seres humanos. Um objeto pode ser contaminado mas um ser humano é CONTAGIADO.

        Curtir

        • Mudar o foco da discussão para detalhes insignificantes, quando o argumento falta, é um estratagema eficaz mas desonesto. É o velho “uso intencional da mutatio controversiae”. A disussão aqui não é semântica, é ética.
          A discussão é: desrespeitar direitos naturais dos indivíduos e abrir mais um precedente de controle estatal sobre o nosso corpo é justificável para induzir a vacinação até de pessoas que já têm imunidade natural? Eu acho que não é justificável. É isso que esse decreto faz.

          Curtir

  4. Gilberto, acompanho a admiro há anos o trabalho feito pela página.
    Parabens por se manter firme e não de render ao negacionismo nessa época triste em que vivemos.

    Contra fatos não há argumentos e infelizmente ainda temos que argumentar com pessoas que tratam ignorância como opinião.
    Uma coisa é fato e não há nada que vá mudar isso, vacinas salvam vidas e história está aí para comprovar.

    Continue o belo trabalho e não se deixe levar pelo mau caratismo alheio.

    Tudo de bom e um abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  5. E pensar que a Secretaria da Saúde de Porto Alegre queria ser a pioneira, falando em passaporte vacinal já no final de julho… mas as vereadoras do atraso acharam um absurdo e foram reclamar.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Vacina não adianta nada, as mortes caíram drasticamente no Brasil possivelmente graças ao ozônio anal do mito.

    Curtir

  7. Muito estranho isso…uma gripe como as outras, mas agora é OBRIGATÓRIO apresentar esse tal certificado… porque dessa sanha pela vacina e passaporte?

    Curtir

    • Por que essa doença não é uma gripe. Essa doença mata ! E não é só aqui que acontece isso. Te informa.

      Curtir

      • Sim, a doença mata amigo, mas outras também matam. Gostaria de saber o porque agora dessa SANHA pelo passaporte. Os papos de vacina… são apenas politicagem barata.. tanto o seu Partido dos trabalhadores como o presidente atual, ambos iriam vacinar e pedir passaporte…acorda por favor. No final das contas com ou sem esse presidente as coisas iriam terminar da mesma forma…

        Curtir

        • Seu Partido dos Trabalhadores ? Como assim ?
          Eu trabalho com ciência meu caro e qualquer pessoa que discuta sobre a ciência não passa de um ignorante e analfabeto funcional. Não é questão de política. Não tenho partido. Vai lustrar o saco do teu mito que talvez tu te sinta melhor.
          E só pra tu saber, o objetivo do passaporte é estimular as pessoas a se vacinar, pois quanto mais pessoas imunizadas, menos chances de propagação da Covid-19.  Ou tu não sabe disso ?

          Curtir

          • O culto da “ciência” começa na ignorância do que seja a razão e culmina no apelo explícito à autoridade do irracional.

            Curtido por 1 pessoa

        • Passaporte sanitário/vacinal não tem nada a ver com a doença. Se a preocupação fosse a doença a primeira medida seria providenciar limpeza dos ônibus e ampliação dos horários.

          Passaporte vacinal tem a ver com controle e poder sobre as pessoas. É esse o objetivo. Veja tudo que foi feito durante a pandemia e foi tudo na direção do controle. Quando a OMS aconselhou o isolamento sem distinguir entre vertical ou horizontal, os governos implantar lockdown. Quando a OMS desaconselhou lockdown os governos já não se importam com a OMS e continuaram o isolamento.

          Curtir

        • No final das contas com ou sem esse presidente as coisas iriam terminar da mesma forma

          Troféu Chapéu de Alumínio.

          Curtir

      • Eu tenho uma linha de trabalho neste blog e já fiz o banimento de pessoas por serem negacionistas. Te cuida.

        Curtir

        • Discordar, discutir, e contradizer é ser negacionista? O que se está negando? Qual verdade absoluta? Quem determina o que é verdade e o que é ser “negacionista”? Se eu não concordo com alguém automaticamente sou negacionista? Que acusação vazia!! Vou dizer que quem me chamar de negacionista não tem comprovação científica, para tal! Que tal? E ainda sob ameaças de ser “banido” de um mundinho online onde só podem estar os que concordam entre si. É a “sssiênsia” junto do “liberdade e democracia tem limite”…Lamentável

          Curtir

        • Muito antipático e antidemocrático isso. É o debate que esclarece um tema, e não a retrógrada censura. No país tivemos 25 anos de censura que só atrasaram a mente dos brasileiros. Já não bastou?

          Curtir

        • Que lindo Dr. Gilberto!
          Aí, eu vou te banir! Aí, você é do contra! Aí, você é negacionista!! Aí, te cuida!! Quanto mimimi, mundo chato. Você já foi bem melhor e menos apartidario.

          Curtir

    • Fico imaginando se fosse o contrário, o Presidente atual exigindo vacina e passaporte…Ai o outro lado iria odiar a obrigatoriedade da picadinha opressora, iriam disseminar imagens de crianças chorando para tomar essa vacina, depois iriam dizer que isso iria traumatizar elas quando fosse adultas e por conta disso iriam cometer crimes e blá blá blá… esquerd@ e direit@, bora acordar e pensar no Brasil, isso não foi armado pelos Brasileiros, é estrangeiro…

      Curtir

      • Fico imaginando se fosse o contrário, o Presidente atual exigindo vacina e passaporte

        Se o presidente estivesse seguindo a ciência desde o início invés de jogar contra provavelmente não teríamos perdido tanta gente.

        isso não foi armado pelos Brasileiros, é estrangeiro…

        Ah tá, o vírus tem passaporte e nacionalidade agora, tá loco

        Curtir

    • Cara, quando eu vejo um comentário como esse, minha vontade é de mandar se f****! Tive essa doença e passei muito mal, com 50% do pulmão comprometido e muitos outros problemas que ainda estou tratando. Perdi muita gente para essa doença para um boçal vir e dizer que é uma gripinha e desdenhar…. PQP, que falta de laço!

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: