Estudo detecta ‘pandemia dos não vacinados’ no Brasil, como aconteceu nos EUA e em Israel

Novos dados mostram que não imunizados são maioria de casos e mortes

Desafio do Brasil para controlar a pandemia é seguir aumentando o alcance da imunização. Foto: Cristine Rochol/PMPA

A maior parte das internações e mortes por covid-19 registradas atualmente ocorrem entre pessoas que não tomaram a vacina. A constatação vem sendo corroborada por entidades da saúde e da ciência do mundo todo. Na semana que se encerra neste sábado (16), mais um estudo – dessa vez no Brasil –  endossou a percepção.

De acordo com dados reunidos pelo Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, nove entre cada dez pacientes em internação por covid nos últimos meses não receberam o imunizante. As pessoas não vacinadas têm 14 vezes mais chances de morrer por causa da doença.

Não é a primeira vez que conclusões semelhantes são apresentadas. Os governos de Israel e Estados Unidos (EUA), por exemplo, vêm alertando há meses sobre a chamada “pandemia de não vacinados”. Em algumas regiões quase todos os casos de internação registrados são de pessoas que não passaram pela imunização.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA divulgou uma pesquisa de grandes proporções, em que 600 mil pessoas foram acompanhadas. Os resultados indicam que quem não tomou a vacina tem dez vezes mais possibilidade de precisar de internação.

Em agosto, uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), por meio da plataforma InfoTracker, indicava que 96% dos casos de internados e internadas ocorreram entre pessoas que não tinham o esquema vacinal em dia.

A médica Fernanda Americano Freitas Silva, da Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, afirma que o controle da pandemia esbarra no número de pessoas que ainda não tomaram a vacina.

Ela lembra que a Fundação Oswaldo Cruz, por meio do boletim Infogripe, relata que é preciso vacinar pelo menos 80% de toda a população brasileira para controlar a pandemia. “Por mais que estejamos em um momento melhor, ainda temos um caminho a trilhar”, pontua a médica.

Segundo Fernanda, os números diários atuais no Brasil ainda devem preocupar “Eles demonstram a permanência da transmissão e a incidência de casos graves, que exigem cuidados intensivos e ainda podem gerar milhares de mortes nos próximos meses”, alerta.Bolsonaro do contra

A preocupação com o controle da pandemia por meio do avanço da vacinação foi o principal tema do novo relatório conjunto da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Divulgado na última quinta-feira (14), o documento faz um apelo aos governos da região para que acelerem a imunização. Esse é um dos focos considerados prioritários para controlar a crise de saúde no curto prazo.

“Junto com as fragilidades estruturais dos sistemas de saúde para enfrentar a pandemia, o prolongamento da crise sanitária está intimamente relacionado ao lento e desigual andamento dos processos de vacinação na região e às dificuldades dos países em manter as medidas sociais e de saúde pública nos níveis adequados”, diz o relatório.

No Brasil, dias antes, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não pretende se vacinar. Em entrevista a uma emissora de rádio apoiadora do governo ele mentiu ao dizer que não precisa da vacina porque já foi infectado pelo coronavírus.

Pessoas que já foram contaminadas não estão protegidas contra a doença, o que já é comprovado por estudos científicos no mundo todo. A proteção oferecida pela vacina é a única forma de controle da pandemia.

As declarações de Bolsonaro foram feitas dias antes de o Brasil chegar à marca de mais de 600 mil óbitos por covid. A médica Fernanda Americano considera a postura do presidente “lamentável”. Segundo ela, o chefe de Estado presta “mais uma vez um desserviço” à população brasileira com a postura.

“É difícil aceitar que a nossa maior autoridade política descredibiliza o que temos de mais concreto no combate à pandemia, que é a vacinação em massa. Bolsonaro deveria ser exemplo, mas como vimos desde o início, ele segue no discurso do caos e da morte”, finaliza Fernanda.

SUL21

COMENTÁRIOS ENCERRADOS



Categorias:Pandemia Coronavírus

Tags:,

40 respostas

  1. Caro Gilberto, a história se repete como farsa. Novamente, como na época auge do PT no poder, estás a jogar xadrez com pombos. Só que desta vez, travestidos de liberais.
    Travestidos, porque defende um liberalismo retrógrado, do século XVIII, em que a liberdade individual está acima de qualquer conceito de bem estar social.
    Atacam princípios que são os da sociedade brasileira, e estão insculpidos em nossa Constituição Federal.
    Está lá escrito: a sociedade será livre, mas também justa e solidária!
    (Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:
    I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;…).
    Em verdade, as pautas destes “liberais” têm um fundo de maldade, seja quando sequestra a pauta nacional com sua militância nas redes sociais, por exemplo: enquanto o país soçobra, discutem à exaustão o voto impresso, um não problema), seja quando coloca seus “princípios libertários” acima do valor da vida (do próximo, é claro), por exemplo: negar a doença, depois, repudiar a vacina, depois, repudiar o passaporte vacinal).

    Curtir

    • Exatamente isso Glauco. Mas chega a ser monstruosa a manifestação dele. Existe um total desprezo por camadas da população. Um desprezo a nossa constituição. É inacreditável o que esse governo atual fez vir a tona nos últimos anos. Deu voz a essa verdadeira corja.
      E vou banir um a um se for necessário. O Pablo foi o primeiro. Aguardem por mais. O Blog Porto Imagem não vai ser veículo de propagação dessas ideias. Não mesmo. É como eu sempre digo: isso não significa diferenças políticas, são diferenças de caráter. E aqui não tem lugar para pessoas de mau caráter.

      Curtir

    • Essa é a tua opinião. Não quer dizer que ela tenha se estruturado com as melhores informações a respeito dos assunto que tu abordou. Não, de fato eu acho que carece de muitas premissas. O liberalismo, libertarianismo e até mesmo o conservadorismo não são nada disso que tu manifestou. São solidários pois se preocupam com os indivíduos e com a liberdade de cada um, sem impor ações coercitivas sobre ninguém, buscando a associação livre para o bem melhor de todos. Acho que no nosso contexto atual, em que essas idéias são pouco conhecidas ou entendidas, é possível tomá-las por coisas ruins ou malvadas. Mas não. Todo mundo quer o bem pessoal e da sociedade. Se tu acha que a ideologia oposta não quer isso, então é uma oportunidade de aprender mais, pois foste enganado ou tiveste maus exemplos.

      Curtir

  2. Ofensa pessoal detectada. Deletado o comentário.

    Curtir

    • Peço desculpas vossa issilênça, por ter chamado o sujeito de esquerdista, ninguém merece ser chamado de algo tão baixo assim. Aceito vossa censura.

      Curtir

  3. O Brasil é um dos países que mais concorda com vacinação do COVID-19, bem superior que a Alemanha ou França, por exemplo. Mas os governos seguem insistindo no passaporte vacinal a.k.a. apartheid sanitário.

    O que os governos querem é um fiscalzinho com coletinho colorido multando e extorquindo as pessoas. Em nenhum momento esses governos providenciaram ampliação dos horários dos ônibus para reduzir a lotação, mas restringiram sim a lotação em eventos privados. Isso é prova que o objetivo é apenas controle e não a doença. O objetivo é exercer o poder e controle sobre as pessoas, simples assim.

    Curtir

    • Esse final de semana fui viajar pra Bruxelas, apresentei meu passaporte vacinal pra embarcar e pra entrar em qualquer restaurante ou museu.

      Voltando pra casa tive que preencher formulário avisando em que países eu estive nos últimos 14 dias e só não precisei fazer quarentena pois tenho o meu passaporte vacinal.

      Todo pais sério tem passaporte vacinal e presidente que não é contra a vacina. Vaza negacionista, vai espalhar tuas bobagens em outro lugar.

      Curtir

      • É diferente um país exigir algo para estrangeiros e outra é exigir apartheid sanitário para cidadãos do próprio país.

        O Brasil, por exemplo, exige vacina para febre amarela. O mesmo ocorre em diversos países há décadas.

        Não sou contra a vacina, pelo contrário, sou contra o passaporte. Mais isso não adianta falar. Você não aceita a ciência e nega qualquer coisa que vá contra as tuas crenças.

        Curtir

        • Ele explicou bem detalhadamente. Tu estás distorcendo o que ele falou. Não nos trate como idiotas.
          Ele usou o passaporte dentro do país também.
          “Esse final de semana fui viajar pra Bruxelas, apresentei meu passaporte vacinal pra embarcar e pra entrar em qualquer restaurante ou museu.”

          Curtir

      • “Vá espalhar as bobagens em outro lugar”

        Isso mostra exatamente o caráter fascista e opressor a não discutir as ideias e sim querer silenciar qualquer argumento que vá contra a ideologia.

        Curtir

      • Tô apavorado com o nível de crítica contra o Pablo. Chegaram a usar os CARIMBOS DA MODA “negacionista” e “fascista” só porque o cara deu a opinião dele, tá louco!!! De onde saiu tanta falta de educação?

        “Todo pais sério tem passaporte vacinal e presidente que não é contra a vacina”, ora, todo país com políticas de estado grande são assim, não todos! Não é a única opção que funciona. E no caso do nosso presidente, ele já cansou de dizer que é contra a obrigatoriedade, mas quem não quer ouvir acaba não ouvindo mesmo.

        É uma questão de valores, e o Brasil realmente foi ensinado por muito tempo valores da esquerda, como o coletivismo e tutela estatal. Passaporte de vacina é uma tendência perigosa, com paralelos ruins na História.

        Por mim cada um cuida da sua vida como sempre foi, nada de obrigação, senão vamos ter que banir os carros porque atropelamentos ocorrem com terceiros! E aí, “teu carro pode me matar”, como fica?

        Curtir

        • É obrigação do estado zelar pela saúde pública. Está escrito na constituição. Sem mais.

          Curtir

          • Quem negativou meu comentário sobre a constituição, seria CONTRA A CONSTITUIÇÃO ?
            DITADOR DETECTADO!

            Curtir

            • Vamos supor que uma constituição seja ditatorial, ser contra essa constituição ditatorial é “ditador deteceted”?

              A Alemanha nazista tinha uma constituição. A Itália fascista tinha uma constituição. A União Soviética tinha uma constituição. A Venezuela ou Cuba tem constituições.

              Teu argumento não faz sentido algum.

              Curtir

          • Só porque está na lei, não significa que está correto. Tudo que é feito na Venezuela ou durante o nazismo, estava escrito na lei.
            O “direito às saúde” que está na constituição é o direito mais absurdo que está escrito no livrinho.
            Primeiro porque simplesmente não é possível “dar saúde”. O que o estado pode é dar tratamento médico adequado e de qualidade. Vamos supor que um sujeito nasceu com sérias deformação físicas. Não tem como o estado dar outro corpo para o sujeito. Exemplos não tão extremos lotam ações judiciais contra o estado por não “dar saúde”, pois os médicos sabem que o tratamento seria caríssimo, não traria resultado e acabaria prejudicando pessoas que mereciam tratamento com resultados muito melhores. Os juízes dão ganho de causa e o estado não se importa em pagar porque não sai do bolso dele.

            Outro motivo absurdo desse “direito á saúde” é a interferência na vida do cidadão. Há uma correlação entre maconha e esquizofrenia. Fumantes de maconha tem uma incidente de esquizofrenia 4x maior que a população em geral. Daí basta alguém mostrar essas correlação para tornar inconstitucional. Outro exemplo é a doação de sangue de homossexuais. Na população em geral a incidência de HIV é de menos de 1%. Já entre os homossexuais homens é mais de 10%. Daí basta alguém fazer discursos para os políticos mostrando esses dados dizendo que a “saúde é direito do cidadão” e já era.

            Ninguém é mais cidadão que ninguém. Ninguém é melhor que ninguém e precisamos escolher o que queremos do nosso país e sociedade. Queremos um estado intromissor e opressor, que cobra caro por coisas impossíveis, que ninguém confia, ou um estado que faz o melhor para as pessoas?

            Curtir

            • Cara, tu é um monstro. Não sei o que dizer depois de ler este teu comentário. Estou pasmo. Horrorizado. E vou te dizer uma coisa: vai viver tua vida longe deste blog. Aqui não tem lugar pra gente como tu.

              Curtir

  4. A imunização de verdade só vai acontecer com a vacina seguindo a mesma via de contaminação, pois são anticorpos distintos que agem em cada fase de contaminação, infecção e evolução para casos mais graves. Portanto a melhor vacina será, provavelmente, spray nasal, seguindo a mesma via do vírus. Não é coincidência que a vacina da pólio é uma gotinha e a vacina contra febre-amarela é injetável (mosquito).

    Curtir

  5. A lógica é simples:
    O 1. Pessoas vacinadas continuam se contaminando, e transmitindo para as demais pessoas
    O 2. Pessoas não vacinadas, ao ser contaminadas inclusive pelos vacinados, evoluem para casos mais graves (na maioria)
    O 3. Logo, pessoas vacinadas não estão imunes. Q.E.D

    O objetivo da vacina é simples: reduzir a hospitalização para que as pessoas se tornem imunes através da contaminação com o vírus. Basta comparar os gráficos abaixo

    Curtir

    • Cara, qual é o teu problema?

      Curtir

      • O meu problema é com a mentira

        Curtir

        • To vendo, tu parece ter compulsão em espalhar ela e desinformar as pessoas né.

          Curtir

          • Tu só ofendeu sem esclarecer nada. Vamos conversar? O que o Pablo apresenta faz sentido. Em qual ponto tu discorda?

            Curtir

            • Eu já refufei o Pablo no outro post, dei mais de dois artigos científicos, mas ele não para com a mentira. Não posso fazer nada se as pessoas não tem mais paciência com ele.

              Curtir

              • Tem artigos científicos com muitas informações diferentes hoje, o consenso não existe. Acho imprudente dizer que ele mente só porque as fontes são diferentes. “A minha fonte é a certa” não rola. Acho melhor dar a todo mundo o benefício da dúvida enquanto as pesquisas prosseguem, e enquanto isso cada um vive a sua vida, sem imposições ou cobranças (pois não há certo nem errado).

                Curtir

    • Cara, que seja verdade tudo isso que tu estás colocando. Me diz uma coisa: por que tu és contra o passaporte? Pois a matéria fala nisso. Se vai melhorar a questão da gravidade da doença pra 95% das pessoas que se vacinarem e sabemos que existem pessoas que não querem se vacinar por motivos falsos (chip espião da China dentro da vacina, etc) por que ser contra o passaporte ? O passaporte faz com que as pessoas QUE VIVEM EM SOCIEDADE, se vacinem pra ajudar a evitar a forma grave da doença. Qual o problema nisso ? Por que tu é cabeçudo a ponto de fazer campanha contra o passaporte, acabando por influenciar pessoas a não se vacinar e dizer que é errado exigir o passaporte. ERRADO É COMO TU PENSA. Vamos todos nos vacinar sim poxa vida! Pior é essa contrariedade em relação ao único fator que pode diminuir a pandemia que já matou quase 5 milhões de pessoas no mundo e mais de 600 mil pessoas no Brasil? Não entendo esse teu pensamento, por mais que eu tente.

      Curtir

      • O Brasil é um dos países do mundo que mais concorda e aceita a vacina, bem superior inclusive que a Alemanha ou o Japão. Então para que passaporte?

        NẪO SOU CONTRA A VACINA

        Sou contra o governo querendo controlar a vida das pessoas, multando e perseguindo indivíduos. Isso é errado!

        Sou contra o fiscalzinho da prefeitura com coletinho colorido batendo na porta dos estabelecimentos exigindo papel (no mínimo) para poder multar.

        Passaporte não tem nada a ver com a saúde das pessoas. Passaporte é para controlar, multar e extorquir o cidadão!

        Curtir

        • Se o cara não quer se vacinar, que fique em casa ou em lugares abertos. O que não dá é ser paranóico, egoísta e querer usufruir dos mesmos espaços de quem tem compromisso consigo e com o próximo e se vacinou. A tua lógica é a de um adolescente bobalhão, cheio de direitos e nenhum obrigação.

          Curtir

            • Essa gente que fica apoiando passaporte de vacina são tudo uns apoiadores do Bolsonaro! Vacina sim, passaporte para ser controlado mais controlado pelos governantes não!

              Curtir

          • Pensamento coletivista total, em detrimento do indivíduo. Quem não se vacinou fica no gueto, é isso?

            O que tu não vê Nelson, é que a lógica dele não é nada de adolescente ou bobalhão, pelo contrário. Pensar que direitos individuais são “egoísmo” é brabo, heim?

            “Muitos direitos e poucas obrigações” é realmente uma crítica que se faz sobre a atual constituição e ideologias de esquerda, onde todo mundo tem direito a um monte de coisa.

            Todos devem ser livres pra viver a vida com felicidade, cada um cuida de si. Segregação de população nunca funcionou e é anti-ético, mas inacreditavelmente está na moda!

            Curtir

        • Sim, pelos teus comentários tu te mostrou categoricamente contra a vacina. Tá tentando enganar quem ? Algum trouxa que esteja lendo ?

          Curtir

          • Eu apoio a vacina sim, vacinas funcionam e salvam vidas!
            Mas essas medidas opressoras como passaporte, podem ser usadas para nos controlar. E se o Bolsonaro ficar mais 4 anos? E se depois disso algum candidato indicado por ele ficar mais 8 anos? Tiro no pé???

            Curtir

            • Cara, o que tu bebeu? Eu respondi ao Pablo. Outra coisa, quem instituiu o passaporte foi o governador e não o presidente.

              Curtir

              • Sim, mas você está falando sobre salvar vidas, bonito, mas deixando de lado outros pontos. Presidente tambem é a favor de acabar com dinheiro em papel, finge que não, mas guedes já afirmou isso. E você, o que me diz?

                Curtir

%d blogueiros gostam disto: