Prefeitura conquista financiamento de US$ 152 milhões para Porto Alegre

Financiamento é a maior operação de crédito da história da Capital Foto: Luciano Lanes/Arquivo PMPA

A Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério da Economia aprovou  cofinanciamento de US$ 152 milhões para o Município de Porto Alegre, por meio do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). O anúncio da maior operação de crédito da história da Capital gaúcha ocorreu nesta segunda-feira, 25, durante reunião da Cofiex.

A carta consulta aprovada pela Cofiex prevê investimentos no Centro Histórico, 4º Distrito e Orla do Guaíba, integrando o conceito de Centro Expandido. Os recursos garantirão financiamento para o programa Centro+, coordenado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos (SMPAE) e para diversas outras iniciativas desenvolvidas na administração.

“Recuperar as décadas de degradação do Centro Histórico e transformar o 4º Distrito demanda muito trabalho e alto investimento. A conquista desse recurso é magnífica. Mais um passo importante para o desenvolvimento de Porto Alegre”- Prefeito Sebastião Melo

O projeto está orçado em US$ 190 milhões, sendo US$ 91 milhões do BIRD, US$ 61 da AFD e US$ 38 milhões de contrapartida do Executivo Municipal. Entre os mais de 20 projetos apresentados ao Ministério da Economia, apenas dez foram aprovados. A proposta da prefeitura ficou em terceiro lugar, à frente de iniciativas como o Programa Onda Limpa III, da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), e o Programa de Qualificação da Infraestrutura Rodoviária Estadual do Ceará.

Carta consulta – Responsável pela captação de recursos, a SMPAE trabalhou ao longo dos últimos seis meses na elaboração da carta consulta remetida aos agentes financeiros, num longo processo de negociação e articulação institucional. “Porto Alegre possui, mais uma vez, a confiança de organismos internacionais. No entanto, só isso não garante a liberação de recursos. Atingimos o nosso objetivo em virtude da qualidade da proposta apresentada e do diálogo franco que estabelecemos desde o início do governo”, avalia o secretário Cezar Schirmer.

Por meio desse financiamento, a Capital projeta a estruturação de um polo de atratividade turística, gastronômica, cultural e de negócios, fomentando uma maior diversificação social, inovação e o desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável. Isso ocorrerá por meio de investimentos integrados em requalificação urbana e ambiental, acessibilidade, inclusão socioeconômica e melhoria do ambiente institucional e de negócios.

“É um grande passo no desenvolvimento do 4° Distrito e na renovação de uma área que tem tanto potencial. Este é um recurso fundamental para avançarmos no projeto de transformação da região e torná-la o polo de inovação que tem capacidade e merece”, afirma o vice-prefeito Ricardo Gomes.

Com o sinal verde, a prefeitura dará início à preparação do financiamento, fase estratégica dentro do processo necessário para a liberação dos recursos e que consiste em uma série de reuniões para a definição das prioridades dentro do escopo do projeto apresentado. A expectativa da Diretoria de Captação de Recursos e Programas de Financiamento é de que a assinatura do contrato ocorra dentro de 12 meses.

Prefeitura de Porto Alegre

Obs.: 152 milhões de dólares equivale a mais ou menos 851 milhões de reais.



Categorias:Economia da cidade

Tags:

7 respostas

  1. Espero que não comecem a viajar muito nas ideias e projetos. Há bons exemplos a serem seguidos aqui mesmo no RS: Parque Una em Pelotas é um deles. Nada fora do normal e perfeitamente factível no 4º Distrito.

    Curtir

  2. Ótima noticia, pra ajudar, anunciaram um projeto bem legal pro quarto distrito, onde vão recuperar um moinho antigo e construir um prédio novo, vai ser de uso misto.

    Curtir

  3. Notícia ótima e toda uma grande conquista cheia de méritos, afinal não dá para negar que a capital gaúcha está avançando e a olhos vistos melhorando, se reinventado, ficando mais atraente e apta para gerar mais oportunidades, e assim vai sendo consolidada uma nova atmosfera! Agora apenas gostaríamos muito que tal o valor fosse bem empregado em projetos urbanísticos de primeira e portanto assinados por arquitetos gabaritados de alto padrão tipo escola do grande Jaime Lerner para cima, nível internacional não menos, para que o dinheiro não seja desperdiçado com coisinhas medíocres que já vimos muitas vezes serem feitas e que não agregam valor algum. Tomara que não mais, até porque depois da Orla a visão das pessoas e a cobrança já é outra, aleluia. Porto Alegre cada vez melhor, por isso torcemos!

    Curtir

    • Assino em baixo!!! lembrando que é preciso, para o alerta que fazes sobre a qualidade urbanística e arquitetônica dos projetos envolvidos, que superemos de vez o antigo ranço que temos com a modalidade dos “concursos de Arquitetura” Se ele teve seu fundamento é hora de aprimorarmos os seus procedimentos e sobretudo a sua “estruturação” e gestão. Novamente, bato na tecla do exemplo da cidade argentina de Rosário- que a partir de um planejamento urbano estratégico de verdade, implementado com seriedade e competência técnica e política – promoveu a reintegração urbana de sua orla com a devida qualificação arquitetônica dos equipamentos mais estruturantes através de “Concursos Internacionais de Arquitetura” Enfim…. Parabéns aos sr. prefeito melo e aos colegas que nos permitiram esta bela notícia. Abraços!

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: