Dois grupos empresariais selecionados para estudos da marina pública na Orla – trecho 2

Notícia do dia 9 de dezembro

Trecho 2 possui 134,4 mil metros quadrados e 850 metros de extensão Foto: Divulgação / PMPA

Dois grupos de empresas foram autorizados a desenvolver os estudos para implantação, gestão, operação e manutenção da marina pública e de espaços voltados às atividades náuticas no trecho 2 do Parque Urbano da Orla do Guaíba, na região do Anfiteatro Pôr-do-Sol. O resultado foi publicado na edição do dia 8, do Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa).

Com 134,4 mil metros quadrados e 850 metros de extensão, o trecho 2 da Orla fica localizado entre a Rótula das Cuias e o Arroio Dilúvio e apresenta condições para um elemento âncora que dê sustentabilidade econômica à marina da Orla e demais atividades acessórias para o funcionamento.

A prefeitura recebeu quatro requerimentos. Um dos selecionados foi o que reúne as empresas Cheetah Consultoria Empresarial, Photo Arquitetura, PierBrasil Engenharia e Soluções Tecnológicas, Arvut Meio Ambiente e Superfície Engenharia. O segundo requerimento autorizado é formado pela Construtora Pelotense Ltda e RGS Engenharia S.A.

Os outros dois requerimentos, da TGS Eventos e do grupo IN Poa e LM Geradores, não atenderam às necessidades estipuladas pelo edital lançado em outubro. As empresas selecionadas terão 90 dias para apresentação dos trabalhos de modelagem técnica e econômico-financeira. Os estudos não geram custo para o Executivo Municipal, pois são pagos pelo vencedor da concessão.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, ORLA, Trecho 2 da Orla

Tags:,

6 respostas

  1. A Grama artificial que tem no Boulevard Laçador seria uma boa alternativa a médio longo prazo.

    Curtir

  2. Precisamos fazer algo em relação ao trecho 1, o lugar já está decadente e deteriorado. Quem puder mande email para a administradora da orla naquele espaço. Não há mais gramado em muitos pontos, em outros a grama está alta, ainda colocaram tonéis grafitados que dizem ser lixeiras, entre outros problemas.

    Curtir

    • É um local de alto tráfego de pessoas e estamos numa estiagem, não há o que fazer quanto ao gramado, vai morrer mesmo.

      Curtir

    • Realmente está muito degradado. A empresa responsável até o momento apenas instalou um estacionamento e não fez mais nada. Nem manutenção da orla e nem o início das obras no Parque Harmonia.

      Curtir

    • Com os decks e a grama no sol escaldante que faz ali é inevitável o desgaste infelizmente, e a terra nessa região é originalmente mais arenosa. Quanto as manutenções nas partes danificadas e nos demais equipamentos precisa ser eficiente e no mínimo por semestre, coisa que me preocupa porque convenhamos que a cidade nunca tevr bom histórico de preservar bem seus espaços públicos.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: