Audiência pública sobre concessão do Jardim Botânico de Porto Alegre será nesta quinta

Novo administrador deverá manter o Museu de Ciências Naturais e reformar o pergolado, além de construir um jardim sensorial. Foto: Divulgação/Sema

Acontece nesta quinta-feira (3) a audiência pública sobre o projeto de concessão do Parque Jardim Botânico de Porto Alegre. O evento será às 9h no Auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), de forma híbrida, com participações presenciais e pela internet.

Será debatido o projeto de concessão de uso de áreas, atrativos e instalações, exigindo investimentos na requalificação, modernização, operação e manutenção do local. O governo do Estado pretende lançar o edital até março, e o objetivo é realizar o leilão no próximo trimestre. A consulta pública sobre o projeto está aberta até o dia 11 de fevereiro.

O novo administrador deverá manter o Museu de Ciências Naturais e reformar o pergolado, além de construir um jardim sensorial.

O secretário-adjunto de Parcerias, Marcelo Spilki, considera a audiência pública um momento importante para a participação da sociedade no projeto. “As contribuições recebidas na consulta e na audiência pública serão avaliadas e incorporadas ao projeto previamente ao lançamento do edital para qualificar ainda mais o modelo de concessão”, destaca.

A concessão do parque teve o processo de modelagem realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com apoio do consórcio Araucárias e do Instituto Semeia. O trabalho teve a coordenação dos técnicos da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Secretaria de Parcerias e Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, com o acompanhamento jurídico da Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Link: https://www.osul.com.br/audiencia-publica-sobre-concessao-do-jardim-botanico-de-porto-alegre-sera-nesta-quinta/



Categorias:Parques da Cidade

Tags:, ,

9 respostas

  1. Esse JB não tem nenhuma condição de ter uma maior relevância para a cidade, a menos que haja uma reformulação muito grande, o que é totalmente improvável. Seria preciso um visionário como Jaime Lerner para construir alguma coisa icônica lá, ainda que um prédio fake como o de Curitiba, jardins planejados, esse tipo de coisa que fizeram muito bem em Curitiba e inexiste no JB de POA. Aliás, essa concessão já começou mal não tendo a participação da Secretaria de Turismo. O JB de POA é muito maior, muito mais antigo e provavelmente muito mais relevante em termos de ciência, mas aí você vai comparar em termos de turismo e visitação não deve ter nem graça, o de Curitiba é muito mais turístico, a ponto de ter virado cartão postal da cidade.

    Curtir

  2. Seria excelente que fosse aberto ao publico sem cobrança e tivesse restaurantes, lanchonetes, loja de souvenires ponto para turista e locais ficarem boa parte do dia. E que fosse ponto de parada do novo ônibus de turismo (se voltar ne). Exemplo do Jardim Botânico de Curitiba.

    Curtir

  3. Área com imenso potencial a ser aproveitado! Esse jardim botânico se for bem estruturado e tornado convidativo terá condições de atrair muita gente, proporcionando encanto e momentos de conexão com o meio ambiente, promovendo desestress, servindo para atividades de educação pra criançada, só coisa boa. Dá para seguir estilos e inspirar-se em ótimos jardins botânicos e parques como o fantástico do Rio de Janeiro com sua coleção de plantas tão expressivas e recantos lindaços, alguma coisa do de Curitiba (bem artificial mas vá lá), o de Buenos Aires tão clássico e elegante é um modelo bom também, ou quem sabe algo na linha do ambiental e de arte moderna como o Inhotim. Enfim, definitivamente pode ser muito mas muito mais do que isso que essa coisa tão inexpressiva que há hoje em dia.

    Curtir

  4. Assisti parte da exposição sobre a concessão do JB. Pareceu-me bastante complexa, profunda e critica, com fortes observações por parte dos apresentadores sobre a continuidade do JB como JB , porém bem mais apropriado aos visitantes e frequentadores daquele espaço. A população com certeza terá novos ganhos na visitação, com novos espaços criados como borboletário, aquários, espaços culturais, espaços gastronômicos, etc. Uma pena foi a baixa audiência na plataforma do YouTube com pico máximo de 71 pessoas assistindo.

    Curtir

  5. imagina que delicia pegar a região e fazer uns 30 predio estilo caixotão de 20 cada andares na volta desse museu e itens que é obrigatorio manter

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: