Porto Alegre terá 100 quilômetros de ciclovias até 2024

De janeiro de 2021 até março de 2022, foram construídos mais de 10 quilômetros de ciclovias na Capital
Foto: Leonardo Holdebaum/PMPA

A prefeitura de Porto Alegre informou nesta sexta-feira (15), Dia Internacional do Ciclista, que pretende aumentar a malha cicloviária dos atuais 68 quilômetros para aproximadamente 100 quilômetros até 2024.

Essa ampliação deve ser feita por meio de três fontes distintas de recursos: próprios do município, financiamentos e contrapartidas (investimentos privados na estruturação cicloviária). Só do programa Avançar Cidades, do governo federal, a carta consulta aprovada prevê, a partir da apresentação e aprovação de projetos, cerca de R$ 6 milhões para a expansão de 38 quilômetros.

“A equipe técnica da Secretaria de Mobilidade está debruçada em analisar a malha cicloviária existente na cidade para fazer os ajustes necessários nas futuras implantações. Estamos planejando um seminário para ouvir diversos atores e, assim, ter mais subsídio para seguir com o nosso planejamento. Temos observado um grande movimento de pessoas que usam a bicicleta para fazer trajetos curtos, e por isso iremos ampliar as redes de bairro”, destacou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior.

De janeiro de 2021 até março de 2022, foram construídos mais de 10 quilômetros. Destes, 2,71 quilômetros foram finalizados no primeiro trimestre deste ano.

Está em andamento a implantação de 440 metros na rua Lopo Gonçalves, no trecho entre a João Alfredo e a João Pessoa. Na avenida Bento Gonçalves, estão sendo implantados 4.116 metros entre a Antônio de Carvalho e a João Antônio Lopes. Na rua Benno Mentz, dois trechos estão sendo feitos, totalizando quase 2.000 metros.

Na Zona Norte, dentro do eixo cicloviário do Complexo Sertório, estão em execução mais 2.400 metros entre a rua 25 de Fevereiro e a avenida dos Estados.

Link: https://www.osul.com.br/porto-alegre-tera-100-quilometros-de-ciclovias-ate-2024/



Categorias:Bicicleta, ciclovias

Tags:

17 respostas

  1. Várias ciclovias, nenhum ciclista usando. Tem que rever isso aí.

    Curtir

  2. Pra prefeitura, o importante nao é se a ciclovia fica boa ou ruin, o importante é que gere números.
    “entregamos xxkm de ciclovias em nossa gestão, a maior entrega em xx anos…”

    A prefeitura não quer agradar ciclistas, se quisesse não teria feito metade dessas ciclovias impraticáveis pelos ciclistas.

    Ciclistas são uma parte muito pequena da população para ganhar voto, usuários de automóveis são uma parcela muito grande a desagradar implantando ciclovias.

    Como não a instalação de uma cultura de ciclovias nao é nem de longe importante para atual gestão eles fazem qualquer coisa e entregam achando que isso é melhor do que nada.

    No máximo a prefeitura tenta atender ciclistas de final de semana, que levam as crianças para pedalar umas quadras, quando estão em passeio tudo é alegria e só querem estar longe dos carros que “sao perigosos” tanto faz se a ciclovia é na calçada.

    Tirar faixa de transito e tirar faixa de estacionamento para por ciclovias desagrada comerciantes e motoristas preguiçosos.

    Por os pedestres para brigar com os ciclistas é saudável no pensamento da prefeitura.

    Se ciclovia fosse importante como deslocamento as ciclovias da parte superior da orla terriam mais do que 2m de largura 1m para cada faixa, se fosse importante quando refizeram a reforma do calçadão da assunção teriam feito ciclovia junto da orla reformada. Não há pensamento integrado de ciclovias com a cidade e suas obras.

    Curtir

  3. Essas ciclovias de poa são uma “gracinha”. A tinta usada logo começa a desbotar e sair, ai fica um festival de riscos quase apagados e em várias cores. Me pergunto se não existe uma tinta mais resistente para ser usada.

    Curtir

  4. “Ciclovia” na calçada não é ciclovia.
    É uma falta de respeito com o pedestre
    E uma clara opção por, todavia, não restringir o espaço dos carros particulares.

    Curtir

    • O pior de tudo é que ainda vai ter motorista dizendo que a ciclovia está tirando deles o “direito” de estacionar os carros nas calçadas, como se vê na foto que ilustra o post.

      Curtir

  5. A prefeitura tem um mínimo de km para fazer em algum determinado tempo? Pergunto pois vi várias novas meia boca por aí e fiquei pensando se é obrigação, propaganda, pressão de alguém ou o que.

    Por um lado é bom que estão fazendo algo ao menos. Eu cheguei em um ponto que prefiro andar nas ciclovias horríveis e demorar 10 minutos a mais do que disputar espaço com carro. Há 5 anos atrás eu ainda tentava evitar o máximo possível.

    Curtir

    • Durante alguns anos a prefeitura por meio de PPA – Plano Plurianual estimava a (desejo – sic) realização de ciclovias…mas acredito que deixou de fazer pq nunca fez o que estimava.
      De 2006 a 2009 estimava 40km
      De 2010 a 2014 estimava (de novo) 40 km
      De 2015 a 2017 estimava 34 km.
      O pior é a invenção das contrapartidas: temos que “torcer” para que seja construído um shopping para termos ciclovia….um contrassenso e uma vergonha total

      Curtir

  6. Acho perigosa a ciclovia na orla…muitos acidentes

    Curtir

  7. Essas ruas paralelas sem movimento nao precisam de ciclovia agora,
    deveriam antes de tudo priorizar as grandes avenidas como a joão pessoa e conectar o mapa cicloviário do centro a zona norte e leste

    Curtir

  8. Sinceramente, o que leva alguém a executar um serviço igual ao da foto da matéria?

    Eles simplesmente estão pintando calçadas ao longo da cidade e chamando de ciclovia. Meu Deus…

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: