Porto Alegre vai despoluir o Arroio Dilúvio

O modelo prevê uma regulamentação urbanística específica para a região da avenida Ipiranga. Imagem: PMPA / Divulgação

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, anunciou nesta terça-feira (10) o início dos estudos para a licitação de contratação de projetos para a Operação Urbana Consorciada na avenida Ipiranga. Com o instrumento urbanístico, será possível construir um parque linear e despoluir o Arroio Dilúvio.

O anúncio foi feito durante visita de Melo e sua comitiva à cidade de Copenhague, na Dinamarca. “Queremos seguir o exemplo da capital dinamarquesa de despoluição e reutilização de canais que eram degradados há alguns anos e hoje têm perfeita integração com a vida urbana. O conjunto de intervenções tem custo alto e seguiremos no caminho da parceria, que está no DNA da nossa gestão, para atrair investimentos ao entorno da Ipiranga e, assim, viabilizar essa transformação em Porto Alegre”, declarou o prefeito.

Imagem: PMPA / Divulgação

A recuperação de canais que percorrem Copenhague serve de referência para todo o mundo. Depois de décadas recebendo toneladas de esgoto e dejetos da indústria, os arroios foram transformados. As redes de água e esgoto foram refeitas, e o lixo passou a ser reciclado e incinerado. Barreiras de transbordamento foram instaladas, e um complexo sistema de alarmes de monitoramento de marés foi implantado. Atualmente, moradores e turistas podem nadar em piscinas públicas artificiais.

“Estamos trabalhando na revitalização ambiental e urbana de um curso d’água, com impactos positivos na resiliência da cidade, adaptação aos efeitos negativos das mudanças climáticas e revitalização urbana de toda a região”, afirmou o secretário municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Germano Bremm.

Operação Urbana Consorciada

O modelo prevê uma regulamentação urbanística específica para a região da avenida Ipiranga, com definição de contrapartidas financeiras, incentivos ao adensamento populacional e permissão para construção de grandes edificações. Estudos preliminares apontam que, em 30 anos, seria possível arrecadar R$ 1,5 bilhão, recursos que serão utilizados para financiar as obras de despoluição do Dilúvio, desassoreamento e o trabalho de contenção e reflorestamento das margens do arroio.

Link: https://www.osul.com.br/processo-para-despoluir-o-arroio-diluvio-e-iniciado-informa-a-prefeitura-de-porto-alegre/



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Reurbanização, Revitalização do Arroio Dilúvio

Tags:,

8 respostas

  1. Só acredito vendo

    Curtir

  2. Acho válido e bem vindo. Mas a cidade está com várias carências de infraestrutura e não vejo nenhuma ação nesse sentido. Precisamos duplicar a estrada Caminho do Meio, Oscar Pereira, Edgar Pires de Castro, Vicente Monteggia, construir um viaduto na Plinio com Terceira Perimetral, terminar a duplicação da Voluntários….

    Curtir

  3. sou a favor da verticalização, mas esses arranha-céus rente a ipiranga vão transformar o trajeto que é bonito e ensolarado em alguma avenida generica de sao paulo. E assim Porto alegre vai perdendo sua identidade..

    Curtir

  4. ahhahahaha os render! parece até Londres.
    Sinceramente, só acredito vendo…e só acredito se começar realmente pela nascente do arroio…lá nos fundos da agronomia.
    No entanto, é muito possível que seja mais um dim dim pros amigos através do “estudo para a licitação de contratação de projetos”

    Curtir

  5. Eu adoraria ver o Dilúvio despoluído, assim como o Guaíba. Mas sinceramente, eu acho que fica pronto junto com a linha 3 do metrô de Porto Alegre!

    O prefeito que começar a sentir o cheiro do dinheiro desse consórcio, se não for estritamente vinculado ao tratamento de efluentes, vai só arrecadar mais.

    Curtir

  6. Passam-se os anos, mas uma coisa não muda em Porto Alegre: a imaginação fértil.

    Curtir

  7. Muito ousado, e é assim que tem de ser. Até pouco tempo creio que seria apenas uma quimera, algo fantasioso só para tipo estardalhaço mas no final das contas inviável/impossível. Todavia… felizmente vai se configurando um novo tempo para a capital gaúcha construído por mentes arejadas e visionárias, em que coisas maravilhosas são sim factíveis especialmente ante o potencial latente dessa cidade, potencial diga-se de passagem dentre os maiores do Cone Sul americano sem sombra de dúvidas. Esse projeto que é incrível gostaríamos muito de ver sendo concretizado e com certeza tem tudo para sê-lo, e imaginemos só que baita diferença causará esse outro perfil urbano no contexto da capital gaúcha. Que venham grandes transformações, positivas, pois Porto Alegre as merece!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: