Avança montagem do canteiro de obras do Quadrilátero Central

Contêineres e placas de concreto que serão usadas como tapumes serão instaladas na próxima semana . Foto: Alex Rocha/PMPA

A montagem do canteiro de obras que servirá como a base de operações do projeto de revitalização da rua dos Andradas e do Quadrilátero Central já demonstra os primeiros sinais de avanço. O perímetro da avenida Borges de Medeiros – entre as ruas José Montaury e dos Andradas – foi isolado na noite do último domingo, 8, permitindo que o consórcio responsável pela execução pudesse preparar o terreno. Desde então, uma equipe composta por 15 operários realiza os trabalhos necessários para receber a estrutura.

Ao longo da semana, foram instaladas placas de sinalização no entorno do perímetro, parquímetros e relógios digitais foram removidos e o canteiro central da avenida começou a ser retirado. Pontos específicos da via foram escavados, visando a instalação dos pilares de sustentação das placas de concreto pré-moldado que serão usadas como tapumes. O consórcio responsável pela obra solicitou entrada de água e energia elétrica às empresas concessionárias e demandou ao Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) a limpeza da tubulação de extravasamento superficial.

Na próxima semana, já será possível dimensionar o canteiro de obras. A fixação dos pilares e a instalação das primeiras placas pré-moldadas e dos portões de acesso possibilitará a chegada dos contêineres e serem utilizados como escritórios, alojamentos e refeitórios. Está prevista, também, a chegada dos banheiros químicos e o início do fornecimento de água e energia elétrica.

Alterações na rotina – Como havia sido informado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) no início da semana, neste primeiro momento não serão necessários desvios de trânsito e transporte. Agentes foram direcionados e realizam a orientação da população. Os serviços de carga e descarga relacionados ao perímetro do canteiro de obras passaram a ser executados na rua José Montaury, entre a rua Uruguai e a avenida Borges de Medeiros. Os bloqueios e desvios serão avisados previamente antes da execução de cada etapa.

A montagem do canteiro de obras também leva em consideração fatores como facilidade de acesso e segurança. Corpo de Bombeiros, forças de segurança e veículos de emergência poderão entrar e/ou passar pelo local, pois a estrutura contará com uma faixa transitável, acessada pelos portões localizados na Esquina Democrática e na face que dá para a rua José Montaury.

Corpo de Bombeiros, forças de segurança e veículos de emergência terão livre passagem pelo canteiro de obras Foto: Alex Rocha/PMPA

Segurança, fiscalização e diálogo – A Guarda Municipal irá ampliar as patrulhas na região durante a execução do cronograma de obras. Além disso, os fiscais municipais irão reforçar as ações junto aos vendedores ambulantes. A medida busca impedir a atuação deles no entorno do canteiro de obras. Hoje, a fiscalização do comércio é realizada de forma rotineira, através do atendimento de demandas recebidas por meio do telefone 156, assim como de forma preventiva.

No caso dos vendedores ambulantes irregulares, a ação de fiscalização pode resultar na apreensão de mercadorias, que estejam sendo comercializadas sem autorização prévia. Em caso de reincidência, uma autuação é aplicada. A multa pode variar de R$ 250 e R$ 500.

As conversas com os vendedores ambulantes, no entanto, ocorrem desde novembro de 2021, numa rotina de informação e conscientização a respeito da mudança no cotidiano do Centro Histórico que perdurará por um ano e meio. Em março, foram feitas abordagens explicando sobre a revitalização do Quadrilátero Central e realizado o cadastro dos ambulantes.

Ao todo, foram cadastrados 225 vendedores ambulantes que atuam na região do Quadrilátero Central e 16 floristas da rua Otávio Rocha. Destes, 46 ambulantes fizeram cadastro no Sine – dois já conseguiram uma colocação no mercado de trabalho. Alguns vendedores ambulantes foram deslocados para o largo da avenida Salgado Filho, junto ao viaduto Loureiro da Silva. Nesta sexta-feira, 13, foi iniciado um novo esforço na região da avenida Borges de Medeiros, no trecho onde ficará o canteiro de obras.

Essa realocação gradual deve se estender durante todo o período de obras e tem o mesmo perfil da ação efetuada no Largo Glênio Peres, no início de 2022, onde foram disponibilizadas oportunidades de recolocação no mercado de trabalho e capacitação profissional. Algumas opções ofertadas são o acesso a microcrédito – juros custeados pela prefeitura –, a possibilidade de ocupação de salas comerciais no Centro Popular de Compras (Camelódromo/POP Center), a prospecção de novos pontos e o encaminhamento ao Sine Municipal, com oferecimento de cursos e oficinas de profissionalizantes e o direcionamento a entrevistas de emprego.

Link: https://prefeitura.poa.br/smpae/noticias/avanca-montagem-do-canteiro-de-obras-do-quadrilatero-central



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Programa de Reabilitação do Centro Histórico

Tags:

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: