Quiosques começam a ser instalados no Trecho 1 da Orla 

Equipamentos são feitos de ferro, concreto e madeira.
Divulgação / SMAMUS / PMPA

Os oito platôs do Trecho 1 da Orla Moacyr Scliar começam a receber a instalação de quiosques nos próximos dias, entre o Gasômetro e a Rótula das Cuias. A arquitetura dos quiosques é modular, sustentável e não gera impacto construtivo. São feitos de ferro, concreto e madeira.

“Devido à grande circulação de pessoas, em especial nos fins de semana, quando o local recebe em média 60 mil pessoas, constatamos a necessidade de mais equipamentos para dar suporte ao público que consome na Orla”, explica o secretário municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (Smamus), Germano Bremm.

O projeto da GAM3 Parks, concessionária responsável pelo Trecho 1 e pelo Parque Maurício Sirotsky Sobrinho (Harmonia), foi aprovado pela prefeitura e também recebeu aval do escritório de arquitetura Jaime Lerner, responsável pelo projeto de revitalização da Orla. 

Conheça os quiosques:

Quiosques 1 e 2: petiscos brasileiros de boteco
Quiosque 3:  sanduíches, tapiocas e chope
Quiosque 4:  sorvetes, paletas mexicanas e açaí
Quiosque 5: lanches, xis e cachorro-quente
Quiosque 6: cervejas artesanais
Quiosque 7: comida saudável, saladas, wraps e sucos naturais
Quiosque 8: drinks, caipiras e petiscos

Link: https://prefeitura.poa.br/smamus/noticias/quiosques-comecam-ser-instalados-no-trecho-1-da-orla



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, ORLA, Orla Moacyr Scliar

Tags:, ,

5 respostas

  1. Otima seleção de produtos para cada quiosque! Ideia super bem vinda. Tomara que a qualidade dos produtos acompanhe a expectativa.

    Curtir

  2. Não vou entrar no mérito das críticas que foram pautadas, mas em um ponto central do turismo e da cara da capital e uma representação de todo Rio Grande do Sul que é a Orla do Guaíba, esses quiosques deveriam ser pensados em uma forma de gastronomia local que é a nossa, que é muito bem representado pelo Churrasco, o Quentão, o Chimarrão a rapadura… e por ai vai. É aquilo melhor que nada! Mas um detalhe, uma sensibilidade transforma como é visto e como vai ser impactado. É minha visão, uma opinião sincera.

    Curtir

    • Bom dia
      Você tem toda a razão.
      Ocorre q o que impera não é a preservação da área de MARINHA, antigamente rigorosamente respeitada.
      A prioridade é o poder econômico falar mais alto, sob a justificativa da pandemia e o isolamento.
      No entanto a pandemia continua e a aglomeração também.
      Alguém fiscaliza protocolo de vacinas e máscaras ao ar livre mesmo que estejam 5 cm lado a lado?
      Vamos rezar para que realmente seja uma saudavel área de lazer e não um palco político às vésperas das eleições. 🙏

      Curtir

    • Concordo completamente com você, o prefeito estrangeiro libera prédios espigão, não liga para nossas árvores nativas, calçadas feitas com tijolinhos de cimento, só falta vender milho verde nesses quiosques…descaracteriza a cidade e não liga para cultura. Se fosse qualquer outro fazendo o mesmo eu iria falar a mesma coisa. Nem o centro histórico da cidade é respeitado. Então você espera que esse pessoal se preocupe com esse pequeno detalhe que é a gastronomia local? Sou daqueles que acho melhor não fazer nada a fazer qualquer coisa… Orla do Itaú…

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: