Prefeitura de Porto Alegre e UFRGS reúnem-se para tratar do estudo do Esqueletão

O primeiro laudo técnico apontou que a estrutura pode estar comprometida e corre risco de desabamento. Foto: Cesar Lopes/PMPA

As secretarias municipais de Obras e Infraestrutura (Smoi), Planejamento e Acompanhamento Estratégico (Smpae) e a Procuradoria-Geral do Município (PGM) se reuniram, nesta segunda-feira (20), com técnicos do Laboratório de Ensaios e Modelos Estruturais (Leme) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Na pauta, o laudo prévio sobre o futuro do prédio da Galeria XV de Novembro, o Esqueletão.

A equipe da universidade, responsável pelo estudo do edifício, vai complementar informações solicitadas pela prefeitura. O primeiro laudo técnico apontou que a estrutura pode estar comprometida e corre risco de desabamento.

De acordo com o secretário de Obras e Infraestrutura, André Flores, e os engenheiros da pasta, é necessário aprofundar as informações e estabelecer valores para a execução das alternativas: demolição ou restauração, conforme prevê escopo do contrato. Flores ressalta que as informações devem considerar a durabilidade, estabilidade e prevenção de incêndio na construção.

Link: https://www.osul.com.br/prefeitura-de-porto-alegre-e-ufrgs-reunem-se-para-tratar-do-estudo-do-esqueletao/



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, esqueleto

Tags:,

5 respostas

  1. Em vários países do mundo, em geral os mais desenvolvidos, existe de forma natural o desmanche de ruínas e de prédios de arquitetura horrenda defasada, o que é feito através do trabalho de empresas especializadas que usam diferentes técnicas uma das quais a implosição, e isso é algo trivial e que gera um benefício incrível para as cidades que via de regra são mais atraentes e estimulantes do que as daqui. Já no nosso Brasil é que há essa tolerância descabida com construções em abandono que sim geram danos à paisagem urbana porque tais joças representam nada mais nada menos do que poluição visual de alto grau, que enfeia a cidade, agredindo o olhar e afetando o ânimo das pessoas. Dentro do quadro histórico, dos anos que essa nhaca de “esqueletão” está presente e detotando o visual do centro histórico, só nos resta esperar que finalmente seja demolido, a fim de que o terreno possa ser usado para uma nova edificação que seja moderna, sustentável, esteticamente diferenciada e bonita, enfim, algo que vennha agregar valor estético e se preste a usos qualificados seja para moradia ou serviços, e com isso traga mais vida e fluxo de energia ao centro da capital gaúcha.

    Curtir

    • Tantos anos aquela poluição visual ali no centro, nem para fazerem como no Hotel Ryugyong na Coreia do Norte…

      Curtir

    • Em geral, nos países mais desenvolvidos nem mesmo se permite a construção de prédios horrendos. Não é mera bondade e eficácia da iniciativa privada que as cidades mais desenvolvidas têm um padrão nas construções, prédios bonitos e em locais apropriados… é que lá existe um poder público que funciona. Em alguns locais você não constrói nada nem na sua casa se não tiver aprovação prévia e estar de acordo com as normas de construção da área.

      Curtir

  2. Demole de uma vez, arquitetura antiquada, lixo modernista. Vamos fazer algo bonito, menos alto e aprasível na área.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: