Golden Lake – Andamento das obras

A partir de hoje, começaremos a publicar o andamento das obras do “bairro privativo” Golden Lake, projeto desenvolvido pela Multiplan e que se localiza na área das antigas baias do Hipódromo do Cristal, ao lado do BarraShoppingSul.

Pra quem não sabe, o Hipódromo fez uma reforma em toda a sua área, reduzindo não só a pista como também a área das baias que acolhem os cavalos, propiciando a demolição total de toda essa área (baias) e o início da terraplenagem para construção do condomínio Golden Lake.

Seguem algumas imagens com indicações do que é citado acima.

Como era em Março/2014
Como é agora (Agosto / 2022)
Aproximando a área em obras

Andamento das obras do Golden Lake em julho / 2022

Andamento das obras do Golden Lake em agosto /2022

Fonte: Estes vídeos estão sendo feitos pelo Rafael Rousselet

Agradecimento aos foristas do Skyscrapercity.com Quidam-FLN e GersonLDN pela prospecção e achado destes vídeos

Para relembrar, algumas imagens de como ficará o projeto finalizado:

Lake Victoria – Primeira Fase do Golden Lake

Imagens: Multiplan

Bônus: vídeo sobre o Lake Victoria, a primeira fase:



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, GoldenLake

Tags:, , ,

19 respostas

  1. Qual a altura dos prédios?

    Curtir

  2. Me pergunto se esse bairro será erguido em sua totalidade e, se erguido, será totalmente habitado… me questiono porque definitivamente não há mercado para tantas unidades de “alto padrão” (500? mil?) em uma cidade cuja população está estagnada. Provavelmente é um projeto construído apenas para alimentar o portfólio de fundos de investimento imobiliários. A ver.

    Curtir

  3. A nossa cidade precisa urgentemente estabelecer que os projetos destes “bairros planejados” tenham conexão com o entorno, tal como já são construídos em outros países.

    Estamos criando cada vez mais estrovengas urbanas segregadas, que geram entornos murados, hostis e que tornam o espaço tão ou quase tão inseguro quanto era antes da construção. Urbanismo anti-pessoa.

    Esta nova diretriz, sem comprometer a segurança dos moradores, exigiria como contrapartida que a construtora construísse o espaço totalmente conectado com a cidade (para quem – ainda – não sabe, toda grande construção exige contrapartidas).

    No médio e longo prazo TODAS as partes sairiam beneficiadas: iniciativa privada, moradores e cidadãos. Até mesmo esse pessoal que acha que jamais podemos reclamar dos “favores” que a iniciativa privada faz ficariam maravilhados depois que visitassem um bairro planejado de verdade, construído de forma conectada e em harmonia com a cidade.

    Curtir

    • O terreno é privado e está sendo desenvolvido por empresa privada. Tem mercado para esse tipo de empreendimento muito devido à crise de segurança pública que enfrentamos. Agora criticar esse empreendimento por “alienar” os moradores em um microcosmo é não levar em conta problemas estruturais graves que temos no Brasil, como o uso da justiça como forma de compensação social, garantismo penal, etc.

      Resolvendo-se o problema de segurança pública com ações concretas de proteção do cidadão e punição exemplar aos bandidos, pode ter certeza que brotarão empreendimentos onde a integração com o entorno será bem maior.

      Curtir

      • Pois então, quando se constrõem prédios com fachadas ativas (com comércio, por exemplo) e ruas com calçadas largas e arborizadas, se está incentivando a circulação de pedestres no local. Essa condição é um dos fatores mais favoráveis à sensação de segurança nas cidades. O que o Golden Lake propõe é justamente o oposto.
        Há uma teoria bastante respeitada nesse contexto, da urbanista Jane Jacobs: https://urbanidades.arq.br/2010/02/10/seguranca-nas-cidades-jane-jacobs-e-os-olhos-da-rua/

        Curtir

        • Entendo e louvo esse tipo de ação de integração de empreendimentos e cidade, mas de novo. problemas estruturais na nossa segurança publica (garantismo penal, baixissima taxa de resolução e penalização por crimes praticados – desde roubo de celular até homicídios) fazem com que a avaliação risco-prêmio dos potenciais criminosos seja muito favorável.

          O mercado de condomínios fechados tem atratividade principalmente pela falha do Estado em garantir arcabouço legal para ação realmente efetiva das polícias e do sistema de justiça.

          Curtir

      • o que traria mais segurança seria justamente essa infraestrutura aberta a população

        Curtir

  4. quanto investimento que poderia valorizar a região e qualidade de vida do bairro inteiro se fosse aberto ao publico.
    pra quem defende esse urbanismo estagnado no tempo do feudalismo:
    você jamais terá condições de morar lá

    Curtir

  5. Gostei do padrão de acabamento e do paisagismo colocado até agora.
    Porém, em termos de urbanismo, é mais um projeto sofrível em Porto Alegre. Zero conexão do “bairro” com o seu entorno.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: