Instituto Caldeira encerra 2022 ampliando conexões para o fomento da inovação no RS

Caldeira é Top 3 na premiação do Startup Awards 2022, o maior prêmio do ecossistema de inovação do Brasil.

Startup Village – Instituto Caldeira. Foto: Gilberto Simon

O ano de 2022 está chegando ao fim e o Instituto Caldeira tem muito o que celebrar com a passagem para 2023. Às vésperas de comemorar dois anos da operação do seu hub físico, em março de 2023, o Caldeira acelera como nunca a relação com a Comunidade Caldeira – mantenedores, startups e parceiros estratégicos – e a sua presença em eventos e ecossistemas de inovação internacionais.

Foi um período celebrado com reconhecimentos importantes: Top 25 da categoria Top Ecossistema em 2022 do 100 Open Startups, disputando com outras 216 instituições do Brasil. E Top 3 na premiação do Startup Awards 2022, o maior prêmio do ecossistema de inovação do Brasil.

Tudo isso sem esquecer das suas razões de existir, que são incentivar o empreendedorismo inovador, a qualidade de vida e educação, assim como as conexões entre poder público, universidades, empresas e sociedade do Rio Grande do Sul. 

Estamos empolgados com 2023. Em março do ano que vem comemoramos dois anos da operação do nosso hub físico e temos muitas iniciativas pela frente. Em 2023, ainda teremos o lançamento do RS Tech, que é esse grande mapeamento que vai nos permitir conhecer em profundidade quem são nossas startups e gerar valor, diz Pedro Valério, CEO do Instituto Caldeira.

Comunidade Caldeira

A retrospectiva de 2022 do Caldeira foi marcada também pelo crescimento das startups que fazem parte da Comunidade do hub de inovação:

Por exemplo, a Yours Bank, fintech gaúcha de educação financeira, foi a grande vencedora da Competição de Startups do South Summit Brazil. E ainda recebeu neste ano um aporte de R$ 5 milhões do Banco do Brasil. A Tecredi, outra fintech do RS que atua no segmento de crédito, conquistou investimento internacional multimilionário da Credix. 

Immo Investimentos, plataforma de investimentos em Equity Crowdfunding com foco em franquias, recebeu investimento de R$ 600 mil no programa Shark Tank Brasil, enquanto a Sirros IoT foi outra startup da comunidade que recebeu R$ 5,2 milhões em rodadas de investimento.

Mas não só com investimentos que as startups se desenvolvem. A gaúcha Pix Force, por exemplo, foi uma das 15 startups selecionadas para a edição deste ano do Programa de Internacionalização da Apex Brasil, o StartOut Brasil. Já a startup de saúde Stakecare fechou parceria com Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre (HPS) para implementar uma solução inovadora de monitoramento de pacientes.

Mais de 164 startups foram selecionadas para desafios de inovação aberta através de programas de fomento do Caldeira.

Dentre as participações do Instituto Caldeira em eventos voltados à inovação, um dos destaque foi para a South Summit Brazil, realizado em maio na cidade de Porto Alegre. Isso porque na Competição de Startups do evento, quatro das cinco vencedoras foram de empresas da comunidade Caldeira.

O Instituto tem hoje 425 empresas e instituições conectadas ao hub e mais de 100 empresas residentes. Para o próximo ano, o número de companhias conectadas ao Caldeira deve saltar para cerca de 600, ressalta Valério.

Em 2022, a comunidade participou de mais de 300 eventos realizados pelo Caldeira, entre palestras, workshops, shows e muito mais. Além disso, o Caldeira recebeu pela primeira vez parte da exposição da 13ª Bienal do Mercosul. 

Conexões internacionais

Além da participação na South Summit Brazil, o Instituto Caldeira também cruzou fronteiras para fomentar conexões com players de fora do país e mostrar o que está sendo feito no hub de inovação de Porto Alegre.

Uma dessas viagens foi para o Web Summit Lisboa, a maior feira de startups e inovação do mundo, realizada em novembro na capital de Portugal. Nela, o Caldeira acompanhou cinco startups da comunidade e participou de palestras e experiências com os principais nomes do empreendedorismo de inovação.

Acompanhado de representantes da prefeitura de Poa e do governo do Estado, além de empresas do hub, o Instituto Caldeira também liderou a visita ao Vale do Silício, na Califórnia, berço das principais empresas de tecnologia do mundo. A viagem foi realizada no 1º semestre deste ano. Nos EUA, o Caldeira também passou com sua comitiva por Washington DC, Nova York e Austin. 

Já na metade de novembro, o Instituto liderou uma missão com 20 executivos gaúchos para Israel, país conhecido como “Nação Startup” em razão da pujança do seu ecossistema de inovação, que concentra o maior número de startups per capita do mundo. 

O Caldeira também estará, em 2023, em muitas outras missões internacionais robustas, como em Israel, onde faremos a 2ª missão, além de Canadá e Londres, ampliando as redes de conexão da nossa comunidade, antecipa o CEO do Caldeira.

Fomento à educação

Este também foi o ano em que o Instituto Caldeira inaugurou seu braço educacional, o Campus Caldeira, que ocupa o 2º andar da sede com residentes como a Atitus Educação, Fundação Dom Cabral, Fundação Tênis e GetEdu, parceiro Google for Education, que tem programação de formação e educação recorrente no local.

A iniciativa colocou em prática a vontade coletiva de transformação através da formação de talentos para a nova economia, conectando poder público, grandes corporações, startups e parceiros educacionais.

A partir do Campus Caldeira, nasceu neste ano o Programa Nova Geração, que tem como objetivo encontrar, capacitar e empregar mais de 500 jovens talentos (16 a 24 anos) alunos e ex-alunos da rede pública. Em 2022, 750 jovens foram capacitados pelo programa e 50 deles receberam o certificado do Geração Caldeira de 2022. O Nova Geração contou com mais de 500 horas de capacitação.

Para o próximo ano, a meta é ampliar o número de jovens que vão receber as capacitações.

Caldeira se situa em antiga planta industrial da Renner no bairro Navegantes, em Porto Alegre. Foto: Gilberto Simon

Reconhecimentos 

O ecossistema de inovação do Instituto Caldeira foi reconhecido neste ano por sua atuação no desenvolvimento da nova economia. 

O hub de inovação de Porto Alegre ficou no Top 25 da categoria Top Ecossistema em 2022 do 100 Open Startups, disputando com outras 216 empresas e instituições do Brasil.

Não foi só o Caldeira que recebeu o reconhecimento nacional do Top 100 Open Startups. Ao todo, 18 empresas e startups do hub de inovação de Porto Alegre conquistaram espaço no ranking deste ano.

O Caldeira também ficou no Top 3 na premiação do Startup Awards 2022, o maior prêmio do ecossistema de inovação do Brasil. Além do Instituto, Sebrae e a Wow Aceleradora, que fazem parte da comunidade Caldeira, ficaram entre as finalistas do Startup Awards.

Link: https://institutocaldeira.org.br/blog/caldeira-encerra-2022-ampliando-conexoes-para-o-fomento-da-inovacao-no-rs/

Galeria de fotos do Caldeira

Todas as fotos © 2022 Gilberto Simon – Blog Porto Imagem

Onde fica



Categorias:Inovação, Instituto Caldeira

Tags:, , ,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: