Aprovado projeto arquitetônico para edifício Everest no Centro Histórico

Será um novo empreendimento misto (residencial e comercial), com espaços de convivência e lazer de uso público Imagem: Arte do Empreendedor/Divulgação/SMAMUS/PMPA

O alvará de construção do tradicional edifício Everest, localizado no alto do Viaduto Otávio Rocha, foi emitido nesta quinta-feira, 5, pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (Smamus).

O projeto prevê reciclagem de uso do hotel, renovando e adequando o edifício para um novo conceito de empreendimento, sem alterar a estrutura e a arquitetura da edificação. Haverá ampliação das atividades comerciais, incluindo a utilização do espaço do terraço com o conceito de rooftop e um retrofit das fachadas. Está proposta ainda uma zona de comércio, com acesso principal pela escadaria da avenida Borges de Medeiros, juntamente a uma área destinada a um pequeno museu, contando a história do prédio, do entorno e da época em que foi edificado, em 1964. Estas áreas serão de utilização pública. 

“O empreendimento atende a quesitos técnicos dispostos na Lei Complementar 930, de dezembro de 2021, que instituiu o Programa de Reabilitação do Centro Histórico de Porto Alegre e propõe a transformação urbanística do bairro”, enfatiza o secretário Germano Bremm, ressaltando que o local se constituirá em um espaço emblemático após as transformações propostas, criando espaços de conveniências e lazer de uso público, contribuindo ainda para incremento da segurança no Centro Histórico.

Everest – O condomínio Everest conta com um prédio residencial na parte frontal à rua Duque de Caxias, o Bloco A. Os demais blocos são espaços do complexo hoteleiro. A proposta de reforma apresentada tem como principal premissa a revitalização dos prédios do hotel para um novo empreendimento misto (residencial e comercial), criando espaços de convivência e lazer de uso público e transformando as unidades em residências. O Bloco A, um edifício residencial com 30 apartamentos, será mantido e não receberá reforma interna. O retrofit das fachadas abrange os quatro blocos, mantendo a identidade arquitetônica. 

A iniciativa é da Infinita Estrutura de Negócios e as obras já podem ser iniciadas. A estimativa é que o empreendimento gere 400 empregos e 211 novas opções de moradias, em um investimento de R$ 85 milhões.

Mais imagens:

Link: https://prefeitura.poa.br/smamus/noticias/aprovado-projeto-arquitetonico-para-edificio-everest-no-centro-historico



Categorias:Arquitetura | Urbanismo

Tags:, , , ,

6 respostas

  1. Bem bacana! Novos ares, nova vida, todo um importante aporte de movimento para essa área do centro dentro de uma proposta harmônica e de qualidade. Adoramos saber por exemplo que vai rolar um rooftop, que pela localização e panorama, com certeza vai ser mais uma baita opção de entretenimento oferecido pela capital gaúcha! Para melhor está acontecendo a tão aguardada revitalização do viaduto Otávio Rocha que tem tudo para dai renovado ficar incrível e ser um atrativo único, e ainda pelo que ouvimos falar há um projeto da construtora Melnick de um prédio moderno para ser levantado ali próximo, ou seja… essa área do centro histórico de Porto Alegre caminha para uma grande transformação absurdamente positiva. Que coisa boa!

    Curtir

  2. Essa regiao tem tudo pra ficar um show! Já tem as obras de revitalizaçao do viaduto, enquanto que esse projeto deve trazer mais circulaçao de pessoas ao local. Certamente trará impactos positivos para a segurança também.

    Curtir

  3. Reforma bem vinda mas projeto feio que doi.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: