Tempo de abertura de empresas em Porto Alegre tem queda histórica

Trabalho conjunto entre a Sala do Empreendedor e outros órgãos acelerou os processos. Foto: Giulian Serafim / PMPA

Em um período de seis meses, Porto Alegre teve queda histórica no tempo de abertura de empresas. Em junho do ano passado, o empreendedor esperava, em média, 24 horas. Em dezembro, reduziu para 15 horas: oito para viabilidade e sete para registro. É o menor tempo já registrado da Capital, de acordo com o painel Empresas e Negócios, do Governo Federal.

A implementação da automação da consulta de viabilidade em novembro de 2022 foi um dos principais responsáveis pelo resultado. Antes, para obter a análise do endereço onde pretendia abrir o empreendimento e conferir a disponibilidade, o empresário aguardava, em média, 14 horas, já que a pesquisa era praticamente manual. O trabalho integrado entre a Sala do Empreendedor, da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Junta Comercial do Estado, Procempa e Sebrae, através do Cidade Empreendedora, acelerou processos e agilizou a vida das pessoas.

“Mais uma vez, o resultado garante que estamos no caminho certo para facilitar a vida do empreendedor, assim como nos mostra que sempre há o que melhorar. Com a transversalidade desta gestão e o foco no desenvolvimento econômico, estamos avançando rapidamente”, afirmou Vicente Perrone, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

A média na Região Sul está em 21 horas, enquanto no estado do Rio Grande do Sul é de 20 horas. A Prefeitura de Porto Alegre comemora o feito, visto que, em janeiro de 2021, o tempo médio de abertura era de 14 dias. “Estamos cada vez mais ativos junto às demandas que facilitam e agilizam a vida dos empreendedores. Governo digital é aquele que pensa de ponta a ponta para criar novas possibilidades e impulsionar o potencial da nossa cidade”, ressaltou Letícia Batistela, presidente da Procempa.

Link: https://prefeitura.poa.br/smdet/noticias/tempo-de-abertura-de-empresas-em-porto-alegre-tem-queda-historica



Categorias:Outros assuntos

Tags:

9 respostas

  1. E não faz muito tempo em que comemoravam a queda para “apenas” dois dias para abrir uma empresa em Porto Alegre.

    hahahhah

    Agora, sobre o pessoal que atacam as grandes empresas e defendem os pequenos, sem querer generalizar, mas, aparentemente nunca trabalharam em empresas pequenas.

    Deem uma pesquisada na pagina “vagas arrombadas” e descubram a cabeça de boa parte do pequeno empreendedor brasileiro.

    Ah, nada contra eles, são os que mais geram empregos no mundo todo, mas, da uma conferida, vale a pena.

    Curtir

  2. É muito bom que não haja essa morosidade e o pequeno comerciante possa abrir sua loja rapidamente. Não pecizando trabalhar infomal e irregular ou pagar aluguel de portas fechadas até sairem todos documentos.

    É importante que existam sistemas protocolares rápidos eletronicos e funcionáis.

    Só temos que nos atentar que, em algumas situações a saúde e bem estar da população fica em jogo em pró da velocidade. Por exemplo, hoje em dia ao invés de comprovar a infra estrutura e receber uma fiscalização, um restaurante apenas precisa assinar um termo dizendo que esta de acordo com as normas sanitárias vigentes. Se este estabelecimento não estiver em acordo com as normas só vamos descobrir em caso de denuncia.

    Curtir

  3. O pessoal vermelho tem que se decidir se empreender e se empresários são malvadões ou se devem ser incentivado.

    Curtir

    • os liberaloides distorcem o discurso pra fazer parecer que quando os esquerdistas criticam o empresariado estão falando do pequeno e médio empresário.

      O pequeno empresario está mais próximo do trabalhador do que os donos dos conglomerados, que possuem fortunas acima de bilhões de dólares a ponto de operar no negativo só pra quebrar concorrencia.

      E os liberais ainda fazem os coitados acreditarem que estão no mesmo lugar que os bilionários kkkkk Quero ver por quantos anos um dono de livraria de bairro consegue operar abaixo do custo pra competir com a Amazon kkkk

      Curtir

    • Que comentário mais preconceituoso e fora de contexto. Meu deus!

      Curtir

  4. É bom… assim terá um monte de empresário que não trabalha, explorando a classe trabalhadora.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: