Engarrafamento sob o viaduto Leonel Brizola

Os motoristas que retornam no final de tarde para Porto Alegre via BR 116, pela Avenida dos Estados, e ingressam na Ceará, cruzando a Farrapos por baixo do viaduto Leonel Brizola, enfrentam diariamente engarrafamento de até 30 minutos. ‘Às vezes, a fila de carros chega até a estação Aeroporto do Trensurb’, observou Magda Alves Costa, proprietária de uma empresa em São Leopoldo. Ela ainda reclamou que o viaduto Leonel Brizola, que liga a III Perimetral ao bairro Humaitá, é pouco utilizado. ‘Praticamente, não existe tráfego lá em cima, enquanto aqui na Farrapos a situação é insustentável’, assinala Magda.

Outra queixa de quem sai da cidade pela Pereira Franco e Edu Chaves é que a pintura da faixa engana o motorista. As listas no chão modificam e se entrelaçam, o que induz o condutor a invadir a pista do outro veículo. A solução para os congestionamentos virá com a implantação de passagem de nível pela avenida Farrapos em direção à Ceará, ‘o que acabaria com a necessidade do semáforo’, afirmou a gerente de trânsito da EPTC, Carla Meinecke.

O secretário municipal de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Clóvis Magalhães, informou que a prefeitura negocia com o Ministério das Cidades a liberação de verbas para a III Perimetral. Segundo ele, restrições orçamentárias no projeto do viaduto não permitiram incluir a passagem de nível da Farrapos. ‘Estamos ingressando com projetos nos órgãos de financiamento para, no mais curto prazo, solucionar os problemas’, apontou. Carla disse que técnicos da EPTC monitoram o tráfego no local, para ajustar o tempo das sinais conforme a necessidade. ‘Mas enquanto houver semáforo para cruzar a Farrapos em direção à Ceará teremos dificuldades.’
 
Correio do Povo, 02/12/2008



Categorias:Outros assuntos

Tags:

%d blogueiros gostam disto: