Prefeitura recebe dez estudos para Central de Resíduos

Superando as expectativas da equipe técnica, dez empresas apresentaram ontem, 5, estudos sobre a viabilidade de instalação de uma Central de Tratamento de Resíduos Sólidos em Porto Alegre. Nesta tarde, os secretários que integram a comissão de avaliação apresentaram o resultado do chamamento público ao prefeito José Fortunati no Paço Municipal.

Os estudos foram desenvolvidos por nove empresas brasileiras – que representam tecnologias nacionais e de países como França, Alemanha e Espanha – e por uma empresa portuguesa, a Águas de Portugal. As empresas nacionais são Vaporo Tech, Proactiva, Instituto Lotus, Revita, Delta, Foz do Brasil / Grupo Odebrecht, Escavações Viamão, Foxx Participações e Kütner do Brasil.

Transparência – O prefeito enfatizou que os estudos poderão indicar o melhor caminho para a cidade avançar com qualidade no tratamento dos resíduos. “Precisamos pensar de forma responsável a destinação do lixo, recorrendo às modernas tecnologias e respeitano o meio ambiente. Após avaliar esse conteúdo, será possível apresentar à cidade uma posição madura para construirmos as mudanças com transparência”, frisou Fortunati.

Para o secretário do Gabinete de Assuntos Especiais (GAE), Edemar Tutikian, a resposta positiva da iniciativa privada gera vasto material para a construção de uma proposta inovadora e adequada à realidade da Capital. “A quantidade e o porte das empresas superaram as expectativas e mostram o acerto do projeto”, avalia Tutikian.

Inovação – A proposta de instalação da central, por meio de uma parceria público-privada (PPP), pretende criar um sistema de tratamento do lixo e eliminar o longo caminho percorrido pelas 1,5 mil toneladas lixo orgânico e resíduos públicos coletadas diariamente ao aterro sanitário em Minas do Leão, distante 113 km. Hoje, esse volume passa pela Estação de Transbordo na Lomba do Pinheiro e é levado por grandes caminhões a Minas do Leão, em um percurso diário de 17,6 mil quilômetros feito pelos veículos. Além dar tratamento adequado ao lixo dentro da cidade, com a instalação da Central ainda será possível a geração de energias alternativas e limpas como biogás, eletricidade, vapor e combustível derivado de resíduos.

A equipe da prefeitura avaliará os estudos entregues em até 90 dias, para verificar a viabilidade técnica e econômica do projeto. “A manifestação de interesse é uma forma objetiva e transparente da prefeitura dialogar com a iniciativa privada e identificar a viabilidade do projeto e a melhor tecnologia a ser aplicada”, afirmou Tutikian. De acordo com o secretário, as empresas terão a oportunidade de reunir-se com a comissão para defender as propostas.

Os estudos serão avaliados por uma comissão integrada ainda por representantes do Gabinete de Articulação Institucional (GAI), Gabinete de Planejamento Estratégico, DMLU e Secretaria Municipal da Fazenda. Os detalhes técnicos do projeto, como investimento, localização e tecnologia a ser empregada, serão definidos a partir dos estudos apresentados.

O investimento na Central de Tratamento de Resíduos Sólidos será da ordem de R$ 450 milhões, segundo Tutikian.

Prefeitura



Categorias:Meio Ambiente, Reciclagem, Tratamento de Lixo

Tags:, , , ,

3 respostas

  1. Acho bem legal essa iniciativa da prefeitura.

    Curtir

  2. Há muito tempo no Japão usam a queima de lixo para gerar energia. Soluções existem e só procurar e aplicar aqui.

    Curtir

  3. Poxa! Seria muito bom se implantassem a geração de biogás com o lixo! Estou torcendo para isso!

    A geração de biogás em larga transformaria Porto Alegre em referência mundial para tratamento de lixo orgânico!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: