Camelódromo faz um mês

Ambulantes reclamam das poucas vendas e da estrutura do local

O Camelódromo completa um mês de funcionamento hoje com altos e baixos e muita polêmica. Nos primeiros 30 dias, houve erros do empreendedor, da prefeitura e dos ambulantes. E uma certeza: mesmo com as dificuldades de acesso e sinalização interna, o novo endereço dos 800 camelôs é, sim, um sucesso de público. De vendas, ainda não, por diversos motivos. Hoje ocorre uma nova reunião da comissão gestora. Confira a radiografia dos primeiros 30 dias de funcionamento da obra que mudou o Centro da Capital:

EDUARDO RODRIGUES

Raio X
MELHOROU
> As bancas estão padronizadas, com iluminação e possibilidade de vendas no cartão de crédito.
> O ambiente é limpo e há segurança.
ESTÁ PREJUDICANDO
> O calor é intenso e há falta de bebedouros para o público e comerciantes.
> Placas de sinalização poderiam ser maiores e melhor localizadas.
> Faltam acessos ao Setor B pelo Terminal Mauá (de onde saem os ônibus da Região Metropolitana), entre a Júlio e a Mauá.
PRECISA MUDAR
> A Brigada Militar e a Smic precisam coibir a venda de produtos piratas em frente ao Camelódromo e na Praça XV.
> Além de retirar a loja da Oi, a Verdi precisa repensar a posição da única escada de acesso ao segundo piso. Camelôs acham que ela atrapalha o fluxo para a ala norte.

 

Isolamento do Setor B preocupa

O isolamento das 200 bancas do Setor B, entre as avenidas Júlio de Castilhos e Mauá, é outro nó que precisa ser desatado. Além da falta de novos acessos, obstáculos físicos, que começaram a ser retirados pela construtora na sexta-feira, atrapalham o negócio. Uns ambulantes estão vendendo bem, outros se queixam. Uma das razões pode ser a crise.



Categorias:Revitalização do centro

Tags:,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: