Zoo tem apoio à compra de girafas !!!

Contrariando as manifestações de ativistas, veterinários defendem aquisição de novos exemplares pelo Zoológico de Sapucaia

Desde que a tristeza e a solidão fizeram desabar Doroteia, a última girafa do Zoológico de Sapucaia do Sul e o único exemplar que restava vivo no Estado, gaúchos divergem sobre a compra de novos animais. Agora, veterinários decidiram entrar na discussão.

Diante da mobilização de ativistas contra a importação de girafas, eles reagiram apresentando argumentos favoráveis à compra. A defesa se baseia no fato de que as novas girafas não seriam retiradas da vida livre, de seu hábitat natural, mas de criadouros.

— Fiquei sabendo da mobilização e não pude acreditar em tamanho equívoco. Existem vários pontos que devem ser analisados antes de se fazer uma imensa mobilização como esta, de alcance surpreendente — diz a médica veterinária Lísia Lucchesi.

Membro da Sociedade de Zoológicos do Brasil, o veterinário Cláudio Giacomini acompanhou por 34 anos a vida das girafas no zoo de Sapucaia do Sul e defende com convicção a vinda de novos exemplares para dar continuidade à procriação.

— Ninguém quer fazer dos animais um comércio, mas a instituição zoo tem de ser mantida – defende.

Ainda filhotes, um macho e duas fêmeas deixariam a África do Sul em um voo comercial até São Paulo, de onde seriam transportados, por via rodoviária, até Sapucaia.

A negociação seria um alento para quem sente falta da maior estrela do parque, mas uma afronta a quem defende a permanência dos animais em seu hábitat.

Em dezenas de depoimentos encaminhados à Redação de Zero Hora, gaúchos de diferentes partes do Estado se manifestaram. Eles não podem imaginar como seus filhos crescerão sem conhecer de perto uma girafa. Questionam como as crianças identificarão animais sem ser por TV ou figuras ilustradas?

Outra corrente considera uma crueldade tirar filhotes de uma região na qual sua espécie melhor se adapta para trazê-los ao Rio Grande do Sul. Os ativistas fazem circular pelo Estado um abaixo-assinado contra a importação dos animais, há um mês. Em meio à reação dos dois grupos, a Fundação Zoobotânica – responsável pelo zoo – resolveu interromper o processo de compra das girafas, prometido em outubro. A decisão ficará para o próximo governo.

— Os três exemplares seriam de criadouros e ingressariam no Brasil com autorização do Ibama. Não seriam retiradas da vida livre – diz o diretor do zoológico, Roque Tomazeli.

……………….

Os prós e contras

OS ARGUMENTOS DOS VETERINÁRIOS – As girafas não seriam capturadas da vida livre. Nenhum animal que vai parar em zoológico é capturado para esse fim. Quase sempre são animais apreendidos por órgãos de proteção ambiental, submetidos a maus-tratos, ou vítimas de atropelamento ou de abandono. Os novos exemplares já vivem, ou teriam nascido, em cativeiro.

O zoo possui importantes funções para a sociedade. Uma é a de banco genético para espécies ameaçadas ou em extinção. Com base nos exemplares em cativeiro é possível salvar animais do desaparecimento.

Outra, seria a de disponibilizar os animais para estudos científicos, como comportamentais, em relação a sua biologia (reprodução, hábitos, alimentação, principais doenças, características individuais de cada espécie). Seria muito difícil a realização de estudos somente com a observação de animais em vida livre.

Um passeio ao zoo é um programa familiar e educativo, em ambiente amplo e arborizado, uma opção de lazer às famílias, principalmente pela oportunidade de escapar de uma rotina atribulada com muitos compromissos, em meio a trânsito congestionado, poluição, estresse e falta de tempo.

As girafas são animais que se reproduzem muito e, às vezes, têm de ser abatidas, para um controle de superpopulação em áreas onde habitam. Nesse caso, seria melhor trazê-las para educação da população. Está cada vez menor o espaço natural em que elas vivem, por exploração humana.

O QUE QUEREM OS AMBIENTALISTAS – Que os investimentos dos zoos sejam para:

– O atendimento e abrigo de animais resgatados do tráfico
– O acolhimento de animais exóticos abandonados por circos
– Programas de procriação de animais da fauna silvestre em risco de extinção, para posterior reintrodução no ambiente natural.

ZERO HORA

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&section=capa_offline



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , ,

8 respostas

  1. O único que não pode é um jornal que deveria ser imparcial tomar partido.

    Minha opinião tem tanto valor quanto a tua assim como a opinião dos veterinários do Zoo tem tanto valor quanto a de outro veterinários que são contra a compra de mais girafas.

    Aqui tem um contra-ponto se tiveres interesse em ler uma opinião diferente:
    http://jzabka.wordpress.com/2010/11/04/a-polemica-das-girafas-e-o-posicionamento-tendencioso-do-jornal-zero-hora-uma-resposta-necessaria-por-waleska-mendes-cardoso/

    O abaixo assinado não é coisa de guri. Tem muitos advogados, mestres, doutores, além de muitas outras pessoas envolvidas e a opinião deles também tem valor.

    Uma reportagem feita por um jornal imparcial teria exposto meio a meio as alegações dos dois lados da história.

    Tanto é revoltante para ti que uma pessoa como eu se de o direito de manifestar uma opinião contrária quanto é para mim que seja normal para a sociedade tanta coisa ruim que é feita com os animais.

    De fato que a importação das girafas ta longe de ser das piores coisas que uma pessoa pode fazer a um animal.

    Comprar presunto ta muito perto pois os porcos via de regra são muito mal tratados durante a vida nem é o abate a parte ruim. Galinha de produção industrial meu deus do céu, é bizarro! http://www.youtube.com/watch?v=IKIBmppiIvM

    Nada contra ciência, tecnologia, desenvolvimento desde que seja feito com bom-senso e respeito à vida seja de que ser for.

    Tudo a favor do conhecimento e da evolução.

    Eu posso estar errado em muitas coisas inclusive em ser contra a importação das girafas mas tu também pode estar errado em ser a favor.

    Os dois também podem estar certos, vichi agora complicou, heheheh

    Ninguém é dono da verdade, o abaixo assinado é para ver se mais pessoas pensam como as pessoas que criaram ele.

    Curtir

  2. Dai me força super homem, dai me força.

    Se uma pessoa prefere animais de raça, deixa ela, a unica coisa que vale, é que cuide.
    Tudo bem que adotar é melhor, mas ninguem é obrigado a isso.
    Meu deus, vão julgar as pessoas por causa do dinheiro?
    Conheço pessoas que vendem animais e te digo, tratam eles melhor que pessoas da própria familia, e posso dizer que os familiares dessa pessoa são muito bem cudados.
    Que gente chata, sempre tem um querendo dar moral nos outros, não é a minha ou a tua opinião que vai mudar, o que acontece aqui, é que um zoologico é um lugar que vai cuidar dos animais, é um lugar importante para a ciencia, para o conhecimento, para muitas coisas.
    Mas esqueci, algumas pessoas são contra a ciencia, a tecnologia e o desenvolvimento, tudo destrói o mundo.

    Curtir

  3. É compreensível que seja extranho uma pessoa sair em defesa dos animais porém alguém tem que fazê-lo.

    São coerentes as alegações dos veterinários caso se confirme que esses filhotes tenham sido resgatados do tráfico.

    Eu não tenho conhecimento mas pode ser que jirafas sejam reproduzidas em cativeiro para preencher os zoológicos do mundo. São muitos zoológicos e por isso deve ser um bom negócio.

    “Ai, não queremos fazer dos animais um comércio mas né, as criançinhas…”

    Quem dera os nossos pais tivessem nos ensinado a respeitar os outros animais desde pequenos.

    Comprar um animal do comércio de animais mesmo um cachorro é um ato de indiferença ao próximo, nesse caso sendo os animais.

    99% dos animais que são produtos são mal cuidados pelos produtores.

    Temos milhares de animais nas ruas das cidades e em ONGs mais que precisando de um lar e ao mesmo tempo ha muita gente reproduzindo cães e gatos igualmente aos milhares por racismo.

    Isso é compreensível dentro do atual contexto em que o bem estar dos outros seres não é levado em consideração.

    Toda indústria da carne é de entretenimento pois comemos carne (eu não!) para sentir prazer porém não é necessário. Ou seja, a Amazônia sendo destruída, a Mata Atlântica por um fio, o cerrado mal das pernas além de todo o sofrimento causado pela industrialização da vida de animais tudo para o entretenimento do ser humano. Ao meu ver não é luxo, é uma luxúria.

    Ai, mas não é normal um animal comer o outro?

    É normal um animal selvagem comer outro animal selvagem. Nós somos seres humanos!

    Ai, mas o que destrói as florestas é a soja.

    A grande maior parte da soja é destinada para virar ração para animais de produção.

    Ai, mas e os empregos?

    O que da muitos empregos é a produção de alimentos para pessoas pois nossa comida vem de pequenos produtores. A ração vem de grandes latifundiários.

    Ambientalista é uma pessoa que mesmo sabendo que é um ser efêmero se importa e faz a própria parte pela evolução da humanidade.

    Curtir

  4. O problema é que tem muita gente ae que se diz ambientalista, mas não é porcaria nenhuma.

    Falo ambientalistas, os pseudos ambientalistas, conheço pessoas que são realmente preocupadas com isso, mas tem uns que são é loucos, querem é aparecer isso sim e sabem fazer barulho.

    Claro que não é todo ambientalista de Porto Alegre ou RS que é isso que eu digo.

    Curtir

  5. Os movimentos ambientalistas merecem toda a atenção e respeito, mas, nos últimos anos, muitos de seus integrantes têm assumido posições sem se informarem com antcedência dos fatos – acabam, assim, imbuindo-se de radicalismo tolo e superficial. Tem muita gente teimosa nos movimento ambientais do RS, que se opõe a algo sem conhecer. Autoritarismo puro.

    Curtir

  6. O problema, Sr. Guilherme, é que os ambientalistas que o sr. se refere são muito burros. Eles ignoraram argumentos os quais eles deveriam ter falado. Eles não sabem de nada. Somente o que eles querem saber, pra fins ideológicos. Nada mais.

    Curtir

  7. Precisamos aprender.
    Quem é o dono da verdade, não importa o cientista, o padre, o deus, o matematico ou o que for em Porto Alegre?
    É o ec… ops… o ambientalista porto alegrense.
    Não adianta discutir.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: