Turismo internacional teve crescimento de 6,7% em 2010

Em 2010, foram 935 milhões de chegadas de turistas internacionais

O turismo mundial registrou um crescimento de 6,7% em 2010, contra uma previsão de 5 a 6%, anunciou nesta segunda-feira a Organização Mundial do Turismo (OMT), órgão ligado às Nações Unidas.

— Estimulado pelas melhores condições econômicas no mundo, o turismo internacional se recuperou mais rapidamente do que o previsto após os impactos da crise financeira mundial e da recessão econômica do final de 2008 e de 2009 — explicou a organização.

Em 2010, foram 935 milhões de chegadas de turistas internacionais, contra os 920 a 930 milhões previstos inicialmente. Com este nível, o turismo mundial supera o registrado antes da crise, em 2008 (913 milhões).

— Apesar de todas as regiões terem registrado aumento na chegada de turistas internacionais, as economias emergentes seguem sendo o principal motor da recuperação — destacou a OMT.

Segundo a organização, a Ásia foi a primeira região a recuperar o fluxo de turistas, com um crescimento de 13%, o equivalente a 204 milhões de chegadas. Já a África, que foi a única zona com números no azul em 2009, registrou um aumento de 6% de turistas em 2010. O Oriente Médio obteve alta de 14%, a zona americana, de 8%, e a Europa, de 3%. O continente europeu teve dificuldades com a erupção vulcânica islandesa e as incertezas econômicas da zona do euro.

Em termos de gastos no exterior, o turismo foi impulsionado pelas grandes economias emergentes como o Brasil, onde esse tipo de despesa subiu 52%, enquanto na Arábia Saudita o aumento foi de 28%, na Rússia, de 28%, e na China, de 17%.

— O poder das economias emergentes dos BRIC (China, Índia, Brasil e Rússia) reflete no turismo. O Brasil aumentou seus resultados em 52%, o que é muito impressionante. Mais uma vez, o turismo demonstrou que é um setor muito resistente — disse o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai.

De acordo com Rifai, o balanço “é melhor do que muitos especialistas esperavam”.

Para a OMT, a demanda do turismo “se manteve bem em 2010, apesar da persistente incerteza econômica em alguns mercados importantes, as catástrofes naturais sofridas em alguns países, a instabilidade política e social em outros, as graves perturbações do tráfego aéreo por causa da erupção vulcânica na Islândia em abril passado e o problemático clima em parte da Europa e nos Estados Unidos em dezembro”.

O turismo também aproveitou “grandes acontecimentos” como a Exposição Universal de Xangai, o Mundial de Futebol na África do Sul, os Jogos Olímpicos de Inverno no Canadá e os Jogos da Commonwealth na Índia.

— O mais importante é que estamos acima do nível de 2008… O desafio agora é confirmar este crescimento, o que não será uma tarefa fácil — advertiu.

Segundo a OMT, o crescimento deverá continuar em 2011, mas com um ritmo menos acentuado, entre 4 e 5%.

— Os elevados índices de desemprego seguem sendo uma preocupação importante. A gradual recuperação do mercado de trabalho prevista para 2011 não será suficiente para compensar os empregos perdidos durante a crise econômica — disse a OMT.

AFP

________________________

Mais um motivo para a cidade se preparar nos próximos anos.  A Copa dará publicidade para Porto Alegre. É inegável que antes mesmo da Copa, emissoras do mundo todo (especialmente dos países que jogarão aqui) farão matérias, contarão a história da cidade, do estado, etc.

Uma das minhas diversões durante os anos e meses que antecederam a Copa na África foi o de assitir programas especiais sobre o país e sobre as cidades sedes. Desde Discovery Channel, People + Arts (atual Liv) até canais fechados e de esportes. Muito se falou em África e menos em futebol e mais sobre o cotidiano do país e de suas cidades sedes.

Porto Alegre precisa urgentemente de um “Diretor de Marketing” que ajude a impulsionar a imagem da cidade e atrair turistas. Talvez vendo a cidade cheia de pessoas do mundo todo, algumas pessoas daqui consigam pensar “fora do quadrado” e pensar na cidade como um todo e não só em sua rua e seu bairro.

Anderson Vaz



Categorias:Outros assuntos

14 respostas

  1. Em toda e qualquer cidade da Europa que se preze ha’ feirinhas tipo a do Brique, em Londres e Paris entao, tem uma em cada bairro. Mas esses lugares sao atrasados. O Guilherme do alto de sua extrema sabedoria assim nos informa.

    Curtir

  2. Quanto a Curitiba, está certíssimo. Não entendo como esta cidade pode atrair tantos turistas.

    Curtir

  3. Porto Alegre tem um potencial monstro em relação ao turismo, o grande problema é realmente o pessoal do contra.

    Para ilustrar bem o que digo, tive um colega deste “seleto grupo”, e uma vez me disse que por diversas vezes ele se mostrava contrario a alguma posição ou opinião alheia, mesmo ele concordando, só para dizer que tinha opinião.

    Muitos deles nem sabem o motivo pelo qual estão sendo contrarios, mas movidos a ideologias ultrapassadas, a hipocrisia tipica de muitos portoalegrenses eles vão em frente.

    Depois disso eu vi que a coisa está muito feia pra esses lados da provincia!!

    Curtir

  4. Mas ai é que ta, por isso que temos que mudar.
    Não gosto da usina por que usam ela como icone para evitar essas mudanças, tudo é a usina do gasometro, pra eles é a perfeição.

    Porto Alegre tem potencial, mas falta alguem pra mostrar isso, e falta algumas mudanças na cidade, mas uma parte da cidade não aceita isso.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: