DRENAGEM NA ALFÂNDEGA – Confirmada obra que emperrava a reforma

Ação do DEP permitirá sequência da restauração iniciada em março de 2010

Avenida Sepúlveda terá 200 metros de galerias para escoamento da água da chuva até o Guaíba

A obra que emperrava a restauração da Praça da Alfândega, no Centro Histórico de Porto Alegre, será feita em fevereiro. Com recursos da Secretaria Municipal da Cultura, o Departamento de Esgotos Pluviais (DEP) construirá 200 metros de redes de drenagem, destravando a conclusão da reforma iniciada em março passado.

As galerias, que farão o escoamento da água da praça ao Guaíba, serão abertas ao longo da Sepúlveda, que liga a Alfândega ao cais. A ação deve começar no dia 15 e se estender por 45 dias ao custo de R$ 75 mil, segundo Sérgio Zimmermann, diretor de Obras e Projetos do DEP.

A necessidade da obra só foi descoberta pelos responsáveis pelo Projeto Monumenta após o início das intervenções. Até então, pensava-se que a rede pluvial existente estava em boas condições, o que não se confirmou. O imprevisto provocou atraso no cronograma, que previa a conclusão da restauração em oito meses.

Como não havia previsão desse gasto no orçamento da obra, de R$ 2,9 milhões, foi necessário fazer uma licitação. Responsável pela reforma da praça, a empresa Engenharia e Pesquisas Tecnológicas (EPT), a mesma que atua no Túnel da Conceição, aguarda a conclusão da obra do DEP para se encaminhar à conclusão dos trabalhos. O objetivo é deixar a praça com o visual que tinha nos anos 1930, com calçadas mais largas, canteiros menores, menos árvores e mais iluminação.

– As pessoas têm dificuldade de entender a demora da obra, mas ela ocorre no nosso maior sítio arqueológico. Tudo tem de ser feito com muito cuidado – explica Briane Bicca, coordenadora do Monumenta na Capital.

Agora, a conclusão da reforma está prevista para outubro, antes da próxima Feira do Livro. No ano passado, a área do evento teve de ser reduzida porque os tapumes não puderam ser retirados no tempo previsto. A reconstituição do calçamento de pedra portuguesa no entorno da praça deve ser feita depois da feira de 2011.

Zero Hora

Share



Categorias:Revitalização do centro

Tags:

%d blogueiros gostam disto: