BAIRRO DE POBRE, BAIRRO DE RICO

Cerca de 30 famílias ficaram desabrigadas porque um incêndio atingiu a Vila Chocolatão, ao lado do prédio da Receita Federal de Porto Alegre. Foi terceiro incêndio na vila. Em um dos sinistros, um morador iniciou o fogaréu para se vingar da ex-mulher. Será que Porto Alegre não tem como remover aquela vila e seus moradores ou ela ficará aí para sempre?

Boa pergunta. Pobre tem alguns direitos que rico não tem. Aliás, nem a classe média tem. Por exemplo, vá alguém construir uma casa ou chalé em um parque público, que é o caso. Vale o mesmo para a orla do Guaiba. Há várias vilas nela, mas o Pontal do Estaleiro não pode. Este pessoal tem vista privilegiada para o lago-rio, o que é negado para o resto da população. Ela pode caminhar na área e olhe lá.
Existem alguns aspectos urbanísticos que são curiosos. Quem começou a construir barracos nos morros foram os pobres. Peguem o Morro da Cruz. Quanto valeria um condomínio classe A no topo? Os ricos descobriram depois, e mesmo assim em áreas restritas, como no Morro do Osso. Mesmo assim, tem que dividir o espaço com os índios. Que de lá não saem e ninguém os tira, embora a Funai já tenha dito que nada tem a ver eles.

Fernando Albrecht

Share



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , ,

17 respostas

  1. Guilherme, eles só invadem terrenos, como a vila chocolatão, pq não têm opção. A maioria dos moradores da vila são trabalhadores, que vivem de reciclar materiais.

    Anderson, quando dizem, pelo menos quando EU digo, que a “orla é do povo”, por povo entende-se todos, desde os mendigos até os mais ricos. No mais concordo contigo que é preciso incluir os marginalizados. Se tem gente que não quer emprego e nem dormir em abrigo, esse é um direito deles, bem como morar na rua. Somos livres (espero) para levar a vida que queremos, contanto que não prejudiquemos os demais.

    Curtir

  2. Marcelo

    Só por que são pobres, não quer dizer que eles tenham o direito de pegar um lugar na beira do guaiba, um terreno nuum bairr nobre pra depois ganhar uma grana com algo que não é deles…

    Se eu, mesmo não sendo rico, mas tendo uma vida boa invado um terreno… aposto que a policia me corre de la.

    Curtir

  3. Marcelo,

    Existe um grande número de pessoas de baixíssima renda que não querem empregos e nem dormirem em abrigos. Estão felizes vivendo com os trocados que pedem nas ruas, com os pequenos roubos, com o barraco no terreno invadido e a mão na cabeça do governo.
    O que o governo deveria fazer ao invés de passar a mão na cabeça?
    Deveria criar maneiras de incluírem essas pessoas na sociedade de forma digna. A construção civil, por exemplo, é carente de mão de obra. Só pra dar um exemplo de um setor onde essas pessoas poderiam trabalhar e ter uma vida digna.
    Quer esperar pelos 10% mais ricos? Eu não.
    Se são ricos, bom pra eles que só utilizam nosso país como dormitório e vivem viajando e desfrutando a vida riquíssima a maior parte do tempo.
    Eu não sou rico nem nada, pago meus impostos direitinho, estou sempre sem grana no final do mês por causa disso e portanto, quero poder desfrutar do que a minha cidade tem a oferecer. Eles não estão preocupados com o Cais, com a Orla, com o Pontal, com nada. Mesmo se isso tudo sair, eles não frequentarão.
    Se eu fosse rico, estaria cag…. e andando e estaria esquiando em Aspen, pegando uma cor em Aruba ou coisa parecida.
    Agora, o que eu não aguento é esse discurso imbecil de “a orla é do povo”. A ORLA É DE TODOS. A CIDADE É DE TODOS. E DA MAIORIA. E A MAIORIA É CLASSE MÉDIA. Tá na hora de vcs do contra se antenarem pra isso e pararem com essa hipocrisia barata. Pare de dar esmolas, dinheiro pra flanelinha, dinheiro nas sinaleiras. O velho clichê precisa ser lembrado: Não dê o peixe. Ensine a pescar.
    E isso o Governo DEVE fazer. Concordo contigo. Agora, impedir que a maioria deixe de usufruir de sua cidade porque o Governo não faz a parte dele é demais. Vcs deveriam mudar o discurso. Ao invés de passarem a mão na cabeça dos mendigos deveriam fazer panelaço na porta do Palácio Piratini para que eles incluam os mais pobres. INCLUIR os mais pobres SIM. EXCLUIR a maioria da população pra isso, NÃO.

    Curtir

  4. Vocês não têm noção, né? Como assim “pobre tem alguns direitos que rico não têm”. Bom ricos têm MUITOS direitos que pobre não têm: direito a uma moradia digna, saneamento básico, saúde, EDUCAÇÃO de qualidade, e por aí vai.

    Têm emprego sobrando por aí? Pode até ser, pena que essas pessoas nunca seriam aceitas nesses empregos, pois não estão “qualificadas” como o mercado exige.

    Novidade para vocês, o Brasil já é um país riquíssimo, o grande problema no Brasil é a desigualdade de oportunidades e da distribuição de recursos. O que falta não é cultura por parte do povão, mas vergonha na cara dos 10% mais ricos e ação por parte da classe média.

    Curtir

  5. Não acho que seja do RS, é do Brasil mesmo. Um dos grandes entraves do Brasil para ser menos corrupto e mais rico, na minha opinião, é a cultura de grande parte do povo.

    Curtir

  6. “parece que é vergonhoso trabalhar, ter dinheiro e ter a chance de comprar algo de melhor”

    No Brasil, e principalmente no RS, É…

    Vivemos numa cultura às avessas “da ética protestante e o espírito do capitalismo”

    Curtir

  7. Cuidado, vão te processar pro preconceito.
    haha
    Concordo com tudo que ta no texto… parece que é vergonhoso trabalhar, ter dinheiro e ter a chance de comprar algo de melhor, pessoas assim geralmente são chamadas de play boy de merd*.
    Lamentavel.

    Curtir

  8. Pois é, a vila chocolatão já foi maior, acho que eventualmente some. Convenhamos que antes devem ser removidas as vilas em situação de risco (não é o caso ali).

    Mas concordo com vocês, a lei brasileira transforma invasão de área pública em um direito praticamente. Mas o Brasil é assim, direitos sempre antes dos deveres.

    Curtir

  9. Acho que a remoção da vila Chocolatão está prevista para algum momento nos próximos meses.

    Curtir

  10. É esse tipo de reflexão que a sociedade deve fazer, URGENTE!

    Por que pobre invade área e recebe indenização para deixá-la?

    Por que índio invade área, desmata e ninguém pode processá-los por isso?

    Por que com tanto emprego sobrando ainda somos obrigados a dar “trocados” para uns vagabundos/mendigos? (sendo que horas depois lá estão eles “fumando” as esmolas dadas.

    Por que pobre pode ocupar áreas privilegiadas como a orla, construir uns barracos sem as menores condições de infraestrutura e saneamento? Por que uma empresa séria, que cumpre a legislação ambiental e normas de engenharia não pode?

    Por que somos obrigados a viver atrás de grades imensas, cercas elétricas, portaria, vigilantes? Afinal, que são os bandidos? Quem paga os impostos???

    Detalhe: não sou rico! Sou classe média, trabalho 8h48min/dia de segunda a sexta, pago impostos exorbitantes que levam boa parte de minha renda e mesmo assim ainda consegui ter um pouco de dignidade trabalhando muito e construindo um lar pra mim.

    EXIJO uma cidade melhor, um bairro melhor, um governo melhor, saúde, segurança e principalmente JUSTIÇA! Afinal, quem é que paga a conta, hein?

    Tolerância Zero já com quem não cumpre as leis!

    Curtir

    • Malditos burgueses!!! Essas pessoas ficaram as margens da sociedade e por isso foram parar nesses lugares, que são BEM longe dos grandes centros. Agora que a parte rica da população não tem mais para onde crescer e precisa expandir seus ‘domínios’ é que percebem que um Morro da Cruz tem uma bela vista e que a margem dos rios são locais aprazíveis. Agora querem tomar isso dos pobres também. É no mínimo de rir um post como esse, e o pior, os comentários de apoio a essa ideia quase nazista. Antes de querer remover as pessoas de seus barracos pensem em proporcionar uma divisão da renda mais equanime. Querem morar no Morro da Cruz? Vão para lá. Vocês compram uma boa casa com meros R$ 20 mil. Querem morar na margem do Guaíba? Ergam um barraco lá também! Agora querem tirar as pessoas do lugar onde elas conseguiram se ajeitar e ainda sem recompensá-las? Querem colocá-las onde? Já diria o ditado “Foi ao ar, perdeu o lugar”. Os ricos se preocuparam em dominar o Centro, os bairros próximos ao centro e escantearam a ‘marginalha’, mas esses povo paupérrimo teve MUITO MAIS VISÃO do que vocês e se abancou lá. Viram oportunidade antes qiue vocês pseudo tubarões da economia. Agora aguentem e paguem MILHÕES para ter uma vista bonita.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: