Bunge inaugura moderna fábrica de fertilizantes em Cruz Alta, RS

A Bunge Brasil inaugura hoje sua nova planta de fertilizantes em Cruz Alta (RS), a mais moderna do estado, que produzirá misturas granuladas (NPK) das marcas Serrana, Manah e IAP, além das linhas diferenciadas Turbo Serrana, Fertiap e Fosmag Manah. 

A capacidade de produção anual da nova unidade, que consumiu investimentos da ordem de US$ 24 milhões, é de 300 mil toneladas anuais, com geração de 300 empregos, diretos e indiretos. A mão de obra local foi utilizada pela Bunge na construção da planta, iniciada em junho de 2009.

“A Bunge tem uma longa tradição de parceria com os agricultores do Rio Grande do Sul, como fornecedora de fertilizantes e compradora de soja, trigo e outros grãos, que remonta à década de 1920, com a antiga SAMRIG. Este novo investimento reforça nossa parceria e nosso apoio aos produtores rurais do estado, um dos líderes agrícolas do país e, particularmente à região noroeste gaúcha”, diz Pedro Parente, presidente da Bunge Brasil.

Cruz Alta, além de sua importância como centro da maior região produtora de soja, milho e trigo do Rio Grande do Sul, é também o ponto de encontro logístico do Mercosul, por sediar a principal conexão das malhas ferroviárias e rodoviárias do Brasil, Argentina e Uruguai. A unidade de Cruz Alta fica próxima ao desvio ferroviário, o que permite utilizar esse modal de transporte, aumentando a facilidade de recebimento de matérias primas e de escoamento da produção.

“Como a planta está localizada em um importante centro de consumo de fertilizantes, com grande potencial agrícola e logístico, a unidade de Cruz Alta vai otimizar soluções, agilizar a entrega, diminuir custos e garantir um elevado nível de qualidade dos processos produtivos, melhorando ainda mais o atendimento aos nossos clientes” diz Pedro Parente. Aproveitando a logística privilegiada, a nova unidade da Bunge abastecerá de forma eficiente e ágil aos agricultores de toda região noroeste do estado.

Outro diferencial da planta diz respeito ao cuidado ambiental. Durante a construção da unidade e início de operação, a Bunge priorizou ações de proteção ao meio ambiente, como descarte e reutilização de materiais, coleta seletiva, entre outros procedimentos. A Bunge também implantou nesta unidade seu Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional, bem estruturado, monitorado e aplicado em todas as atividades da unidade.

A Bunge, uma das líderes do mercado de fertilizantes do país, atende mais de 60 mil produtores rurais em todo o Brasil, com suas marcas Serrana, Manah, e IAP.

Portal do Agronegócio

_______________________

IMPORTANTE:

A grande imprensa adora publicar a parte ruim da economia. Mas a boa, geralmente não divulgam ou não dão destaque. Viram as últimas notícias que estou publicando hoje ? Só notícia boa para Porto Alegre e o RS. Esta fábrica da Bunge é extremamente importante para a economia do RS, que ainda é muito agroindustrial. E ainda tem mais: Os 840 empregados da Azaleia que foram demitidos esses dias, estão todos sendo reintegrados em outras 5 empresas da região. Por algumas notícias, parece que o RS está estagnado, e está diminuindo sua economia, em comparação a outros estados. Ainda temos uma das mais altas rendas per capita do país, somos a quarta economia do Brasil, diversos empreendimentos estão vindo para cá. Podemos até perder uma montadora da BMW, mas estamos quase acertando com o maior estaleiro do mundo, o Hyundai. Não há problema algum em reconversão da matriz industrial. Deixaremos de ser polo da indústria calçadista ? Talvez. Mas contaremos com um dos maiores polos de indústria naval do mundo, com 6 estaleiros na mesma cidade. Por enquanto. A USAFlex estará em breve inaugurando uma grande fábrica de calçados em S. Sebastião do Caí, com mais de 300 empregos. A Fábrica de colheitadeiras de Horizontina está dando férias coletivas agora para seus funcionários? Isto é plenamente normal em certas épocas.  Ela voltará a produzir em poucos dias. Seremos também um dos maiores geradores de energia eólica do país, e o mais especial, produção de energia não poluente. Porto Alegre cada vez mais atrai a indústria de software, de ponta, assim como algumas cidades da Região Metropolitana. A montadora da GM está sendo duplicada atualmente, aqui ao lado em Gravataí. A HT – Micron, fábrica de micro-processadores está se instalando em São Leopoldo. A Shil Motoserras, também em São Leopoldo está sendo ampliada, uma fábrica de guindastes gigantes vai ser instalada em Passo Fundo. Poderia continuar a dar exemplos…. Vamos deixar de ser pessimistas e negativos e vamos ver todos os lados. A economia do RS é altamente diversificada. Não dependemos de um ou dois clusters. Não temos, ainda, nada que ficarmos apavorados ou preocupados com a nossa economia. Estamos longe de estarmos estagnados . Gilberto Simon.



Categorias:Economia Estadual

Tags:, , , , , ,

9 respostas

  1. A USAFLEX, já esta treinado 150 funcionários na minha São Sebastião do Caí.

    Curtir

  2. O RicardoUK me ama! Só pode! Hehe. Vou comentar sua indireta daqui a pouco, “campeão”!

    Gilberto estás de parabéns! Realmente a impressa trata o RS como se estivesse se acabando, quando está em processo de mudança da nossa base industrial para outros ramos. Ainda temos bons índices sim. Todavia não deixa de ser uma lástima quando perdemos alguma indústria já estabelecida em nosso estado para outras regiões, mesmo que haja muita força política e subsídios para que isso às vezes aconteça, pois a ausência gera perguntas se nosos governo não poderia ter reagido à essa verdadeira viiolência cometida contra o nosso estado e sociedade, preterido no pacto federativo.

    Quanto à área de software, concordo contigo também, mas nessa área em específico há diversos pólos de tecnologia surgindo no país, alguns menores, outros maiores, Campinas, Campina Grande, BH e a Google são um exemplo.

    Agora, respondendo ao RicardoUK, já que eu tenho falado do nordeste por aqui ultimamente. Nunca disse que eles serão mais ricos do que nós, mas que eles estão crescendo rapidamente.

    Nossa riqueza não tem refletido em mudanças na vida dos porto-alegrenses nos últomos anos por exemplo. A cidade é praticamente a mesma da década de 60. Teve apenas um crescimento natural. Tudo o que está aí é obra do passado, com raras exceções.

    E o esvaziamento populacional? Ninguém disse que o RS ficaria TOTALMENTE vazio, mas é notório que há MUITOAS gaúchos pelo Brasil afora em grande número, sendo uma massa expressiva em muitas regiões do país.

    Fanatismo? Fanatismo é achar que está tudo perfeito. Se está tão perfeito assim, porque tu não voltas para POA/RS? O 1º mundo é aqui, “campeão”!

    A meu ver o Gilberto é um exemplo de postura. sabe criticar as coisas e elogiar quando necessário. Criticar tudo é errado, bem como tapar o sol com a peneira (ainda mais quando não estamos embaixo da peneira para levar queimão do sol) também é errado.

    Curtir

  3. O’o’o’o’oo’o’o…quer dizer que nao seremos super duper-melhores amigos mais??? putz lastima!!

    Curtir

  4. Belo texto do Gilberto, belo mesmo.

    Curtir

  5. O nosso PIB sempre cresce de acordo com commodities agrícolas, que estavam supervalorizadas. Aparentemente os preços estão voltando a se ajustar, vamos ver como vão ser os próximos anos. O “crescimento” de carangueijo do RS é famoso no país todo, não só no fórum do Porto Imagem.

    Curtir

  6. Sim…e!!!’ e vcs acreditam em socialismo, mesmo NUMCA TIDO FUNCIONADO EM LUGAR ALGUM DO PLANETA TERRA E SENDO MATEMATICAMENTE IMPOSSIVEL!!!! ……e nao a como convence-los do contrario!!

    Curtir

  7. É isto aí, Gilberto. Chega de pessimismo e negatividades. Na década de 20, o Rio Grande do Sul era o 2º maior PIB do Brasil com 12% enquanto São Paulo atingia 18%. Quem foi Rei sempre será Majestade. Está na hora da reviravolta. E isto começa em valorizarmos o que já foi feito e o que está por vir!

    Curtir

  8. O fanatismo leva estas pessoas a ver miragens e acreditar que o RS esta’ estagnado e que o Acre e o Maranhao em breve serao mais ricos que nos. Tambem acreditam que ha’ uma evasao em massa da populacao que deixara’ o Estado sem ninguem em poucos anos. Eles acreditam nisso tudo e nao ha’ como convence-los do contrario.

    Curtir

  9. Parabéns Gilberto

    Temos que abandonar o discurso politico do quanto pior melhor quando se está na oposição, isto não quer dizer que não devemos criticar os governantes de plantão, e por que utilizei a expressão, “governantes de plantão”? Porque eles se vão e nós é que ficamos.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: