Uma ideia para o Belvedere do Morro Santa Teresa, por Jorge Piqué

Já foi discutido muito aqui o que fazer com o Morro Santa Teresa, realmente um enorme desperdício de um local que tem muito potencial.

Montagem tosca de Gilberto Simon sobre foto de Ivo Gonçalves / PMPA

Sempre se fala em colocar restaurante, serviços, etc. Falamos também aqui sobre colocar um teleférico. São todas boas idéias, mas como se consegue a verba para realizar isso? A Prefeitura ou o Estado não tem condições. Então teria que ser a iniciativa privada. Mas o que temos visto até agora é o desinteresse ou falta de verbas também.

Então minha sugestão é a seguinte. Porque não ligar a revitalização do Morro Santa Tereza ao projeto do Internacional para a Copa 2014? Sei que não é simples, mas existem vantagens:

1. Se trata de um grande projeto, os investimentos no Santa Tereza serão pequenos em comparação.
2. Apesar das áreas estarem separadas, um teleférico  conectando o Santa Tereza ao projeto do entorno do Beira-Rio faria do Santa Tereza uma parte desse projeto, por um preço relativamente baixo.
3. Isso levaria o público do entorno do estádio até o Morro, onde se teria uma vista privilegiada de todo o projeto do Internacional.
4. Se poderia construir um restaurante panorâmico pelo proprio internacional.
5. As pessoas que subissem até o Santa Tereza teriam curiosidade de conhecer o entorno do Beira-Rio e usariam o teleferico para descer.
6. As duas áreas conectadas por um teleférico se apoiariam mutuamente.
7. O Internacional se responsabiliazaria pela segurança da área.
8. O Santa Tereza automaticamente estaria dentro dos projetos para a Copa 2014

Claro que o próprio projeto do Inter tem seus problemas, mas é um grande projeto, e nao seria dificil incluir o Santa Teresa nele, acho que é uma chance viável para o Santa Tereza.

A vista lá do alto do Belvedere:

Panorâmica: vista do Belvedere Dep. Ruy Ramos - Morro Santa Teresa. Foto: Gilberto Simon

 

A idéia do Jorge inclui um teleférico ligando o belvedere ao terreno ao lado do Beira-Rio, onde fica hoje as escolas de samba. Seria um trajeto curto, de apenas 700m, e o mais reto possível, como mostra a imagem abaixo:

Texto: Jorge Piqué



Categorias:Belvedere do Santa Teresa, Gigante para Sempre (Beira Rio)

Tags:, , ,

31 respostas

  1. Soube hoje de um detalhe bem importante. O Governador em maio assinou um decreto
    garantindo a permanência das famílias moradoras do Morro Santa Tereza.

    http://www.omorroenosso.com.br/noticia98.html

    Nesse caso acho mais dificil ainda a opção de retirada da vila por
    motivos de segurança e a única opçao é oferecer a possibilidade de
    mudança para quem quiser e aproveitar o projeto do teleférico para
    fazer uma atuação social na vila, dar infraestrutura e urbanizar.
    Pode ser com verbas dos projetos sociais da União e/ou como contrapartida social do Internacional.

    O teleférico seria mais uma opção de transporte público para os moradores da
    vila, como já acontece com o teleférico do Complexo do Alemão.

    Curtir

    • Isso que o governo do estado fez foi um crime, incentivando e “legalizando” invasões a bens públicos e de preservação. Se tivessemos Poderes independentes, um ato desse tipo poderia levar a um processo contra o agente público que o tenha aprovado, inclusive ao IMPEACHMENT. Mas no Brasil o que vale são os canchavos e a “governabilidade” mantida com dinheiro público.

      Curtir

  2. O Blog bateu novo recorde de acessos ontem, 31/08. Valeu pessoal, estamos sempre crescendo. No mês de agosto, foram 106 mil acessos, também recorde num mês. Valeu pessoal !

    Curtir

  3. cho que a área verde em volta da praça deveria ter algumas obras de arte. Um exemplo que conheço bem é o Parque Guell em Barcelona, com construçoes feitas pelo Gaudí e com uma vista de toda a cidade até a orla marítica, como podem ver nessas fotos:


    ps: nao é fazer outro Parque Guell fake aqui ok! é so como uma inspiraçao de um lugar que tem uma bela vista e que une natureza com arte, teria que ser algo com nossa identidade, com contribuicoes de artistas locais e claro uma coisa que todo mundo gostasse, nao para 2 ou 3.

    Curtir

  4. Só para deixar bem claro, esse projeto não inclui privatização de nada…. totalmente fora de questão qualquer uso para moradia daquele terreno onde está a vila. Apenas arrendamento da parte alta da vila para negócios populares e algumas partes (poucas) para negócios turísticos, como restaurante/cafeteria panorâmico, nada muito grande.

    Curtir

  5. Como estamos imaginando algo, mesmo sem ter toda a informação técnica e econômica necessária, estive pensando no trajeto do teleférico. Acho que o melhor seria o trajeto mais curto (700m), pelos seguintes motivos:
    1. quanto mais curto mais barato e mais rápido para fazer.
    2. mais barato, menor o preço unitário da passagem e menor o tempo que levaria, eu acho que levaria uns 5 min, tomando como modelo a velocidade do teleférico do Complexo do Alemão
    3. o trajeto mais curto é o que passa pelo menor número de casas e portanto incomodaria menos pessoas com o barulho, tem que se pensar nisso também.

    Teria um trajeto um pouco maior 900m-1000m, que seria o da primeira foto acima neste port, indo até o estádio. A grande vantagem desse trajeto é justamente poder ver o estádio do alto e bem perto, mas teria que passar por muitas casas antes de chegar lá e seria uma complicação maior, além de maior custo, maior tempo de viagem, maior preço da passagem.

    Coloquei o trajeto mais curto no Google Maps, para se ter uma idéia melhor de por onde passaria, mas claro essa é apenas uma sugestão inicial:

    http://maps.google.com/maps/ms?msid=208075128242666160483.0004a28c32ac47417f545&msa=0&ll=-30.067943,-51.23884&spn=0.010399,0.029311

    Curtir

  6. EXATAMENTE, unindo o útil ao agradável todos saem ganhando e pode ser um preço único para os dois, por se tratar de algo que consequentemente vai ser usado por muitas pessoas o lucro seria grande mesmo se fosse por 1 real a travessia por pessoa.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: