Independência irá mudar junto à rua Coronel Vicente

Independência irá mudar junto à Coronel Vicente

Traduzindo: se hoje o pedestre já tem que esperar num canteiro intermediário minúsculo entupido de gente, e se misturar a uma saída de estacionamento quanto termina sua travessia, amanhã vamos garantir que ele vai ter que esperar por aquela mínima fase de pedestres que só vai abrir a cada três minutos.

Vamos também garantir que o pedestre que já mofava esperando pra atravessar a esquina da Oswaldo com a Sarmento espere mais tempo ainda, pois agora os veículos poderão dobrar bem mais rápido. Afinal de contas, não é como se as pessoas precisassem caminhar junto a universidades e hospitais.

Parabéns a todos os envolvidos. É assim que se constrói um trânsito mais humano e seguro no nosso Centro Histórico.

ps: não, eu não vi o projeto ainda (até porque não é costumeiro dessa prefeitura publicar né?), mas posso dar certeza de que vai ser feito da pior forma possível para o pedestre.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , ,

17 respostas

  1. No entorno da UFRGS, UFCSPA e Santa Casa tem os piores absurdos cometidos contra os pedestres:

    *Sarmento Leite X Osvaldo Aranha: é ridículo: 10 segundos para pedestres 3 minutos para os carros. Se tu não estiver esperando junto ao meio fio quando a sinaleira abre, esquece! Dá tempo de comprar um curros, comer o dito cujo, e a sinaleira não abriu ainda. Todos os dias vejo pessoas correndo desesperadas quando vêem a sinaleira aberta, mesmo estando a uma distância considerável, pois é algo raro de acontecer. E é tão pouco tempo que caminhando em uma velocidade normal, o sinal vermelho começa a piscar antes de chegar ao outro lado. É uma esquina consideravelmente movimentada, quanto pra carros quanto pedestres. Por que não utilizam o pedaço de terreno da santa casa para construir uma passarela no local, ao invés de tornar a travessia ainda mais complicada? A sinaleira poderia continuar apenas acionada por sensores no piso quando um dos ônibus precisam dobrar da Osvaldo para a Sarmento.

    *Osvaldo Aranha X João Pessoa X André da Rocha: simplesmente não existe tempo para pedestres para a travessia da João Pessoa, sempre há transito vindo de uma das avenidas no sentido centro-bairro. Há uma mensagem clara para os veículos vindos da Osvaldo Aranha: “Ao converter, respeite o pedestre”, totalmente ignorada pela totalidade dos motoristas. Eu simplesmente atravesso pela faixa na frente dos carros, e reclamo se alguém resolve buzinar. Mas as pessoas idosas, ou as que não querem arriscar a vida para atravessar uma rua? É tão simples implantar um tempo para pedestres acionado por botoeira, será que é preciso soletrar isso pra EPTC?

    Às vezes é um problema de simples solução, o que falta mesmo é vontade!

    Curtir

  2. O centro tem ruas estreitas, calçadas e pequenas e cada vez mais carros tem privilégios…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: