Obra de drenagem no Túnel da Conceição começará no próximo dia 27

Prefeito José Fortunati se reuniu com dirigentes do DEP nesta manhã

 

Obras começarão no próximo dia 27 | Foto: Betina Carcuchinski / PMPA / Divulgação / CP

Obras começarão no próximo dia 27 | Foto: Betina Carcuchinski / PMPA / Divulgação / CP

O prefeito José Fortunati se reuniu com o diretor-geral do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP), Tarso Boelter, na manhã desta quinta-feira pra definir a obra de drenagem que será realizada no Túnel da Conceição, que ficou sete horas alagado após as chuvas que caíram em Porto Alegre no final dessa quarta e madrugada de quinta.

Na reunião ficou definido que será feito a drenagem local, com instalação de 200 metros de rede, em uma profundidade entre 2 e 2,5 metros, que integrará o sistema na região. O objetivo da medida é solucionar os problemas de alagamento. Os trabalhos devem iniciar no próximo dia 27, com prazo de conclusão em duas semanas. “Decidimos pela solução mais rápida e com menos transtornos para a população”, enfatizou Fortunati.

Fortunati explicou que a intervenção será necessária porque os trabalhos de manutenção e de prevenção não estavam mais surtindo efeito diante das fortes chuvas. A rede no local tem 43 anos.

Durante a última noite e madrugada, dois operadores trabalharam nas casas de bombas evitando acúmulo de lixo e consequentes alagamentos. A orientação é para que se mantenha sempre um operador. O diretor-geral do DEP ressaltou que toda a rede da avenida Osvaldo Aranha, do túnel e do seu entorno passou por uma ampla limpeza e que todas as medidas preventivas foram adotadas.

“Temos um grave problema com o descarte irregular de lixo na cidade. São colchões, móveis, resíduos da construção civil que entopem as redes e geram esses transtornos. O DEP gasta 30% do seu orçamento refazendo a limpeza de trechos em curtos períodos de tempo justamente por causa disso. São R$ 5 milhões por ano só na dragagem de arroios e valas”, destacou Tarso Boelter, que pediu o apoio e a conscientização da população.

O diretor-geral adjunto do DEP, Francisco Mellos, também participou da reunião em que foi definida a obra. Ele destacou que as intervenções pelas quais o Túnel da Conceição passou, entre 2010 e 2012, não incluíram a parte de drenagem, pois não ocorriam problemas deste tipo na época. A partir desta sexta-feira, equipes do departamento e da EPTC começarão a trabalhar no plano de mobilidade para o período da obra.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

%d blogueiros gostam disto: