Porto Alegre adere à iniciativa mundial de redução de emissões

Fortunati relatou ações da Capital para buscar uma cidade mais inovadora   Foto: Breno Pataro/FNP/Divulgação PMPA

Fortunati relatou ações da Capital para buscar uma cidade mais inovadora   Foto: Breno Pataro/FNP/Divulgação PMPA

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, vice-presidente de Relações Institucionais da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), juntamente com o prefeito de Betim (MG), Carlaile Pedrosa, assinaram nesta terça-feira, 17, a adesão à iniciativa histórica de composição do Compacto de Prefeitos, durante a abertura do Fórum Vida Urbana: Reflexões sobre o Futuro das Cidades, em Belo Horizonte (MG). Também participaram da mesa de abertura a diretora regional do Iclei (movimento de mais de 1000 cidades, dedicadas ao desenvolvimento sustentável, representando aproximadamente 660 milhões de cidadãos em 88 países) para a América do Sul, Jussara Carvalho, e o prefeito da capital mineira, Marcio Lacerda, presidente da FNP.

Para Fortunati, a adesão da capital gaúcha representa um avanço no propósito de construir cidades cada vez melhores para a população. “O compacto é a busca pelo aperfeiçoamento, pela medição concreta, pela meta que nos dará garantia de que estamos fazendo, em Porto Alegre, nossa parte para enfrentar o problema das mudanças climáticas”, salientou. Explicando a metodologia das responsabilidades da cidade após a adesão, Jussara Carvalho, detalhou como é feita a mensuração das metas. “Essa adesão política se refletirá em resultados efetivos para a vida das pessoas”, afirmou.

Compacto dos Prefeitos – Lançado na Cúpula Climática, em 2014, o Compacto de Prefeitos (Compact of Mayors) é resultado de uma colaboração internacional entre redes de cidades e apoiadores. É o maior esforço de cidades para reduzir o nível de emissões de gases de efeito estufa (GEE), relatar o seu progresso e se preparar para os impactos das mudanças climáticas. Em parceria com a C40 Cities Climate Leadership Group e a Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU), o Iclei convida cidades e governos locais a relatarem seus compromissos climáticos e inventários de GEE por meio de um sistema de medição padronizado que é compatível com as práticas internacionais – o Protocolo Global sobre Emissões de GEE na Escala da Comunidade (Global Protocol on Community-scale GHG Emissions – GPC).

Painel – Fortunati participou do primeiro painel do fórum, com a palestra A Cidade Amigável – atraindo a inovação e a criatividade para uma cidade mais colaborativa. Ele abordou as diversas iniciativas da Prefeitura de Porto Alegre no sentido de buscar uma cidade mais inovadora, na direção de um crescimento sustentável e inclusivo. “Basicamente, é preciso reconhecer que o conceito de inovação tem de estar voltado à redução das distâncias e das desigualdades: aproximar, criar laços e parcerias, como estamos fazendo com o Medical Valley e a revitalização do 4º Distrito, por exemplo”, explicou o prefeito.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

1 resposta

  1. Estudos, estudos, estudos. Essa prefeitura é cheia de boas intenções. Que tal começar a por em prática? Já que ainda não fizeram o BRT podiam aproveitar e por linhas electrificadas ao longo dos corredores principais. Já diminuiria bastante a poluição sonora e do ar nas áreas centrais. Não custa tão caro, já foi usado em PoA e proporciona maior durabilidade aos veículos. Modelos em operação na cidade de Lyon: https://youtu.be/H5Fag9yx6gQ

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: