Metrô recebe sinalização positiva do governo federal

José Fortunati saudou o posicionamento do Ministério das Cidades

Porto Alegre obteve sinalização positiva do Ministério das Cidades sobre a inclusão do projeto do Metrô no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Após encontro técnico na manhã desta quinta-feira, 12, em Brasília, com o prefeito José Fortunati e secretários municipais, o secretário nacional de Transportes e Mobilidade Urbana, Luiz Carlos Bueno, afirmou que a capital gaúcha receberá apoio federal. “Tenho certeza de que Porto Alegre será contemplada. O projeto da linha 2 é uma proposta defensável que realmente melhora a qualidade de vida da população”, enfatizou Bueno. (fotos)

Fortunati saudou o posicionamento do ministério e reforçou o fato da iniciativa atender a todos os requisitos exigidos pela União. “Demonstramos o impacto positivo, não somente  para o atendimento à população, mas para a racionalização e modernização do sistema de transporte coletivo na Capital, buscando um modelo de integração multimodal”, afirmou o prefeito, destacando que não há mais qualquer dúvida sobre a viabilidade da implantação dos BRTs (Bus Rapid Transit) e do Metrô como projetos complementares.

Entre os aspectos fundamentais para o otimismo do prefeito e do secretário estão o fato do projeto se estender até as imediações da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), integrando diversos municípios da Região Metropolitana, além da conectividade com o Trensurb e a ligação com a implantação dos BRTs. É um plano estruturante para a cidade, atende populações carentes de infraestrutura de transporte e não necessita desapropriação de residências.

Outro elemento que favorece a proposta apresentada por Porto Alegre é o conhecimento prévio do projeto por parte do governo federal. Desde 2010, quando se buscava recursos da Matriz de Responsabilidade da Copa, o projeto vem sendo discutido no âmbito federal.

Além do prefeito, participaram do encontro o secretário municipal de Gestão e Acompanhamento Estratégico (SMGAE), Newton Baggio, e o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari. O anúncio oficial das obras incluídas no PAC deverá ocorrer no dia 26 de agosto.

O projeto – o projeto do metrô cadastrado pela prefeitura no PAC prevê a construção da 1ª Fase da Linha com extensão de 14,88 quilômetros, com início nas proximidades da Fiergs, na avenida Assis Brasil, passando pela avenida Farrapos e rua Voluntários da Pátria, chegando à avenida Borges de Medeiros. Ao todo, serão 13 estações, por onde circularão cerca de 300 mil passageiros por dia. Para que o projeto possa sair do papel, são necessários R$ 2,4 bilhões, sendo R$ 1,58 bilhão via PAC. O restante será financiado pelo agente privado, pela contraprestação da prefeitura, além de isenções fiscais estaduais e municipais.

EPTC



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, Metro Linha 2, Mobiliário Urbano

Tags:, , , , , ,

13 respostas

  1. ô augusto…..vai andar de carris,vai!!! uma pessoa que é contra o metrô,em poa,só pode ser apaixonado por ônibus…se liga,prego!!!

    Curtir

  2. Engraçado que agora o governo toda a hora larga notícia na mídia para falar de sinalização positiva do metrô, estou aguardando a hora que sairão notícias de sinalização concreta do metrô, com canteiro de obras, como atualmente se vê na arena gremista.

    Curtir

  3. “Porque o metrô terá uma alta capacidade de transporte, sendo suficiente para demanda de passageiros que circularão no transporte público dessa região da cidade.”

    Quem disse que é suficiente?

    Curtir

  4. Porque o metrô terá uma alta capacidade de transporte, sendo suficiente para demanda de passageiros que circularão no transporte público dessa região da cidade.

    Além disso, como será uma PPP (lembram?), o metrô terá de transportar o máximo de passageiros possível, exclusivos ou integrados, para o negócio se pagar. Tenho certeza que, por isso, o investidor não irá aceitar a concorrência de linhas de ônibus no mesmo trajeto do metrô.

    Curtir

  5. Por que é desnecessário? Fontes?

    Curtir

  6. Pelo contrário, se o metrô vai passar pela Assis Brasil não tem cabimento os ônibus continuarem passando nessa avenida também. Eles devem chegar até ela, como um sistema alimentador de passageiros do metrô, mas não utilizá-la como via de circulação.

    Ouvi alguma coisa desse BRT da Assis Brasil ser deslocado para a Sertório, mesmo assim acho desnecessário.

    Curtir

  7. Julião, acho que na Assis Brasil não tem como tirar o corredor de ônibus não, a avenida já é saturada. E com a construção do metrô vai ser mais um motivo para o povo querer se empilhar ali na volta dela.

    Curtir

  8. Poo, nem pude fazer um comentario prevendo o futuro do Augusto falando que vai dar problema no metrô, ele foi mais rapido
    ashasuuashas

    Curtir

  9. É isso aí que o Santo Augusto falou, faz tempo que nos enrolam.. só devemos acreditar na realidade física do metrô quando ele fizer a primeira viagem e sempre suspeitar enquanto isso não acontecer. Pelo menos o benefício da dúvida é necessário com essa gente, pelo menos.

    Curtir

  10. “Augusto, Augusto, por que tanta desesperança?”

    Não é desesperança..até por que eu sou contra o metrô. O meu comentário foi apenas em cima dos inúmeros “agora vai”, entremeados de “agora não vai” dados pelos governos local e federal. Quantas vezes essas informações conflitantes ocuparam espaço na mídia?
    Primeiro juram que têm recursos. Depois desmentem. Após afirmam que o dinheiro está até liberado…depois dizem que não há grana.
    Agora estamos no período do SIM. Amanhã vai vir o período do NÃO. Parece linguagem binária de computador…ligado e desligado.

    Curtir

  11. Pelo projeto Portais da cidade (ou qualquer outro nome que ele tenha hoje) estavam previstos linhas de BRTs (corredores com ônibus biarticulados) nas Av. Farrapos e Assis Brasil. Com a viabilidade do metrô, essas linhas de BRTs são desnecessárias e o espaço dos corredores de ônibus atuais poderão ser transformados em novas faixas de rolamentos ou estacionamentos, ciclovias e usados no alargamento das calçadas, ou não?
    .

    Curtir

  12. Augusto, Augusto, por que tanta desesperança?

    Curtir

  13. Lá vem o metrô. La vai o metrô. Lá vem ele de novo..lá vai ele novamente…
    O eterno retorno dos que não foram.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: