Manifestação pela redução da passagem acaba em ataque à sede da ATP

Prédio teve dezenas de vidraças quebradas e fachada foi pichada

Manifestantes quebraram dezenas de vidraças e fachada foi pichada. Crédito: Mauro Schaefer

Manifestantes quebraram dezenas de vidraças e fachada foi pichada. Crédito: Mauro Schaefer

Estudantes e trabalhadores fizeram, na noite desta quinta, novo protesto contra o preço da tarifa dos ônibus de Porto Alegre. Centenas de jovens se reuniram na frente do auditório Araújo Viana e, de lá, partiram em marcha pelas avenidas Osvaldo Aranha e Protásio Alves até a frente da sede da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), onde alguns manifestantes arremessaram pedras contra vidraças e picharam frases como “É apenas o começo”.

Depois da revogação do aumento, que elevou o preço das passagens para R$ 3,05, o grupo, que alega não possuir líderes e se organizar pelas redes sociais, protesta pelo rebaixamento dos atuais R$ 2,85 – obtidos provisoriamente por efeito de liminar – para R$ 2,60, valor calculado pelo Ministério Público de Contas.

“Para trabalhar, para estudar, eu quero R$ 2,60 já. Eu pago, não deveria, transporte público não é mercadoria. Tri caro, tri demorado. Ainda por cima é tri lotado”, diziam as letras entoadas nos cânticos durante o ato.

Os jovens não dão entrevistas. Evitam falar como representantes do grupo. Oferecem respostas evasivas às perguntas da imprensa. Desconfiam da infiltração de brigadianos do serviço de inteligência. Fotografam as pessoas que não são reconhecidas como integrantes do protesto.

Notável também é o fato de que há diversas formas de se manifestar. Entre os estilos de expressão, há estudantes com camisetas de sua universidade e com o rosto altivo e limpo.

Entregam panfletos sobre os motivos do protesto para quem está na rua. Outros escondem a face com bonés e camisetas feitas de lenço. Uns poucos aproveitam o deslocamento da massa e picham as paredes com frases de efeito sobre o valor do transporte público, a corrupção na política e a abordagem da imprensa sobre temas de interesse popular.

Apesar de posições eventualmente controversas, os manifestantes encontram a simpatia das pessoas. “Sendo organizado e pacífico, é válido. Eu enxergava essa juventude alienada dos problemas do país. Parece que eles acordaram”, comentou o empresário José Ricardo Azambuja, 51 anos.

Correio do Povo

_______________________

Nota do Blog:

PICHAÇÃO – Os manifestantes também picharam e quebraram vidraças por onde passaram, na Protásio Alves, como o Banrisul e o Itaú do Bairro Petrópolis, como mostram estas fotos de um leitor:

pichacao-itau-banrisul-11-04-2013-01

pichacao-itau-banrisul-11-04-2013-02



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , ,

80 respostas

  1. Este tipo de manifestação é a gota d’agua. Quando se lê que o motivo desta violencia é causado pelo aumento abusivo de passagens, leia-se tambem o politico ladrão que continua no poder, a falta de escola e ensino pro meu filho, a falta de segurança na rua onde moro, o abandono dos velhos, as mafias da gasolina, do pedagio, do pão, do leite os drogados na praça em frente de casa. A impunidade do bandido que mata um pai de familia trabalhador e fica impune. A justiça que é cega comigo que sou pobre, mas que enxerga muito bem o dinheiro do rico. Esta manifestação é contra nossa falta de futuro.

    Curtir

    • Com certeza estas manifestações tem como motivo principal atacar o Fortunatti, então estão usando valor da passagem, que é um motivo justo de luta, para fazer todo este fuzuê.
      Acima disseram que 1/3 da população de Porto Alegre esta descontente, mas, 1/3 da população de Porto alegre não toma parte nestas manifestações…
      É meia dúzia? é válido? É, mas só se não houver quebradeira.

      Curtir

      • “Com certeza estas manifestações tem como motivo principal atacar o Fortunatti”

        Mesmo que a tua afirmação sem fundamento nenhum fosse verdadeira, seria melhor tu dizer “até que enfim alguém se revoltou contra essa put%¨& que é o transporte publico de Poa”.

        Mas não, tu continua defendendo teu patrão, né CC?

        Curtir

  2. Perderam a razao, ao pichar os bancos.

    Curtir

    • Jeclecler.
      .
      Podias até dizer, perderam a razão, ao pichar. Ficando por aí tudo bem, porém se analisares toda a crise internacional, toda a pobreza e miséria que está levando ao mundo, talvez fora da manifestação, tu pegarias uma latinha e picharias os bancos.
      .
      Se há uma instituição que mais tem levado problemas a TODOS, patrões e empregados é o sistema financeiro.
      .
      O sistema financeiro foi feito para além de guardar dinheiro, promover o desenvolvimento levando este dinheiro de quem poupa para quem precisa produzir. Hoje em dia o sistema financeiro adquiriu vida própria, o interesse é maximizar seus lucros independente se eles vão ou não trazer mais prosperidade. A imagem que se tem dos bancos hoje em dia é o do Tio Patinhas, que guarda numa enorme caixa forte um monte de moedas para tomar banho, ou seja a imagem inversa do que qualquer economista de direita ou de esquerda teria de uma organização financeira, ou seja, uma caixa vazia com o dinheiro tomado de poupadores sendo utilizados por micros, médios, grandes e mega empresários criando riquezas nas cidades e nos campos.
      .
      Logo se há algum lugar para pichar, este lugar são os bancos.

      Curtir

  3. Acho que vcs tem algum problema com o Fortunatti, isso sim. Problemas ideologicos que nao tem nada com este aumento de passgem. E’ birra como de crianca que fica pedindo e papai nao da!!!

    Curtir

    • Quer continuar acreditando em ilusões, a escolha é tua. Só não sinta tanta raiva por não entender o que está acontecendo.

      Curtir

      • Nao tenho raiva nenhuma. O que eu escrevi e’ verdade e vcs sabem. Isto tudo cheira a mais pura politicagem e armacao. Morde e depois assopra ! E’ oque e’ nada mais do que isto.

        Curtir

    • E eu acho que você é CC da prefeitura.

      Curtir

    • O problema do Fortunati para esses doentes é que ele impediu a eleição da comunistinha de boutique ou a volta da máfia petista a Prefeitura de Poa.

      Curtir

  4. Desconfie de qualquer manifestação com o símbolo do anarquismo estampado. Queriam que eles fizessem o que? Distribuíssem cachorrinhos em protesto? É óbvio que teria quebra-quebra!

    Curtir

    • Nem todo anarquista usa a violência como tática. Existe MUITOS anarquistas pacifistas e não-violentos. O que estás fazendo é uma generalização das mais toscas.

      Curtir

    • Generalização estúpida.

      Curtir

    • Túlio.
      .
      Leias um pouco sobre o movimento anarquista, movimento anarquista não é movimento “baguncista”, muito ao contrário, o movimento anarquista transfere as responsabilidades do Estado para as Pessoas, logo um anarquista de verdade deve ser um cidadão extremamente ciente de suas obrigações perante a sociedade.
      .
      A grande crítica que houve ao movimento anarquista sempre foi por ele pressupor que a maioria dos indivíduos fossem pessoas que conhecessem PERFEITAMENTE SEUS DIREITOS E OBRIGAÇÕES, o movimento anarquista pressupõe consciência política ao extremo, eles não aceitam a figura de um partido ou de um líder que os coordenem e os digam exatamente o que tem que fazer.
      .
      Agora a crítica que falei é uma crítica de esquerda do movimento anarquista, já a crítica de direita é meramente feita a partir de aparências externas.

      Curtir

  5. Algo interessante para consultar: “A hipótese do um terço” http://en.wikipedia.org/wiki/One-third_hypothesis

    Cerca da metade da população de PoA usa o transporte público, se mais de 1/3 desses estão descontentes com o preço, frequência ou lotação é natural que haja protestos.

    Se, além disso, mais de 1/3 desses protestantes acha que não está sendo ouvidos, percebem a prefeitura se coloca ao lado das empresas de ônibus e não ao lado das eleitores e que por mais barulho pacífico que façam não vai mudar nada, é natural que haja quebradeira.

    Eu não concordo com a quebradeira, mas as condições apontam para isso.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: