Licitação do transporte divide cidade em 6 lotes

licitacao-transporte-coletivo

Jornal Metro – Porto Alegre – 16/04/2015



Categorias:Ônibus

Tags:, , ,

10 respostas

  1. Seria um lampejo de planejamento no meio desse oceano de improvisação pública? Seriam esses “troncos” o embrião do sistema BRT? Se for, faz sentido, já que a empresa vencedora assumirá o futuro sistema e seria bem esquisito licitar linhas individuais de modo que empresas concorressem nos mesmos troncos e lá na frente esses troncos fossem unificados. Oremos.

    Curtir

  2. O verdadeiro entrave são interferência nas decisões estratégicas das empresas. Ter estoque de peças ou rampa de lubrificação é decisão estratégica. Se a empresa preferir usar os serviços de postos de molas ou fornecedores de peças de reposição, qual o problema?

    O certo é esse edital se ater à qualidade final do serviço e não se vai ter fitinha mimosa enfeitando a árvore de natal na garagem.

    Curtir

    • Exato. Isso revela o despreparo da gestão pública, a tal ponto que eles estão criando critérios de gestão antiquados ou inadequados frente à realidade encontrada na iniciativa privada. É comum a gestão pública levar dois ou três anos para botar um processo em prática, mas a empresa privada que fizer isso vai à falência.

      Curtir

      • Despreparo? Revela o favorecimento, o edital é feito para as empresas atuais ganharem e deixar tudo como está.

        Curtir

  3. Na prática essa licitação dos ônibus de Porto Alegre/RS deixará a situação como está,esqueça ônibus piso baixo,biarticulado e afins. Tudo ficará como tem sido,os empresários comprando cabritos seguidos de cabritos,poltronas desconfortáveis,além disso,o desleixo das autoridades ficará mais evidente,como nas outras cidades do país…………

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: