Após anos de descaso, Museu da Comunicação corre o risco de ‘perder tesouros’

Acervos do Museu da Comunicação estão sob constantes riscos em dias de chuva | Foto: Caroline Ferraz/Sul21

Acervos do Museu da Comunicação estão sob constantes riscos em dias de chuva | Foto: Caroline Ferraz/Sul21

Jornais do século XIX sob chuva. Latas com fitas dos primórdios da televisão gaúcha atiradas em prateleiras de um depósito coberto de lixo. Infiltrações em quase todas as paredes. Este é o estado em que se encontra o Museu da Comunicação Hipólito José da Costa.

Inaugurado em 10 de setembro de 1974, no prédio histórico do antigo jornal republicano “A Federação” – construído em 1922 -, o museu conta com um vasto arquivo que engloba periódicos, fotografias, vídeos, filmes, discos, material de propaganda, além de objetos e equipamentos ligados aos veículos de comunicação. Contudo, boa parte desse material corre o risco de se perder se o prédio não passar por uma manutenção urgente.

Foi essa situação que Yuri Victorino, jornalista da TVE cedido à Secretária da Cultura (Sedac) do Rio Grande do Sul encontrou no dia 6 de maio, quando assumiu a direção do museu a convite do secretário Victor Hugo. De lá para cá, ele próprio tratou de fazer reparos essenciais e realizou medidas para o quadro da instituição.

“Eu não vou deixar cair em cima dos jornais. Não vou esperar o Estado vir aqui e resolver. Tiro o dinheiro do próprio bolso para comprar telhas e vidros”, diz Victorino, que ainda promete: “O momento de crise está passando, daqui para frente nós temos que pensar na continuidade desse espaço de memória”.

Luís Eduardo Gomes – SUL 21

Leia a matéria completa, bastante extensa, no SUL21, clicando aqui



Categorias:Abandono, Cultura, Descaso, Museus

Tags:,

5 respostas

  1. Isso que somos um estado diferenciado, que valoriza sua história.
    hahahaha

    Curtir

  2. O pais inteiro esta apodrecendo……

    Curtir

  3. Seria justo o Yuri, novo Diretor, tirar do seu próprio bolso para comprar telhas e vidros ao Museu do Estado? Meu amigo Yuri você já deu mostras de seu coração e amor a história do nosso Jornalismo e Comunicação. Mas seja justo com suas economias. Ofereça prazo razoável para que as verbas orçadas sejam alcançadas, não sendo assim entregue o cargo a quem possa fazer melhor!

    Curtir

  4. Fazer melhor? Acho que melhor do que isso ninguém vai fazer. Parabéns ao Yuri pela iniciativa e pela coragem de fazer o que ninguém faz. Que outras pessoas do bem acordem e o ajudem.

    Curtir

    • E o mais inacreditável: no site do Museu, tem propaganda do Banrisul (apoio cultural) e da Caixa Economica Federal (Patrocínio).

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: