Proposta de revisão contratual garante conclusão de obras da Copa


Entre as obras o término da trincheira da avenida Ceará com 300 metros de extensão | Foto: GuilhermeTesta

O prefeito Nelson Marchezan Júnior encaminhará nesta segunda-feira, 7, proposta de revisão do contrato de financiamento das Obras da Copa, firmado em 2012, com a Caixa Econômica Federal. A intenção é garantir a conclusão e incluir outras, de macrodrenagem e pavimentação, necessárias para a cidade. Marchezan afirmou que obras só serão iniciadas com projetos e recursos que garantam a sua conclusão.

A partir de um diagnóstico elaborado pela equipe técnica da prefeitura, foi identificado que os R$ 249,43 milhões do FGTS e do BNDES, já disponíveis para os chamados BRTs, representariam apenas 25% dos recursos necessários para contemplar o projeto na sua integralidade, cujos recursos estão estimados em R$ 1 bilhão. A prefeitura vai elaborar projeto executivo, de integração viária e tarifária com a Região Metropolitana, que pode contar com recursos de parcerias público-privadas (PPPs) e também participação do Estado e da União.

Com este novo cenário, a prefeitura propõe que R$ 115,07 milhões do BNDES sejam redirecionados para a conclusão de todas as obras, que somam R$ 483,97 milhões. O restante do valor, R$ 134,36 milhões do FGTS, será posteriormente renegociado com a Caixa. Para alcançar o total de recursos necessários o município já dispõe de R$ 248,9 milhões assegurados no contrato original da Caixa (saldo do FGTS/BNDES). A Lei nº 12.291, sancionada pelo prefeito Marchezan nessa semana, autoriza novo financiamento de R$ 120 milhões que serão utilizados para pagamento das dívidas de R$ 45 milhões das obras já executadas e paralisadas e R$ 75 milhões para conclusão das Obras da Copa 2014.

Macrodrenagem e pavimentação – A partir de tratativas realizadas ao longo de 90 dias pelas equipes técnicas da prefeitura e da Caixa, foi identificada a oportunidade de inclusão na proposta a ser enviada à instituição financeira de recursos para as obras de macrodrenagem e pavimentação da av. Ernesto Neugebauer e da rua José Pedro Boésio. A melhoria nestas vias não estavam incluídas nas Obras da Copa, mas são consideradas fundamentais para as comunidades da zona Norte da Capital.

Próximos passos – De acordo com o secretário municipal de Planejamento e Gestão, José Alfredo Parode, a prefeitura fará um acompanhamento intensivo junto a Caixa e ao Ministério das Cidades para garantir celeridade na avaliação da proposta da prefeitura. “A solução construída pela atual gestão possibilitará a conclusão dessas obras e evitará eventuais litígios”, explicou.

Prefeitura de Porto Alegre

Anúncios


Categorias:Trincheiras e passagens de nível

Tags:

11 respostas

  1. Me incomoda a visão curta dos nossos projetos. A ideia do Gaspareto de colocar passagens subterrâneas para pedestres é simples, e deve adicionar uns 10% no valor da obra, se muito, afina já vai se cavar um buraco de qualquer maneira, já vai se parar o trânsito (por meses, ou anos) mesmo. Penso o mesmo a respeito da fiação subterrânea: “AH é caro cavar a cidade pra colocar fio”. Sim, mas cavam a cidade TODA HORA pra arrumar cano de água, pra refazer asfalto, pra milhares de causas. Poderia haver uma coordenação nessas obras…

    Curtir

  2. Perfeito. Pode demolir todos os viadutos de Porto Alegre que não fará a menor diferença. Todos, sem exceção, tem sinaleira pra pedestre ou pras alças laterais embaixo, ou no começo, ou no fim, ou na próxima quadra, ou na quadra anterior. É simplesmente ridículo. O maravilhoso viaduto da Bento, tem sinaleira na esquina da Ipiranga e na esquina da Corag, e embaixo pra pedestre. O da João Pessoa tem sinaleira na esquina da André da Rocha e no lado oposto, e para os ônibus sairem do corredor. Na Benjamin tem sinaleiras embaixo, tem sinaleira na esquina da Sertório, logo em seguida. No Obirici tem sinaleira embaixo, tem sinaleira logo após, tem sinaleira antes. Na Loureiro, tem sinaleira embaixo pra alça lateral, pra pedestre antes, tem sinaleira chegando ao binário praia de belas/borges, tem sinaleira pra pedestre na Borges. Na Nilo tem sinaleira pra pedestre embaixo, tem sinaleira na esquina da Furriel antes. O da Cristóvão, que nem foi inaugurado direito, tem sinaleira pra alça de acesso que entra na 3ª perimetral… achem um q não tenha uma sinaleira num raio de 100m, embaixo e em cima. 100% cretinos.

    Curtir

    • Era resposta pro comentário do Nei Carlos.

      Curtir

      • Como tu sugere que o pedestre atravesse a rua? Ou na tua opinião se deve priorizar apenas o trânsito de veículos em detrimento dos pedestres?

        Sabe como se resolveria o excesso de sinaleiras da cidade? Se a faixa de segurança fosse respeitada.Não precisaríamos empilhar sinaleiras de 100m em 100m se os motoristas parassem sempre que um pedestre tentasse atravessar na faixa.

        Curtir

      • Geison…

        Pensando que a moral da existência de viadutos é pra existir fluidez no trânsito, eu faria passagens subterrâneas pra pedestres nesse tipo de via (principalmente avenidas com corredor de ônibus, onde existem faixas e sinaleiras apenas para ir para a parada). Claro, isso num lugar decente. Aqui viraria lar de mendigos e covil de assaltantes, então pode esquecer.

        Não resolveria muito, visto que em Porto Alegre, eles pensam no viaduto só na hora da construção e local. Não alargam a via, ou seja, esses problemas de alças de acesso continuaria existindo, visto que geralmente ocorre um afunilamento logo em seguida. Aí vêem a cagada que fizeram e enchem de sinaleiras em volta. Ou seja, em resumo, derrubem todos os viadutos que não farão a menor diferença. Sincronização de sinaleiras resolveria mais.

        PS.: Eu paro nas faixas.

        Curtir

  3. Um monte de obras que melhoram so em alguma coisinha o transito em alguns pontos da cidade.

    que fosse feito um projeto legal com varias melhorias para o sistema viario como a criação de novos corredores de onibus em avenidas ja consagradas etc…

    Grande cosia viadutos e trincheras espalhados na cidade os carros vao ter que parar igual na proxima sinaleira, sem contar que, como poa tem um pouco de amor pelos cidadaos tambem haverao semaforos de pedestres SOB os viadutos

    Curtir

    • O pedestre tem que atravessar a rua de alguma maneira. Por incrivel que pareça o viaduto que mais considerou o fluxo de pedestres foi o primeiro, o Otávio Rocha. Pena que hoje esteja tomado pelos moradores de rua.

      Curtir

      • Pouco entendo do assunto, mas parece que o Otávio Rocha foi concebido e executado num tempo em que os administradores públicos tinham visão, e faziam obras objetivando melhorar a vida de todos, e não apenas para encher seus bolsos.

        Curtir

  4. Projeto BRT faraônico, com estações em subsolo prevendo integração com um metrô que nem em 2120 vai exisitr. Melhor mesmo pegar esta grana e terminar o que foi começado e destrancar pelo menos a entrada da cidade, que está uma vergonha.

    Curtir

  5. Porto Alegre é um dos maiores cemitérios de projetos, se não o maior, do mundo. Parabéns PT, PMDB, PSDB, PDT. Parabéns Tarso, Fogaça, Mello, Marchezan. Parabéns por nada.

    Curtir

  6. A estação de ônibus urbano da rodoviária sumiu de todos os projetos?
    Junto com o viaduto estava prevista uma parada no meio da rua com acesso subterraneo para acabar com o X da rodoviária.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: