Prefeitura autoriza início das obras da nova cadeia pública

Atual Cadeia Pública de Porto Alegre, ex-Presídio CentraL Foto: MPRS

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) emitiu a licença de instalação que permite o início das obras da nova cadeia pública de Porto Alegre. A licença ambiental refere-se à construção de nova edificação com mais de 5 mil metros quadrados na mesma área do antigo presídio central, na rua Rocio, 1100, bairro Vila João Pessoa.

O documento estabelece condições e restrições quanto à poluição hídrica, atmosférica e sonora. Os serviços de terraplenagem, drenagem superficial e contenções foram descritos em projeto já apresentado à Smams e contam com responsável técnico devidamente habilitado, assim como o projeto de gerenciamento de resíduos da construção civil.

O secretário da Smams, Maurício Fernandes, destaca o trabalho conjunto do Município, do Estado e do financiador da obra, o que possibilitou expedir a licença em menos de 30 dias. “O equilíbrio pauta a gestão ambiental de Porto Alegre e mesmo uma obra tão importante não pode afastar-se dos aspectos sustentáveis, como o gerenciamento dos resíduos da construção civil”. A licença tem validade de um ano e pode ser renovada.

Em dezembro do ano passado, o governo do Estado e o Grupo Zaffari assinaram contrato de permuta de área para a construção da nova cadeia pública de Porto Alegre. Em troca do terreno da Fundação de Desenvolvimento e Recursos Humanos (FDRH), na avenida Praia de Belas, o Grupo Zaffari assumiu a construção do prédio. A administração da unidade prisional, com acesso próprio, será realizada pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

Prefeitura de Porto Alegre

Anúncios


Categorias:Outros assuntos, segurança

Tags:, , , ,

11 respostas

  1. Acho que deveriam construir um presídio de segurança máxima de alta capacidade no interior do estado, no meio de um descampado, no meio do nada, onde nem celular pega. Assim esses bandidos seriam retirados da área urbana.

    Curtir

  2. Enfim um empreendimento à altura da cidade. Não tomem como deboche. Pior é que não é mesmo. Projeto condizente com uma cidade abandonada, violenta e dominada pela marginalidade não poderia ser melhor representado que não pelo projeto de um presídio. Esse é o investimento que merecemos. Vocês queriam Salão sinfônico? Não vão ter. Vocês queriam centro de eventos? Não vão ter. Vocês queriam belvedere e mirante? Não vão ter. Vocês queriam ciclovia da Ipiranga toda? Não vão ter. Queriam Cais e Pontal? Queriam pista ampliada do aeroporto? Não vão ter. Queriam obras da Copa? Não vão ter. Sabem o que vocês vão ganhar? Um novo presídio. Eis a cidade sorriso, capital da qualidade de vida e centro cultural do sul do Brasil. Porto Alegre ganhando status de Charqueadas do leste.

    Curtir

  3. Que vergonha,gente enroladora,primeiro trocaram o nome do presidio,puro eufemismo agora vão fazer um puxadinho no mesmo lugar,fala sério

    Curtir

    • Pra quem não sabe, o antigo presidio vai ser substituído aos poucos pelo novo. Por isso a construção nova vai ficar ao lado da antiga. A próxima etapa é a demolição do bloco adjacente essa área. Ao final de todas etapas, teremos um presidio totalmente novo. Já foi noticiada essa informação aqui no Blog.

      Curtir

      • isto é bola fora este presidio onde está localizado já tá saturado tá envolto numa área intensamente habitada ,ele deveria ser removido para uma área semi-rural aqui perto ao meu ver Guaiba teria possibildade de ter um novo presidio no meio de um campo isolado de área urbana,onde seria quase impossivel esportes olimpicos como lançamento de celulares e outras coisas pelos muros,mas enfim estamos no RS quebrado então volta-se a solução mais viável.

        Curtir

        • me pergunto se uma rede em cima não impediria o arremesso de celulares. Qualquer campinho de futebol de condomínio faz isso. Não é possivel que seja tão difícil.

          Curtir

          • Olha o tamanho daquele prédio, e pensa se realmente pensa que celular la entra voando por cima do muro?

            Curtir

      • Sei que é uma pergunta idiota, mas não há risco de se construir um presídio aos poucos? Provavelmente o muro que divide os dois não será tão reforçado, os presos verão os detalhes da construção, haverá pressão para transferir logo os presos sem realmente concluir todos os detalhes de segurança…

        Curtir

        • Na realidade essa ideia de construção ali mesmo é pura invenção; é péssima. Porem em nossa administração ninguém sabe fazer algo que realmente seja impactante, que traga os benefícios que a sociedade precisa e espera. Vive-se de enrolação por culpa do despreparo e incapacidade de nossos políticos.Nem começaram a construir e a própria matéria aqui veiculada esta chamando de “antigo presídio” o atual presidio!!! Não tem antigo:é o Presídio. Pelo visto o único real beneficiado nessa engronha é o permutante, que deve estar muitíssimo feliz com essa permuta.

          Curtir

  4. “à construção de nova edificação com mais de 5 mil metros quadrados na mesma área do antigo presídio central, na rua Rocio, 1100, bairro Vila João Pessoa.” Pergunta: onde fica o “antigo presídio”?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: