Edital para gestão de trecho da Orla do Guaíba e do Parque Harmonia fica sem interessados

Não houve empresa interessada na licitação do Trecho 1 da Orla do Guaíba, que vai da Usina do Gasômetro até a Rótula da Cuias, incluindo o Parque Harmonia. O governo do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) pretendia receber nesta segunda-feira (31) as propostas de eventuais interessados no edital lançado dia 3 de julho. Ninguém apareceu. Apesar disso, a Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas (SMPE), responsável pelo projeto, declarou não avaliar de forma negativa o resultado e anunciou que relançará o edital, ainda em setembro, com modificações para dar “maior viabilidade ao projeto”.

Governo Marchezan quer uma concessão por 35 anos para o Trecho 1 da Orla e o Parque Harmonia. Foto: Guilherme Santos/Sul21

A Prefeitura propõe a concessão dos dois espaços por meio de um contrato de 35 anos. No caso da Orla, já inaugurada, a empresa deverá se responsabilizar pela manutenção e operação do espaço. Para o Parque Harmonia, o governo municipal prevê investimentos obrigatórios de cerca de R$ 30 milhões para a realização de melhorias de infraestrutura, que incluem drenagem, redes subterrâneas, iluminação e estacionamento, além da renovação dos banheiros, melhorias na Casa do Gaúcho, no Galpão Crioulo, e a criação de um novo espaço de valorização da história do Rio Grande do Sul. 

Devido aos “muitos investimentos”, o secretário da SMPE, Thiago Ribeiro, acredita que a incerteza com o cenário da pandemia do novo coronavírus prejudicou a estrutura de receita da concessionária em viabilizar eventos no local. Apesar do revés, o secretário disse que as modificações no próximo edital deverão garantir o “sucesso” da proposta. 

Faltando pouco meses para concluir o mandato, o prefeito Marchezan se vê pressionado por um processo de impeachment e por um pedido de indiciamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Porto Alegre que investiga a sua gestão.

Jornal Sul 21



Categorias:Orla Moacyr Scliar, Projeto de Revitalização da Orla

Tags:

3 respostas

  1. Não sei se é um bom negocio por isso o prazo longo,como seria esta administração,o que poderia ser proposto para gerar renda naquele local,faz tempo que eu não vou lá mas quando ia a unica coisa alugavel era um restaurante,mesmo tendo o rodeio de Porto Alegre o que mais leva gente aquele local é o acampamento farroupilha que pelo visto este ano não teremos e ai os piquetes pagariam aluguel para se instalar ali compensa. Eu tenho a impressão que a parte mais viavel é aquela proxima da usina do gasometro e olhe lá muita gente só vai lá lagartear e não consumir;

    Curtir

  2. 35 anos parece demais… não estamos falando de uma rodovia ou um aeroporto.
    Quem vai querer ficar 35 anos administrando um parque? Estranho.

    Curtir

    • Mas o tempo tem quer ser longo pro concessionário poder reaver o capital investido. Concordo que é muito tempo, mas então também tem que se ver o valor que deverá ser investido (esses R$ 30 milhões).

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: