Azul anuncia novos destinos partindo de Porto Alegre

Capital gaúcha terá ligação direta com Maringá e Londrina, entre outras rotas

O Rio Grande do Sul passa a ficar ainda mais conectado a partir de hoje, com a abertura de oito novos destinos no interior do estado pela Azul. Ao longo desta semana, a companhia inicia suas operações nas cidades de Bagé, Alegrete, São Borja, Santa Rosa, Santa Cruz do Sul, Erechim e Vacaria com ligações diretas até a capital Porto Alegre. Além das novas bases, Canela, na serra gaúcha, também volta a receber aeronaves nas cores da companhia.

Antes mesmo da operação dessas oito novas bases, a Azul já liderava em número de voos regulares no estado do Rio Grande do Sul

Todas as rotas serão realizadas pela Azul Conecta, empresa sub-regional da Azul, e os voos serão cumpridos com as aeronaves Cessna Grand Caravan, com capacidade para até nove clientes. Com as cidades que serão conectadas à malha da Azul, o Rio Grande do Sul passa a ter 15 destinos servidos pela companhia, número recorde e sem precedentes na história do estado há pelo menos 60 anos. Canela contará com um voo diário para Porto Alegre, enquanto Erechim, Santa Rosa, Santa Cruz do Sul, Bagé e São Borja receberão quatro operações semanais. Neste início das ligações com a capital gaúcha, Vacaria e Alegrete terão a opção do modal aéreo três vezes por semana.

Antes mesmo da operação dessas oito novas bases, a Azul já liderava em número de voos regulares no estado do Rio Grande do Sul. A companhia manteve, mesmo durante a pandemia, as suas operações na capital Porto Alegre e reiniciou os voos em Pelotas e Santa Maria, em dezembro do ano passado. Em fevereiro deste ano, foi a vez de Uruguaiana, Santo Ângelo e Caxias do Sul voltarem a receber aeronaves da Azul.

A partir de outubro, a capital gaúcha também ganha cinco novos destinos diretos operados pela Azul: Maringá e Londrina, no interior do Paraná, Uberlândia, no Triângulo Mineiro, além de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto, no interior paulista.Maringá e Londrina, dois importantes polos econômicos regionais situados no noroeste do estado do Paraná, serão servidas pelas aeronaves ATR 72-600, de 70 lugares, com três voos semanais. Já para a cidade mineira de Uberlândia, a conexão a partir da capital gaúcha será feita a bordo dos jatos Embraer 195 E1, com 118 assentos, com duas conexões semanais. Para São José do Rio Preto, cidade localizada no extremo oeste paulista, também estão programados dois voos semanais. Ribeirão Preto, por sua vez, também localizado no interior de São Paulo, terá duas frequências por semana a partir de Porto Alegre, a bordo dos jatos E1 da Embraer, para até 118 clientes.

Revista Amanhã



Categorias:Aviação, TURISMO

Tags:, , ,

3 respostas

  1. Sem sombra de dúvida significa um importante avanço e é algo muito bem-vindo! Apenas acreditamos que as prefeituras e o governo estadual têm de correr atrás e criar estratégias para estruturar os aeroportos e especialmente melhorar os terminais. Só vemos avanço concreto em Passo Fundo, mas mesmo lá percebe-se que o terminal será pequeno para a demanda. Quem tiver interesse busque imagens do terminal de Cascavel – PR, só para ter uma ideia de como o interior do PR está muito melhor estruturado em termos de aeroportos. O Paraná e Santa Catarina possuem terminais muito melhores e maiores do que os existentes nas cidades do interior gaúcho. O potencial do RS é igual ou até maior do que os estados vIzinhos, todavia é necessário estrutura para ter condições de receber aeronaves maiores e mais voos.

    Curtir

    • Tenho que discordar, respeitosamente. Com exceção de Passo Fundo e Caxias, o interior do RS parou no tempo e só vai encolher. O PR e SC vivem fenômeno contrário, com as cidades do interior crescendo a taxas muito maiores que as capitais.

      Curtir

  2. Ótima notícia, voos trazem mais negócios, turismo e empregos.
    Esperando os voos para Livramento/Rivera. A finada cia aérea da Buqubus fez a rota por um tempo, mas por ser um voo internacional as tarifas eram bem salgadas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: