O fim do X da Rodoviária

A propósito da nota sobre o deslocamento da parada de ônibus da Estação Rodoviária para o espaço junto ao viaduto, o secretário Urbano Schmitt, da Gestão e Acompanhamento Estratégico da prefeitura, aduz que os pedestres atravessarão a passagem subterrânea até o Trensurb.

A licitação será feita em janeiro e a obra deve durar 18 meses. A concepção artística mostra como ficará a área, eventualmente com sutis alterações.

Será o fim do X da Rodoviária.

Fernando Albrecht – Jornal do Comércio

Mais informações e edital:

http://www.transparencianacopa.com.br/obras/viaduto-e-estacao-de-transporte-coletivo-complexo-da-rodoviaria/88



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

31 respostas

  1. Se a rodoviária é culpada, ou não (eu acho que é), o fato é que essa região da cidade está se tranformando um “emaranhado urbano” (se não existia essa expressão, eu acabei de criá-la)pouco racional e de aspecto muito desagradável.

    Curtir

  2. O problema não é o “X” da Rodoviária e sim ela estar situada neste local. O poder público precisaria fazer uma PPP e construir um novo terminal, moderno, localizado fora do centro. Prédio antigo num lugar degradado e caótico. Será que não percebem que o trânsito está cada vez pior na região, com tantos ônibus e várias avenidas?

    Curtir

    • Mas qual é, exatamente, o problema de a rodoviária estar no centro? Na maioria das cidades evoluídas com porte similar ao de Porto Alegre, o hub de transporte intermunicipal de longa distância (seja modal rodoviário ou ferroviário) é localizado na região central.

      Curtir

  3. Pelo visto não moram em Porto Alegre, não tem carteira de habilitação e nunca andaram de trem, AOS que PREFEREM um TUNEL para acesso a Castelo Branco, fica a dica “Tem uma entrada para acesso ao Trem”, e ai qual a ideia agora, mudar a estação do trem pra fazer um túnel? Em relação a Rodoviaria atrapalhar, as pessoas que descem dos ônibus,na sua maioria utiliza o trem e não os serviços da rodoviaria. O X da questão é que o terminal de ônibus libera o acesso de veiculos para a Castelo, não confrontando com os ônibus e quem vai para a Mauá segue sempre independente se vem pelo tunel ou pela farrapos, cada um pelo seu lado.

    Curtir

    • Apesar da tua colocação ignorante, vou me dar ao trabalho de responder. MORO em PORTO ALEGRE, TENHO CARTEIRA DE HABILITAÇÃO, UTILIZEI durante MUITO TEMPO o TRENSURB(inclusive embarcando naquela estação) e hoje em dia DIRIJO NA REGIÃO. Gostaria de que fosse um tunel, mas até escrevi ali em cima que acho inviável por causa da passagem subterrânea de pedestres. Lê direito e para de prezumir bobagens, aqui é fórum de discussões e não de ataques pessoais e charadinhas.

      Curtir

      • Com um pouco de engenharia isso pode ser resolvido. Ou se afunda mais o túnel dos carros, construindo-o uns dois ou três metros mais pra baixo, ou se afunda o túnel de pedestres, construindo-o uns 4 metros mais pra baixo. Particularmente, acho a primeira opção mais fácil de implementar.

        Curtir

    • Sim, mas um túnel em linha reta da Júlio de Castilhos para a Castelo Branco passaria sob a rodoviária e não no túnel de acesso ao Trensurb. Além disso, a passagem subterrânea de pedestres sob o largo da Conceição poderia ser deslocada para o lado.

      Aliás, se a ideia é manter a rodoviária naquela localização infeliz, poderiam usar esse mesmo túnel Júlio de Castilhos-Castelo Branco como acesso a um estacionamente subterrâneo sob a rodoviária e o largo Vespasiano a ser utilizado pelos taxis e usuário da rodoviária.

      Curtir

  4. Interessante…. pena que vai demorar tanto, até la, acho que nem vou mais trabalhar no centro
    haha

    Curtir

  5. isso nao resolve a fila de onibus que se forma. A fila de carros querendo chegar a castelo, parados por sinaleiras vermelhas.

    Curtir

    • Como assim? Na proposta, quem vem do túnel de carro seguiria direto para Castelo Branco sem parar, e quem vem da Júlio teria um super viaduto (eu preferia um túnel, mas enfim) para chegar na Castelo Branco.

      Curtir

      • Tambem prefiro um túnel, mas creio que devido as particularidades da região talvez seria uma obra muito cara… E não sei como seria feito para “transpor” os tuneis de passageiros de acesso ao trensurb…

        Curtir

  6. Essa empresa Concessionária da Rodoviária de Porto Alegre deve ter o rabo preso de muitos políicos, porque ninguém se atrave a mexer com esse serviço, não importam o caos e a degradação dos serviços que ela presta.

    Curtir

    • mas o problema, a meu ver, não são os ônibus interurbanos que a rodoviária oferece, pois estes tem acesso e saída segregados do tráfego comum. O problema sempre foi os ônibus urbanos tentando conectar na rodoviária.

      Curtir

    • Os serviços são ruins (por exemplo: não se pode comprar passagem com cartão…de débito, imagina de crédito) e a rodoviária, além pessimamente localizada, está muito mal cuidada, totalmente deteriorada.

      Curtir

  7. Falando em viaduto, olha que interessante essas obras para qualificação da “via das sinaleiras”, tb conhecida como 3 perimetral http://www.transparencianacopa.com.br/obras/implantacao-de-5-obras-de-arte-na-iii-perimetral/82 Já tens algum post sobre isso Gilberto?

    Curtir

  8. Claro, agora teremos um * (asterisco ou estrela) da rodoviária.

    Curtir

  9. Faz todo sentido. Só não entendi pq duas pistas, uma é para os carros que vão em direção ao Gasômetro?

    Na minha opinião o único lado ruim é que isso só reforça que a rodoviária não sai dali.

    Curtir

    • Mateus, se entendi o link ali trata de um novo minhocão pra Julio de castilhos ser ligada à Castelo Branco por cima deste trecho. Tem relação com minha dúvida?

      Curtir

      • Se tu der uma olhada melhor, vais reparar que na “visão aérea” da obra as duas pistas são aparentemente apenas para ônibus e que logo após a parada(aquele treco amarelo, deus queira que não seja como as da assis brasil) tem um acesso de carros para a região do gasômetro. Acho que isso poderia ajudar a sanar tua dúvida.

        Curtir

        • Pra esclarecer: provavelmente a ideia é ter duas faixas pra quem vem do túnel, com opção de ir para a Castelo Branco ou para a Mauá. Os ônibus viriam do túnel pela faixa mais a esquerda, entrando direto na parada, que fica num canteiro. Quem vem da Farrapos passaria à esquerda dos ônibus parados, e iria apenas para a Mauá. Acho que isso é a solução “final” para o X.

          Curtir

    • A segunda pista tem dois usos, ao meu ver:

      1) permitir que os ônibus “se ultrapassem” na parada – geralmente útil em situações onde o ônibus da frente está embarcando muitos passageiros e o de trás já está pronto pra sair

      2) permitir que os carros que vem da Farrapos cheguem à Av. Mauá, pois de outra forma eles teriam que cruzar na frente dos ônibus logo no fim da descida da elevada, e teríamos outro X

      Curtir

    • Eu não vejo isso como uma coisa que “prenda” a rodoviária naquele local. O que faz a região ser um caos NÃO é a rodoviária, e sim o fato de que ônibus de três eixos diferentes (Farrapos, Oswaldo e João Pessoa) compartilham um pequeno trecho e uma parada – somados aos carros desses mesmos eixos. Esse é o conflito. Mesmo que a rodoviária saísse dali, o espaço acabaria aproveitado para alguma outra coisa, e a necessidade dessa parada continuaria existindo. Dito isto, não vejo fundamento em tirar a rodoviária dali; seria mais negócio qualificar sua estrutura (a exemplo da Rodoviária do Rio de Janeiro) e qualificar o entorno (algo como proposto pelo Fabio Guzenski[1])

      [1] http://www.behance.net/fabioguzenski/frame/162085

      Curtir

      • Muito bom este projeto do Guzenski para a rodoviária, observando as fotos aéreas, vejo que poderíamos ter um grande terminal de passageiros integrando a rodoviária com a antiga estação ferroviária na Voluntários da Pátria, talvez interligando ambas com uma grande marquise, mas fazer o que sucatearam os trens e o pátio de manobras virou uma grande favela.

        Curtir

      • Caro Mobus, reconheço que tu tem muito mais conhecimento técnico do que eu tenho em transporte, porém tu dizer que o problema não é atual local da rodoviária (em outra ocasião também já tinha lido tu manifesta não contrariedade com o atual local) só posso supor que tu não utiliza nenhuma desses três eixos pra se desloca diariamente. A parada da rodiviaria causa congestionamento de ônibus que chega até a esquina da Farrapos pelo viaduto. É um absurdo isso! As pessoas param naquela parada justamente porque elas querem se dirigir à rodoviária. Se rodoviária fosse deslocada, por exemplo para o Humaitá, não existiria esse problemas. Na minha modestíssima opinião, tudo naquela região está errado. Não existe apenas o X que a prefeitura fala em acabar com essas obras. Por exemplo, na saída da Júlio para a Conceição, há outros dois problemas: os carros que vem da Castelo cortam os carros e ônibus que saem da Júlio em direção a elevada da Conceição, também os ônibus que vão subir a mesma elevada cortão os carros que saem da Júlio em direção a Farrapos. No mínimo um parada no meio da pista como a que está sendo planejada no outro sentido da rua da Coneição seria necessária na saída da Júlio de Castilho, em frente a Universal. Vou repetir o que já disse em outros dois posts do blog: não existe nenhum motivo racional para a Rodoviária ficar no local onde está. A rodoviária sobre qualques aspecto racional deveria ser no Humaitá. Não vou enumerar, como já fiz em outros posts, mas essa mudança geraria uma infinidade de benefícios para todos os cidadãos de Porto Alegre até para aqueles que nunca usaram e nem vão usar os serviços da rodoviária.

        Curtir

        • Caro Leonardo M., parece que o senhor também não conhece muito a realidade da Rodoviária, não o fato de passar por ela, mas estar la e ver quem são os usuários, a maioria das pessoas que utilizam a parada de ônibus, utilizam o trem e trabalham na região. A próxima parada normalmente é pelo mercado público. O congestionamento se da mais pelo fato da sinaleira, no momento em que remodelarem o local o transito irá fluir, e você verá que não tem necessidade da Rodoviária sair do local, até porque o local que você escolheu ( Humaitá), o trem não passa próximo,e muitas pessoas que utilizam a rodoviária se deslocam até ela pelo Trem.

          Curtir

        • Nas cidades européias digo França e Itália as estações ferroviárias (já que la se utiliza pouco o onibus) ficam dentro do centro das cidades, fica mais fácil para o viajante se locomover.

          Curtir

        • Como, o Trensurb não passa pelo bairro Humaitá?

          Curtir

    • Acho que hoje estamos numa época rara na qual acredito que pode haver revitalização do entorno, mas é difícil. Estou um pouco otimista pois ultimamente estão começando a construir novos prédios lá. Mas para mim os problemas são:
      – O tal X e parada de ônibus mencionados na thread
      – Aquele retorno onde os carros e táxis ficam disputando espaço
      – A aparência de toda área em volta
      – O tipo de “comércio” e frequentadores das ruas do entorno, como volutários, etc.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: