“Empresas de alta tecnologia estão vindo para cá”, afirma Tarso Genro

Felipe Prestes

O ano que está terminando marcou o inicio da política industrial para 2012 a 2015, lançada pelo Governo do Estado em março. Para o governador Tarso Genro, efeitos positivos desta política são perceptíveis em muitas áreas da economia gaúcha, mas em especial no desenvolvimento tecnológico. “Empresas de alta tecnologia estão vindo para cá, atentas ao desenvolvimento dos nossos parques tecnológicos. Estão vindo empresas que se associam a empreendimentos locais para desenvolvimento de novas tecnologias”, destaca.

“Queremos não um sucateamento, mas um reforço daquilo que foi construído por gerações de trabalhadores”, acentua governador do RS | Foto: Ramiro Furquim / Sul21

“Queremos não um sucateamento, mas um reforço daquilo que foi construído por gerações de trabalhadores”, acentua governador do RS | Foto: Ramiro Furquim / Sul21

Segundo o governador, a busca pelo desenvolvimento tecnológico é fruto de uma visão que o Estado buscou implementar na sua política de atração de investimentos, de evitar a globalização predatória, que fique em determinada região por um tempo e depois vá embora sem ter agregado desenvolvimento. “Um dos objetivos da nossa política industrial e que não sejamos sujeito passivo da globalização, apenas torcendo para que venham investimentos para cá, sem nenhum critério. Nosso objetivo é atrair investimentos que se acoplem à base produtiva local, gerem sinergia com aquilo que se produz aqui, proporcionando não um sucateamento, mas um reforço daquilo que foi construído por gerações de trabalhadores e empreendedores do estado”.

Ele destaca entre as ações tomadas pelo Governo o financiamento para a contratação de cérebros por empresas que queiram fazer pesquisas no Rio Grande do Sul, para que produzam inovação tecnológica, entre outras: “Organização da oferta de financiamento através dos órgãos do Estado, criação de uma estrutura de acolhimento dentro da Sala do Investidor, reorganização do sistema de acolhimento ambiental e preparo de mão-de-obra qualificada”, elenca.

Além da vinda de empresas de alta tecnologia, Tarso Genro destaca também como conquista da politica de desenvolvimento do Estado a duplicação da planta da Companhia Riograndense de Celulose, que terá investimentos de cerca de R$ 5 bi. “Foi escolhida exatamente em função da natureza do nosso planejamento, da confiabilidade das nossas instituições e dos incentivos que o Governo da para estas empresas que se acoplem e enriqueçam a atividade econômica e social do estado”.

Leia a matéria completa (bastante extensa) no Sul 21, clicando aqui…

(não deixem de ler os comentários no Sul 21)



Categorias:Economia Estadual

Tags:, , , , , ,

8 respostas

  1. Um estado com PIB negativo e esse cara vem com essa só rindo mesmo hahaha, ahh e como se a duplicação da celulose fosse mérito do governo dele hahahahaha, esse cara é uma piada.

    Curtir

  2. “Empresas de alta tecnologia estão vindo para cá”, (Tarso, genro do Battisti)

    Fábrica de charutos Havana está chegando.

    Curtir

    • São charutos com lanterna led, rádio fm e ascendedor automático. Alta tecnologia amigo.

      Curtir

  3. Quem diria, comemorando uma papeleira.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: