Viaduto da Júlio de Castilhos deve beneficiar 95 mil veículos, prevê Fortunati

Prefeito não deu prazo para conclusão da obra no Centro de Porto Alegre

viaduto-julio

Cerca de 95 mil veículos serão beneficiados com a construção do viaduto Júlio de Castilhos, que dá acesso à avenida Castelo Branco, no Centro de Porto Alegre, de acordo com o prefeito da Capital José Fortunati. Ele não deu prazo para conclusão do obra, mas afirmou, durante vistoria na manhã desta terça-feira, que espera que tudo esteja pronto até o início da Copa do Mundo, em 12 de junho.

O tempo instável da cidade nesta época do ano é um dos fatores que podem acarretar no atraso da entrega da obra, de acordo com o prefeito. Se o cronograma for cumprido sem que ocorram imprevistos, a inauguração está prevista para os primeiros dias do mês de junho.

Fortunati disse que não tem dúvidas da agilidade que o novo viaduto trará ao trânsito da Capital, mas aproveitou a oportunidade para criticar os incentivos a compra de veículos. “Claro que o número (de veículos) aumenta, combato essa política de incentivo ao veículo particular. Acho que é um equivoco continuarmos oferecendo vantagens para a compra de automóveis. Estamos chegando ao ponto de que as cidades estão parando”, afirmou ao se referir a Porto Alegre e a outras cidades do País.

Em entrevista coletiva, Fortunati também pediu que a população veja as obras de mobilidade como legado para a cidade. “Existem obras que não são para a Copa do Mundo. Porto Alegre aproveitou a Copa para buscar recursos para tirar obras do papel”, relevou Fortunati.

O viaduto terá extensão de 265 metros, com oito metros de largura. Serão duas faixas de tráfego e o fluxo viário será Centro-bairro. A contratação por licitação foi no valor de R$ 19,3 milhões.

Correio do Povo

imagem122778

imagem122779Fotos: Ricardo Giusti/PMPA

Veja o vídeo:



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

30 respostas

  1. Socorro! Este viaduto requer proteção de queda nas laterais, é altíssimo! Qualquer sinistro que o carro desbancar lá de cima, ninguém sobrevive, Só um milagre, será capaz de proteger a vida.

    Curtir

  2. “Prazos? Não trabalhamos”. (Fortunatti, José)

    Curtir

  3. Com todo o respeito às pessoas que moram fora de PoA, mas por que tantas pessoas têm que vir de carro todos os dias da semana? Até onde eu vejo a cidade realmente não tem como se sustentar se o número de pessoas(e o número de carros) que vêm para a capital “só” para trabalhar/estudar ficar aumentando. A mim parece que a cidade, em locais como centro, terceira perimetral e Assis Brasil, fica totalmente desequilibrada entre o número de residentes e o número de “usuários”.
    Sei que é muita coisa por causa de um viaduto, mas pense em todas as obras que estão sendo realizadas nessas áreas voltadas para o trânsito, e diga o que tu pensas. Só sem xingamentos por favor, isso nada tem a ver com uma campanha para impedir as pessoas de virem a PoA.

    Curtir

    • O problema é que o sistema atual de transporte coletivo não dá conta de trazer as pessoas de um modo humano. Aí resta o carro.

      Imagina se tivesse um metrô/BRT para Viamão, como a Av. Bento iria desafogar?

      è preocupante também que as cidades periférias sejam sempre periféricas. Felizmente, Canoas está se desenvolvendo por conta própria, com um polo universitário forte. Gravataí também tem um bom desenvolvimento.

      Curtir

    • O grande problema é que a grande maioria de empresas insiste em se instalar no Centro.

      “Insiste” parece culpa só delas, mas tem culpa do Governo também que não incentiva as empresas a se instalarem em locais mais “espalhados”, com infra decente, como transporte , conectividade, etc.

      Logo, o “centrão” vira um mega repositório de escritórios e lojas e a grande maioria vem apenas para trabalhar. De noite vira o deserto que todos conhecem.

      Curtir

      • Porto alegre tem apenas um “nó” para transporte coletivo, que é o centro. Enquanto 99% das linhas forem até o centro, 99% das empresas vão querer se instalar no centro.

        Curtir

  4. O pavão não entende nem o tempo de cura do concreto.
    Como pode prometer algo pra 12 dias?

    Curtir

  5. Sempre acham um vilão, dessa vez, a chuva, claro, quem mais????

    Curtir

  6. a obra mais útil na cidade em décadas,
    só quem passa nesse inferno todos os dias sabe

    Curtir

  7. Ele deve ter pego o total de carros que entram no centro e usado isso como argumento. Só que esse número é exagerado, veja só

    1. Todos esses 95 mil carros estacionados ocupariam 35% de toda área do centro, incluindo a área dos prédios, parques, ruas…
    2. Todos os deslocamentos por carro em PoA inteira dão cerca de 700 mil. Um único viaduto beneficiaria quase 100 mil?

    Curtir

  8. Ao redor do mundo estão demolindo viadutos e Poa construindo. Tem alguma coisa errada.

    Curtir

    • IPVA? Impostos na gasolina em mais de 50%? Impostos no carro zero em quase 50%?

      Como assim não tem taxação sobre o “transporte individual motorizado”?

      Os carros brasileiros são os mais caros do mundo, principalmente pelos impostos altíssimos.

      Aliás, este é um dos principais motivos pelo qual o governo não desincentiva o automóvel (perda de arrecadação). O outro é que é mais simples estimular a indústria quando se negocia com apenas uma organização (ANFAVEA).

      Curtir

      • Acho que essa resposta era para mim! Kkkkkk

        Praticamente todos esses impostos incidem sobre os ônibus, trens, bicicletas (mais do que carros)… fora isso ainda incidem todos os impostos sobre as empresas de ônibus, simplesmente porque são empresas. E por mais absurdo que possa parecer, no preço final, depois que incidiu todos os impostos a EPTC cobra 3% em cima!

        Curtir

  9. Critica a política automotora do Brasil, e aqui na província foi o principal articulador pra “mutilar” o plano cicloviário de Porto Alegre…

    Curtir

  10. Fica nesse discurso fácil de criticar a política automotora do Brasil, como se não fosse um dos implementadores dela.

    Curtir

    • Fora isso a prefeitura cobra um “imposto” de 3% na passagem de ônibus e até onde eu sei não existe nenhuma taxação especial para o transporte individual motorizado. Seria isso um desincentivo ao transporte coletivo? Me parece que sim.

      Curtir

      • hmmmm…
        Pedágios, impostos no combustível que sequer é de qualidade, ja que 1/4 é de etanol, o que faz com que o carro beba mais, ipva, impostos no próprio carro, peças de carros, ser obrigado a ter carro flex, que também bebe mais.

        E ainda tem o apoio da industria que banca uma graninha para os politicos, que faz com que tenham o maior lucro do mundo sem ninguem fazer nada, nos proporcionando os carros mais caros e podres do mundo.

        Imagina se não fosse incentivo.
        hahaha

        Curtir

      • E o quanto desse dinheiro vai para a prefeitura? Fora isso eu concordo que o governo federal incentiva o transporte individual motorizado.

        Curtir

      • Guilherme, esses items que listou fazem parte do preço das passagens de onibus também.

        Curtir

  11. Esse viaduto é o único que eu não concordo.

    Curtir

  12. O viaduto já está todo pichado…

    Curtir

    • Não que isto justifique, mas acho que é o molde embaixo que foi pichado não? Quando secar o concreto eles devem remove-lo.

      Ainda que não tenha sido pichado, é só uma questão de dias/horas para fazerem. A placa na entrada do viaduto da rodoviária pela Castelo Branco já pichada e recém colocaram.

      Curtir

  13. Comparando a declaração “combato essa política de incentivo ao veículo particular”, com as obras e políticas adotadas pela atual gestão, podemos concluir que o prefeito está:
    ( ) …investindo fortemente para melhorar o transporte público de Porto Alegre;
    (x) …Investindo em viadutos e obras de importância duvidosa em Porto Alegre visando o veículo particular;
    (x) …maluco ou em “vias de enlouquecer”;
    (x) …deu a entrevista dormindo;

    Curtir

    • Brilhante comentário!

      Acrescento a contradição total com o título da notícia: “viaduto deve beneficiar 95 mil VEÍCULOS!”

      Afinal, são os carros que precisam de mobilidade, e não as pessoas.

      Curtir

      • Esse é o nível que a política chegou no Brasil das Bananas. Um político acha que é propaganda eficiente falar o contrário do que tem feito desde que assumiu. Ele deve pensar que os eleitores são completos imbecis. MAS quem se importa com eleitores quando a máfia dos bastidores dá tanto dinheiro e é o que realmente comanda? Na hora da imprensa é só falar bonito, o que interessa é o dinheiro que rola escondido. Ossos do ofício.

        Curtir

    • “combato essa política de incentivo ao veículo particular”, dz o Prefeito.
      Demagogia aqui é mato!!
      – fez um esforço político imenso pra retirar a verba das multas do plano cicloviário
      – está gastando centenas de milhões construindo viadutos e alargando vias na cidade inteira que servem apenas para automóveis
      – fez uma rodovia sem pontos de tavessia, que separa as pessoas da Orla
      – das obras de (i)mobilidade para a copa em Porto Alegre, só vão sair viadutos e duplicações, o termo “mobilidade” é puro marketing
      – de investimento em transporte coletivo apenas um monte de corredores de ônibus fechados com obras (quase todas paradas) pra trocar o calçamento, sem nem sinal de adaptações para o BRT
      – esforço político imenso para não aumentar o tempo dos pedestres nos sinais
      – calçadas de Porto Alegre estão em péssimo estado, até mesmo no centro, na Andradas, via de pedestres mais importante do RS
      – esse viaduto que ele tá inaugurando, assim como todos outros, só vai aumentar a velocidade dos automóveis irem de um congestionamento ao outro. Provavelmente quando ele estiver funcionando o engarrafamento vai ser no túnel, ou na Osvaldo Aranha, aí vão querer criar um novo viaduto sobre o túnel e criar mais faixas na Osvaldo Aranha, usando o espaço da Redenção.
      – A cidade vai se tornando um lugar desagradável, poluído, barulhento, ruim de caminhar e quem ganha são algumas poucas empreiteiras que doaram para a campanha política e agora fazem essas obras

      Miguel Blauth in http://www.facebook.com/groups/165894100269511/

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: