Empresas investem R$ 150 mi em infraestrutura e urbanização em Canoas

Projeto do Terminal Graneleiro da Nidera em Canoas

Projeto do Terminal Graneleiro da Nidera em Canoas

A instalação do Terminal Graneleiro Nidera e da Plataforma Logística, além da urbanização e ampliação do Parque Getúlio Vargas (Capão do Corvo), são grandes projetos em Canoas que totalizam mais de R$ 150 milhões de investimentos em infraestrutura e urbanização de novos empreendimentos. Os projetos foram apresentados durante a 39ª reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, ocorrida nesta quinta-feira (9), na sede do Cassino dos Suboficiais e Sargentos da Guarnição Aeronáutica de Porto Alegre, no Bairro Nossa Senhora das Graças.

O prefeito Jairo Jorge, que assinou o contrato de doação com encargos de área para a construção da Plataforma Logística, destacou que este projeto e os demais visam a sustentabilidade ambiental; a resolutividade econômica; a geração de empregos, contribuindo, portanto, para o crescimento de Canoas.

Plataforma Logística

A Plataforma Logística conciliará em uma área de 63,4 mil hectares, no Bairro Niterói, específicas instalações de equipamentos de atividades relacionadas com o transporte, indústrias e distribuidores. Este centro integrado de transporte e de distribuição de mercadoria contará com espaços de serviços, armazéns, shopping center, acessos, estacionamento, posto de abastecimento de combustível e estação de tratamento de efluentes. Será executada em cinco fases com um investimento de R$ 56 milhões, previsto para iniciar a, primeira etapa, no primeiro semestre de 2016. O empreendimento conta com a contrapartida do acesso ao local, que começará na Rua Gravataí, seguindo até a BR-116.

Terminal Graneleiro Nidera Canoas

Com investimento de R$ 80 milhões, o complexo de 140,8 mil metros quadrados que estará localizado às margens do Rio dos Sinos, na região do encontro com o delta do Jacuí, terá cais de 198 metros de comprimento, balsas, estacionamento, quatro silos, com a capacidade de armazenagem de 90 mil toneladas. De acordo com a empresa, um dos motivos por Canoas ser escolhida para a instalação do porto, é que a área atendeu todos os pré-requisitos de meio ambiente, com uma área de preservação permanente de 100 metros à beira do rio (este trecho do leito da orla é em linha reta), o calado é natural (medida da profundidade do rio), o zoneamento da área foi alterado com autorização da Prefeitura para zoneamento industrial e em contrapartida, a Nidera adquiriu área particular próxima à Praia do Paquetá de 6,6 hectares e doou para Município.

Segundo Nidera, outra vantagem de estabelecer este porto em Canoas, é que é uma cidade estratégica por estar localizada geográfica e estrategicamente, com acesso à beira do rio, por meio da BR 386 e da BR 448, trajetos de muitos caminhões de transporte.

Estima-se que o Terminal Graneleiro injetará R$ 2 bilhões a mais no PIB do Estado e, para Canoas, gerará receita para a economia local, por meio do fluxo de 400 caminhões/dia que passarão pelo porto, com consumo indireto, serviços, restaurantes e abastecimento de combustível. Após a liberação das licenças da FEPAM, a perspectiva é de que até final do ano dar início à construção da obra, com previsão de conclusão em 18 meses.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Mário Cardoso, os dois investimentos apresentados no Conselhão contribuirão para o desenvolvimento econômico e social de Canoas. “Com a Plataforma serão gerados em torno de três mil empregos diretos e indiretos, além da ampliação dos acessos que atenderá a demanda do distrito industrial Jorge Lanner. Além da multinacional Nidera, que contribuirá para movimentar e injetar receita nas economias nacional e estadual e local”.

Vídeo do projeto de implantação do Treminal Graneleiro

Parque Getúlio Vargas

O Parque Getúlio Vargas (Capão do Corvo) ganhará benfeitorias que consiste na ampliação da área em sete hectares e urbanização de todo Parque. O projeto de urbanização e de ampliação do Capão do Corvo prevê adequação de infraestrutura de toda área do parque: água, energia, vigilância, drenagem, esgotamento pluvial e sanitário; a implantação de acesso principal ao Parque Getúlio Vargas pela Avenida Farroupilha, consistindo em pórtico de entrada, estacionamento, sanitários e serviços de apoio, inclusão de um lago menor, adequação do acesso pela Rua Doutor Sezefredo Azambuja Vieira, permitindo o fluxo de veículos e pedestres; cercamento permeável, padronização do mobiliário, implantação de espaços para lazer na área de expansão (playground, atividades lúdicas, trilhas de integração, espaços de tratamento paisagístico); acessibilidade; qualificação e ampliação do Sistema de Video monitoramento do Parque. O valor de investimento é de R$ 5 milhões com prazo de entrega para dezembro deste ano.

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Guilherme Ortiz, a urbanização e ampliação do Capão do Corvo, uma das contrapartidas da Multiplan, responsável pela execução do Parkshopping Canoas, trará um novo conceito de espaço público de convivência.

Prefeitura de Canoas



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Economia Estadual

1 resposta

  1. A prefeitura de sao leopoldo tinha tentado fazer algo do genero a um tempo atras, imagino que um dos muitos motivos para nao se ter feito isso tenha sido a sinuosidade do rio dos sinos no trecho ate poa e a baixa constancia d enivel de calado

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: