Turma do atraso tenta evitar obras no Cais Mauá com ação no STF

Movimento questiona falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental

Movimento questiona falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental

Movimento questiona falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental

O movimento Cais Mauá de Todos ingressará no Supremo Tribunal Federal (STF), na semana que vem, com um mandado de segurança para evitar a continuidade da concessão da região à iniciativa privada. Em encontro realizado nesta quinta-feira, um grupo formado por arquitetos, urbanistas e sociólogos apresentou um conjunto de falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental do Consórcio Cais Mauá.

Nesta sexta, está prevista uma audiência pública sobre o projeto, quando alguns dos apontamentos serão questionados aos integrantes do consórcio. “Mais uma vez será feito um debate com o projeto fechado”, criticou Milton Cruz, sociólogo.

Ele destacou que há falta de informações no estudo e poucas ações efetivas. Citou o impacto que o empreendimento irá gerar no trânsito na região. “Ao invés de propor soluções, repassa ao poder público a responsabilidade por fazer as melhorias”, alertou.  De acordo com o arquiteto Cristiano Kunze, algumas intervenções propostas poderiam ser feitas pelo próprio poder público. “Não há uma discussão em como o projeto do Cais será inserido no projeto de revitalização do Centro e como a população terá acesso a ele”, apontou.

Correio do Povo

______________

Título original do Correio: “Grupo tenta evitar obras no Cais Mauá com ação no STF”

______________

Alguns comentários e depoimentos das redes sociais:


É impressionante o nível de mentira que essa gente precisa inventar para justificar o injustificável.

– “O Cais vai se transformar em uma amontoado de shoppings, estacionamentos, torres de 350 andares, o povo será proibido de entrar, bla bla bla.”

Nada pode ser mais mentiroso, a verdade é que o projeto vai devolver o Cais Mauá ao povo de Porto Alegre.

12042949_766026380174221_3829424243332731333_n

‪#‎PôrDoSolLivre‬


Como é possível uma cidade chamada Porto Alegre ostentar um dos portos mais feios e arcaicos do planeta?

Como a nossa Orla que poderia ser viva, linda e pulsante continua até os dias de hoje jogada e abandonada aos ratos?

E porque precisamos ter um MURO dividindo a população daquilo que temos de mais sagrado: a nossa vista para o Pôr do Sol no Guaíba?

Esse movimento luta pela defesa do empreendimento que quer devolver à população seu contato com o CAIS e pela derrubada do Muro da Mauá e de todo o pensamento retrógrado que atravanca o empreendedorismo da cidade e nos torna essa Porto Alegre tão atrasada!

Queremos mais contato com a natureza, mas também queremos mais contato com a modernidade. Olhem o visual que estamos perdendo! Como o nosso Cais podia ser lindo, não acham?

Vamos abraçar essa empreitada. Vamos redesenhar, transformar e guiar a cidade que vivemos. Mais do que ocuparmos espaços e desfrutarmos do pôr do sol que nos é escondido, o simbolismo desse movimento é fundamental para avançarmos as nossas pautas na sociedade gaúcha. Nós queremos o Cais do Porto Livre Já! Pôr do Sol Livre!

Curtam, compartilhem e convidem os seus amigos! ⚡ ⚡


 

Tiago Menna

Depois de ter a economia avacalhada pelos nossos governantes, eis que uma iniciativa privada deseja revitalizar o Cais Mauá com custo ZERO para o poder público.

ZERO de investimento público e contrapartida de mais de 28 mil empregos gerados. Isso, para uma economia quebrada como a nossa, ajuda uma boa parte da população a respirar (e comer).

Além disso, vamos ter 3,2 km de orla de volta! E ainda, revitalizados! É indiscutível que isso vai valorizar a área, gerar mais empregosindiretamente e trazer mais orgulho para a nossa capital!

Só que… a vanguarda do atraso já está se manifestando em peso e estarão presentes amanhã para tentar derrubar esse projeto!

Por isso, convido a você, cidadão de Porto Alegre, que quer uma cidade melhor, apoiar um projeto que só vai trazer benefícios para nossa cidade!

Convide familiares, amigos, colegas para fazermos juntos história e transformar Porto Alegre em uma cidade admirada mundialmente!

Matheus Sperry


 



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , , ,

53 respostas

  1. É, vai ter um impacto muito grande. As ratazanas do porto terão de procurar outro lugar para se reproduzirem.
    Enquanto a vanguarda do atraso atrasa a melhoria do porto, os portoalegrenses visitam Puerto Madero.

    Curtir

  2. Ainda pode ser possível o STF barrar o projeto? alguém com maior conhecimento pode comentar?

    Curtir

  3. Não sei quem é o mais exagerado: quem acha que tudo vai virar estacionamento ou quem acredita em renders e mora em POA.

    Curtir

    • Excelente. Não conheço o projeto, mas se há obra pública, treta há de ter. Na boa, não precisa muito para ajeitar o cais do porto. Tem que ter um PPCI, trocar o que trouxer riscos à segurança da população e abrir concessões para o comércio.

      Não precisa de grandes projetos urbanísticos. Há muito lugar em Porto Alegre para o novo. O que é velho precisa ser reformado e liberado logo para a sociedade, sem revoluções, que são escoadouros de dinheiro público.

      Penso o mesmo em relação ao viaduto da Borges. Com zero investimento em urbanismo, o novo bar que abriram lá em cima do viaduto é sensacional. É só rever as concessões lá no nível da Borges e liberar para um comércio qualificado. A reforma se viabiliza com a revitalização e não o contrário.

      Olhem a praça da alfândega. Reformaram a praça e ainda não temos comércio no espaço destinado a isso.

      Curtir

  4. Mas que o projeto só atende bem quem vai de carro, isso é verdade.

    Curtir

  5. O Povinho mediocre….Deve ser tudo companherada…isto e:PETRAS travestidos….de gente!!!

    Curtir

  6. Ir caminhando é boa ideia
    Com tanta gente obesa.

    E tem a Estação Mercado ali do lado, dá pra ir de trem
    Tem a estação do catamarã, dá pra ir de barco.

    Trem e barco para mim são opções de acesso de transporte publico.

    O que mais o pessoal quer??Teleférico?

    Onibus, eu acho que todas as linhas de onibus de Porto Alegre vão ali pra Salgado Filho e Praça Parobé. é só descer do onibus e caminhar duas quadras.

    Dizem que ate ciclovia vai ter, pra quer quiser ir de bicicleta.
    A quantidade de estacionamento no projeto foi a prefeitura que pediu.

    Curtir

    • A mas o tal do Mr.X quer TODOS andando de bicicleta…da vovozinha ao cadeirante!

      Curtir

      • Tu foi o único que falou em bicicleta, eu que sou ciclista não falei nada, não sabe ler?

        O projeto não atende bem o público ciclista. Que eu saiba só vai ter conexão com a ciclovia da orla, só ciclista ferrenho usa.

        Curtir

      • Vai ter ciclovia em todo cais, isso é obrigatório por lei. Somado ainda a mais de kms de ciclovia porque vai ser 2 andares somente no estacionamento do novo shopping (fora em todo cais e na região do hotel). Tem que ter acessibilidade tanto pros caderantes quantos para as pessoas mais idosas, como manda lei. A grande questão é se os caras vão ter $ para isso. Pelo visto não. Não tem e nunca tiveram. Aqueles R$ 400 milhões dito pela empresa para vencer a licitação era só no papel. Apenas esse motivo já é para recomeçar outra licitação.

        Curtir

    • Olha, as linhas que eu pego vão todas até a Salgado. Me diz quantas pessoas acham que essa opção é válida durante a noite por exemplo. Tem que ter ônibus na frente.

      Catamarã nem comento, é de baixa capacidade, mas o trem atende sim.

      Curtir

      • Mas tem linha de ônibus que passa ali na Mauá: Praia de Belas, São José, Bonsucesso, Assunção, entre outras. Tem ponto de ônibus no Gasômetro e outros espalhados pela Mauá.

        Curtir

      • Ou seja, a única que vai para Zona Sul vai do centro a Assunção, bairro nobre. Vai bombar! rsrsrs E temos que ver como vai ficar com o BRT.

        Curtir

      • Bom, só ilustrei que existem linhas de ônibus que passal ali, não fiz juízo de valor… rsrsrs

        Mas isso vai se resolver quando implantarem o BRT…

        Curtir

      • Meu ponto é que acho que vão retirar essas linhas dali quando tiver BRT.

        Curtir

    • MAIS DE 4.000 VAGAS PARA CARROS E 350 PARA BICICLETAS!!!!”Isso que é qualidade de vida”!!!

      Curtir

  7. Esse grupinho de esquerdopatas-piolhentos querem que a cidade vire uma grande vila….um acampamento do MST….um vilarejo na Amazonia.
    Eles sao contra tudo que tenha a ver com a palavra “capitalismo”.

    Aqui uma imagem do projeto que eles querem:
    http://www.skyscrapercity.com/showpost.php?p=127144861&postcount=2679

    Curtir

    • Óbvio que é mais fácil xingar os outros do que conversar como gente educada né.

      Esse grupo específico que apoia esse projeto (não existe um bloco único contra o projeto atual) não é piolhento e não quer vila nem MST… eles apenas são idealistas demais e não entendem o capitalismo. Como boa parte dos brasileiros. O projeto é lindo mas não tem como pagar.

      Curtir

    • Ah desculpa, não abri teu link por que não imaginei que poderia ser tão sectário o comentário. O projeto que digo que é lindo mas não tem como pagar é aquele defendido pelo Luis Augusto Fischer:

      Curtir

    • Gerson LDN, estou rindo muito até agora. Concordo inteiramente com os termos usados para descrever esta turma que está sempre a favor do eterno atraso portoalegrense. Esta gente é doente! E dizer que Porto Alegre já foi uma cidade na vanguarda da modernidade e agora é este lixo só!! Que coisa triste.

      Curtir

  8. A corja de esquerda nojenta do atraso. Vocês viram o vídeo dos “7 erros”? Gentalha ardilosa, mentirosa, cínica, mesquinha. hipócrita. O que eles querem é o oposto à qualificação urbanaq e um ambiente bonito e civilizado ao acesso de todos, o que eles querem é barrar, é destruir tudo, deixar tudo como está, abandonado, feio, imundo. Não acho que as coisas sejam eternas. Essa gente tem mais voz que 80% do restante da população e há muito tempo, isso de “grenal” não tem nada saudável quando tu tem pessoas que querem fazer X pessoa que querem barrar e destruir. O que eles tem que fazer é SAIR de cena e deixar quem quer construir a cidade, construir. Mas eles não fazem isso, pelo contrário, são uns parasitas, enquanto o RS exporta gente qualificada que quer crescer pro restante do país, essa trupe fica porque são tênias. Mas esse monopólio da indignação social vai terminar um dia, já começou na verdade.

    Curtir

  9. Na boa, caricaturizar quem é contra o projeto como “Turma do Atraso” não é legal, ao meu ver.

    Eles têm a opinião deles, e tentam fazê-la valer. É contrária à nossa? Sim, mas nenhuma opinião é universal.

    Como já disse várias vezes por aqui: eles estão certos em defender o que consideram correto. Errados somos nós, que não fazemos nenhum movimento pra fortalecer nossa posição favorável às obras.

    Curtir

    • Mais ou menos, realmente não existe nenhum movimento da geração mais velha de gaúchos, que ficaram assistindo calados o estado e principalmente a capital ser tomada por esse tipo de pensamento. POA era a RM com a maior qualidade de vida nos anos 80, hoje disputa a 12º posição, ao lado de SÃO LUIS (que fica no Maranhão, pra quem não sabe). Eles não defendem “só as ideias deles”, eles defendem ideias prejudiciais a TODOS. E dá pra caricaturar sim, eles vivem caricaturando as pessoas como “brancos, ricos que querem privatizar espaços públicos e blá blá”, mas na cabeça torpe deles um ambiente abandonado e degradado é “de todos”. Pelo menos eles vem perdendo o monopólio da insatisfação. Até porque a esquerda tá há tanto tempo no poder em Brasília e mesmo aqui no estado, quando um ou dois governadores se ajeitam pra colocar o RS nos trilhos, vem as lontras petralhas pra jogar no ralo. RS tem 22 estatais. SC tem 3. Existe 1 milhão de gaúchos morando fora do RS e 400 mil brasileiros que não são gaúchos morando aqui. Desses 1 milhão, 600 mil estão no estado vizinho e os demais em grande parte no PR e SP, os estados relativamente mais prósperos da banânia. Coincidência? NÃO. Faço parte da geração mais nova de insatisfeitos e fico feliz que tem muita gente que não tá vendo mais a ameaça nas “elitezzz”, pra mim elas que se lixem. A ameça é essa elite esquerdosa cícina, que tem tanta representatividade e há tanto tempo. Quanto mais colocam a mão nos projetos – que nem são executados por eles, no governo, no poder, pior fica.

      Curtir

      • Mimimi, todo o problema se resume à esquerdalha X a direitalha. Troço chato.

        Ficar nessa de caricaturizar só ajuda a radicalizar ainda mais algo que não deveria ser radicalizado. Mais: só dá mais mídia aos “contra-tudo”, pois fica parecendo que quem é a favor da obra não tem nenhum argumento pra defender sua posição, preferindo apenas desqualificar quem é contra.

        Curtir

      • Mimimi, como se a esquerda não fosse radicalizada há décadas. É assim, só pode radicalizar um lado e o outro tem que ficar quieto? Ah, por favor. Não acho que divulgando os “do contra” eles vão ter algum tipo de apoio, bem pelo contrário. Até porque já dominam a cidade há gerações. Acho que quanto mais se divulgar, mais os demais portoalegrenses vão criar antipatia a esse tipo de gente. O que acontece é que eles tão ficando (e você talvez seja um “deles”) revoltadinho porque a “coxinhada” também tá dando as caras, se politizando, criando coletivos e movimentos populares e acadêmicos em oposição a essa hegemonia. Pode chorar, vai ter a nova direita sim. E quanto mais a esquerda tentar atrapalhar a cidade, melhor.

        Curtir

      • Na boa, vai dormir.

        (pensei que com a saída do Oscar não ia mais ter discussões inócuas assim).

        Curtir

    • Pois é, é natural que as pessoas tem que se organizar para pleitear o que querem. Engraçado é como tem gente que acha que progresso é igual a deixar que as “forças ocultas” ajam livremente.

      Curtir

      • Se o dinheiro não é teu, não precisa se organizar coisa nenhuma. Organização pra barrar as “forças ocultas” que nada mais é que pessoas que querem gastar o dinheiro delas construindo a cidade, aí meia dúzia de esquerdista nojento se junta pra decidir como essas “forças ocultas” deveriam ser investidas.

        Curtir

      • @ henrique

        O dinheiro pode não ser nosso (embora duvide que não vá ter aporte de recursos públicos), mas o local (cais) é uma concessão pública, não é simplesmente o caso de reformar o interior da tua própria casa.

        O projeto não só pode como deve ser discutido organizadamente. Não neste momento, em que já está praticamente aprovado, mas anteriormente deveria ter sido.

        Curtir

      • Acho incrível isso, discutido e organizado por quem? POA tem 1,5 milhões de habitantes, fora que é domicílio eventual de outros milhares de gaúchos. Tem gente que quer ver aquilo transformado em puerto madero, tem gente que quer ver aquilo continuado jogado às traças e com uma praça pra fazer piquinique e vender miçanga e artesanato nos finais de semana. Obviamente a iniciativa privada não vai gastar dinheiro se não tiver retorno. A questão é: por que dói tanto ver um espaço que irá ser usado por todos bonito? Tem gente que se morde porque MEU DEUS, vai ter lucro!, vai ter grana rolando, vai ter gente vindo visitar, tirando foto, vai ter movimento. Não pode, o bom mesmo é o abandono, a mediocridade. Galerinha do “mais amor”, na verdade prefere destilar seus sentimentos mais mesquinhos contra um grupo que acham que vai deter o local, um grupo que não existe, um grupo que se existir eles mesmo que são o grupo, essa esquerda rica e asquerosa. Sendo que ninguém gosta mais de um ambiente luxuoso que um pobre, falo isso com experiência própria rs Os inimigos dos pobres não são os ricos que investem na cidade, são os ricos que querem a cidade fique presa no desleixo.

        Curtir

      • Falou tudo Henrique. Faço minhas as tuas palavras!

        Curtir

      • O Henrique acha que esse projeto tem algo de similar com o Puerto Madeiro! hahahaha.

        Meu caro, a área é pública. Se o terreno fosse privado realmente o DONO poderia fazer oq ue quiser. Acho engraçado esses defensores do capitalismo que defendem nosso capitalismo cartelizado e feudal.

        Curtir

    • A “Turma do Atraso” também é uma opinião de quem acha que uma obra que é discutida a décadas está atrasando a melhoria da cidade.
      Concordo, e acho isto bom, que as opiniões não são universais. Mas que a defesa sectária de uma idéia é fruto de quem não tem respeito pela opinião dos outros e nem de que a boa convivência implica em renúncias das partes.

      Curtir

      • Concordo em parte, Walton. A questão é que cada um tem sua opinião sobre o que seria ou não uma melhoria. Aqui mesmo, no blog, já vi diversas opiniões diferentes sobre o que seria melhor ou não (e todas de pessoas favoráveis ao projeto).

        Outra coisa, o fato de ficar denominando quem é contrário a obra com um apelido pejorativo assim também não é falta de respeito com a opinião dos outros?

        Curtir

      • Bravo Henrique! Táca-lhe pau nesta esquerdalha bizarra e sem noção! Parabéns!

        Curtir

    • Ué, não era tu que tava falando até uns instantes atrás sobre respeitar opiniões diferentes? Aí que tá: a cara desse pseudo respeito. Que mania é essa de querer regular o que os outros fazem ou não? Antes de mandar alguém ir dormir porque tá te incomodado, dê o exemplo: faça você o favor de deixar de ser hipócrita e vá direto pra cama.

      Curtir

      • Eu respeito opiniões, desde que bem argumentadas e fundamentadas na realidade.

        Quem vem com esse papinho tosco de “esquerdista nojento”, “nova direita” e, ainda por cima, me acusa de ser esquerdista (sendo que em nenhum momento me solidarizei com os “do contra”), eu mando longe, mesmo.

        Se eu quisesse ler “argumentos” como esses, iria direto nos comentários da ZH, do Sul21 ou do blog do Reinaldo Azevedo…

        Curtir

      • Engraçado, pois eis a razão de eu não respeitar as opiniões de esquerda: carecem do fundamento da realidade, a dialética faz com que quando a realidade não condiz com a teoria, é a realidade que está errada e não a teoria, logo, ao discutir com um esquerdista, ele nunca se dá por vencido, porque jamais a ideia dele vai ser equivocada. Pra respeitar quer que eu opine como? Concordando contigo? Citando Aristóteles, Ayn Rand, Mises, Hayek, Bastiat, Juvenel, Friedman? Pois eu poderia. Mas enfim, tu não é o único, mando pastar igualmente. Na verdade prefiro chamar de outras coisas, como abutre, carniceiro, parasita, hipócrita e etc etc. Porque não importa o quão bonito possa soar o discurso de esquerda, é sempre o mesmo fracasso (Caminho da Servidão e Revolta de Atlas são boas leituras). Enfim, no caso da teoria da esquerda não importa o quão bem elaboradas e bem argumentadas sejam, deveriam ter ficado no século XX num baú de memórias junto aos crimes hediondos pelas quais foram responsáveis.

        Curtir

      • Bravo Henrique! Táca-lhe pau nesta esquerdalha bizarra e sem noção! Parabéns! (Postei no lugar errado)

        Curtir

  10. Esse bando do não tem o que fazer, ja estão irritando alem da conta, mas creio que seja só o aperitivo, aguardemos quando começar as obras da orla do guaiba e do pontal do estaleiro, só esperem!!!

    Curtir

  11. Recomendo aos participantes deste Blog que organizem a ida das pessoas interessadas na aprovação do projeto que SE ORGANIZEM PARA COMPARECER A AUDIÊNCIA PÚBLICA.
    Ficar aqui nos comentários apenas achando ruim a atitude da “Turma do Atraso” não adianta. Tem que fazer valer a nossa opinião quanto ao termino das obras e continuidade do projeto.
    Saiam do trabalho, escola, faculdade, de casa e compareçam, por favor!

    Curtir

  12. Esses esquerdalhas fantasiam situações e as tomam como verdades.

    De onde a população não terá acesso à orla?
    Por que o fato de ter bares e restaurantes é elitizar a orla?
    Por que o consórcio não pode ter retorno do investimento feito?

    Já tentaram de todas as formas barrar o projeto pelo viés ambiental (não conseguiram), agora levantam suspeitas de irregularidades na licitação, sendo que não apresentaram provas nenhuma.

    Curtir

  13. Atestado de incompetencia coletiva, de ambos os lados…. triste…. como portoalegrense, me sinto envergonhado…. e o que é mais preocupante, desanimado…… isto é que chamam de Gaúchos “politizados”? Em nome da qualificação da nossa cidade, precisamos urgentemente é aprender a nos entender….Vergonha!

    Curtir

  14. Pelos comentários deste post, dá pra ver como são os “esquerdopatas” que radicalizam tudo na cidade…

    Gilberto Simon, desde o meu primeiro comentário falei: desnecessário ficar denominando quem é contra a obra de “Turma do Atraso”, só provoca radicalização onde não deveria haver. O resultado está aí.

    Curtir

    • E tem como não se radicalizar? Nada em POA sai do papel. Sem orla, sem cais, sem pontal, sem VRT, sem metrô.

      Os “esquerdopatas” radicalizam o debate há gerações. Mas sem oposição. Agora que tá surgindo, aí tem que “maneirar” ? Desde quando a ala “esquerdopata” de POA foi neutra? Tão sempre presentes pra barrar cais, orla, pontal, pra barrar empreendimentos em áreas não urbanizadas, enquanto se calam com as invasões recorrentes das áreas verdes da cidade, como no próprio arquipélago. O seguinte ó, a coxinhada tem que ser menos radical. A ala da esquerda, essa sim pode barrar tudo à vontade. “Turma do atraso” ainda é um termo soft pra o que essa gente representa pra cidade e pro estado.

      Curtir

    • O cara é tão descontrolado que até inventou que em alguém contra o BRT na cidade. Radical é assim, cria inimigos imaginários.

      Gilberot, é uma pena. Esse artigo aqui mostra bem por que os melhores comentaristas já sumiram do blog há tempo: se é para ficar se chingando há sites bem mais divertidos, como mencionados pelo Vagner cima.

      Curtir

    • Ou falando na língua do Henrique…. rsrsrs

      Curtir

  15. É uma postura INFANTIL desses que são contra, é algo do tipo “se não é o projeto que eu quero, então a obra não sai”.

    Defendem liberdade de opinião, mas vaiam a manifestação dos outros.
    Defendem democracia, mas não aceitam um projeto diferente da ideia deles.

    Curtir

  16. QUE DESLEIXO COM O PATRIMÔNIO HISTÓRICO-CULTURAL DE PORTO ALEGRE.
    O Cais Mauá já é praticamente um símbolo de Porto Alegre, presente nas antigas fotos da cidade.
    Se for para fazer uma revitalização, basta apenas pintar, consertar o que está estragado e deu. Essa palhaçada de construir torre, shopping, é uma grande bobeira por parte de que não dá a mínima para a cidade.
    Meus parabéns aos que estão se esforçando para evitar essa ‘destruição’ de um patrimônio histórico da nossa querida Porto Alegre. Se não fosse essas pessoas, teríamos apenas um grande charuto onde hoje é a Usina do Gasômetro.
    Parece que hoje em dia todos querem apaulistar minha cidade, construindo principalmente aqueles prédios altos e feios. OS TEMPOS PODEM TER MUDADO, MAS AINDA É MELHOR NÃO FAZER NADA DO QUE ESTRAGAR O QUE ESTÁ QUIETO.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: