Parceria viabiliza recuperação do Terminal Triângulo

imagem191772

Cobertura vai beneficiar 45 mil pessoas que circulam diariamente no local   Foto: Cristine Rochol/PMPA

A prefeitura de Porto Alegre assinou um Termo de Conversão em Área Pública (TCAP) com o Grupo Zaffari para recuperar as estruturas do Terminal Triângulo, na avenida Assis Brasil, zona Norte da Capital. O local está sem cobertura há quatro anos, devido a um temporal que destelhou a estação. A parceria envolve valor relativo à recompra de área de um novo empreendimento do grupo também na zona Norte.

A partir da assinatura do TCAP, na última sexta-feira, 11, o Zaffari contratará um laudo técnico das estruturas do Terminal Triângulo para avaliar tudo que precisa ser recuperado. Só após a conclusão deste laudo é que haverá a contratação dos serviços de melhorias no local. “A pedido do prefeito Nelson Marchezan Júnior, encontramos um parceiro e uma solução para agilizar o pleno restabelecimento do Terminal Triângulo. Seria muito mais demorado se o poder público fizesse as obras no local”, afirma o prefeito em exercício, Gustavo Paim.

Cerca de 45 mil pessoas circulam diariamente pelo local. A estação é o segundo maior terminal de ônibus de Porto Alegre, ficando atrás apenas do Rui Barbosa, no Centro Histórico. O local recebe uma média de 950 ônibus diários, sendo 41 linhas urbanas e 200 interurbanas.

Entenda o acordo – Segundo a legislação vigente (Decreto nº 18.431 de 22 de outubro de 2013) no município, para a construção de empreendimento de grande porte (terreno maior que 3.000,00m2), a empresa deve doar à prefeitura 20% da área, decorrente do parcelamento do solo, constante no Plano Diretor. Esta doação pode vir em forma de dinheiro ou executar alguma contrapartida, como entrega ou conserto de um equipamento público. Este tipo de contrato é diferente de uma Parceria Público Privada (PPP), por exemplo. A PPP é um contrato administrativo, formalizados após uma minuciosa licitação. No caso das contrapartidas, uma comissão define qual será o investimento para a cidade que a empresa interessada em construir um empreendimento no município precisa fazer.

Prefeitura de Porto Alegre

Mais fotos:



Categorias:onibus, Outros assuntos

Tags:, ,

2 respostas

  1. Finalmente, porque pelamor isso aí é vergonhoso demais. Agora esperamos que sendo uma empresa privada com o nome que tem os caras sejam atenciosos e que o engenheiro responsável seja competente a ponto de fazer um estudo prévio sobre possíveis prováveis alterações na estrutura e também para identificar qual o material ideal para esta cobertura, a fim de que, realmente o novo telhado seja feito com condições deais de resistência às ventanias, que ora vejamos, não são incomuns né. Nada de projetinho barato e às pressas, nada de pôr lá “umas teia”, e sim algo que venha para ser a solução mesmo, tão aguardada e necessária.

    Curtir

    • Mas a obra ser tocada em “parceria privada” é toda essa panaceia mesmo? Vejam a ciclovia da Ipiranga, que é uma coisa relativamente simples, implementada pelo mesmo modelo de parceria privada, e que até hoje não ficou pronta. Pasmem, essa obra iniciou em 2011!

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: