Governador inaugura nesta quarta as obras de duplicação da ERS-118

Foto: Mateus Bruxel

Principal obra rodoviária do Estado, a duplicação da ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre, será entregue nesta quarta-feira (23/12), às 16h.

O governador Eduardo Leite e o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, participam do ato de inauguração, no km 4,2 da rodovia, em Sapucaia do Sul.

Aguardada há mais de duas décadas, a duplicação abrange 21,5 quilômetros entre a BR-116, em Sapucaia do Sul, e a BR-290, em Gravataí. O projeto compreende oito pistas, sete viadutos e dois conjuntos de pontes. Para concluir as obras, o governo contou com financiamento de R$ 131 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O quê: inauguração oficial da duplicação da ERS-118
Quando: nesta quarta-feira (23/12), às 16h
Local: km 4,2 da rodovia, no lado esquerdo no sentido Sapucaia/Gravataí, na esquina com a rua Júlio de Castilhos

Portal Governo do Estado do RS



Categorias:RS-118

Tags:, , ,

10 respostas

  1. Meu pensamento é diferente.
    Eu faria a duplicação da 118 da free way até Viamão na Salgado Filho (040) e dali faria uma rodovia até o parque Itapuã, (desviando do parque) perto da Lagoa Negra, e lá faria a ponte do Guaíba ao invés da que foi construída próxima a Arena.
    Motivo: Barra do Ribeiro iria ser ligada a zona sul de Porto Alegre por essa ponte e toda a produção do Porto de Rio Grande passaria por ali evitando que chegasse na parte norte de Porto Alegre.
    Com isso, o fluxo de veículo vindo de Rio Grande pela 116 pegaria um atalho em Barra do Ribeiro, entraria na zona sul de Porto Alegre, chegaria até Viamão e de Viamão através da Rodovia do parque chegaria na free way dando continuidade a viagem para fora do estado, (e vice versa) mercadorias vindas de fora do estado passaria por esse circuito e iria para o sul do estado evitando o fluxo próximo a Arena…

    Vantagens:
    Porto Alegre teria uma válvula de escape na Zona sul, imagina o quanto iria desenvolver nessa região com a construção de residências, comércio e industria, visto que hoje em dia POA só tem saída no lado norte pela castelo Branco ou pelo leste em direção ao litoral, pelo lado oeste não tem por causa do rio e na zona sul porque não tem escoamento …

    POA daria um salto gigantesco economicamente, eu fiz até um levantamento em KM e quanto seria necessário para construir uma ponte e advinha, 4,6 km, o mesmo usado na nova ponte do Guaiba perto da Arena…

    POderiamos ter uma zona ecológica e urbana na zona sul vivendo em harmonia e o desenvolvimento da cidade…

    Mas enfim , eu posto aqui nesse site há anos sobre a roda gigante estilo Londres que poderia ser construida na orla do Guaíba para atrair turista e nada, ao contrário foi construuida em Camboriu,

    Pode ser que mais esse sonho meu um dia seja visto por alguém e saia do papel,

    Curtir

    • Exato, tenho o mesmo pensamento. Com a ausência dessa infraestrutura, estamos perdendo o potencial de Barra do Ribeiro, da Zona Sul e da região de Alvorada no entorno da 118, que possui alto potencial logístico. Isso também desenvolveria Guaíba, visto que estaria mais próxima à Porto Alegre.
      Quem sabe futuramente, com o possível esgotamento da região Norte, o desenvolvimento do Sul ganhe destaque.

      Curtir

    • Estado está quebrado e você acha que vão investir numa nova estrada? Mal tiveram dinheiro para concluir essa duplicação de poucos quilometros. Além disso, quanto mais ao sul de Poa, mais comprida teria de ser a ponte para atravessar o Guaíba. Uma ponte na altura de Barra do Ribeiro teria dez quilômetros de extensão, seria a maior do país. Não faz sentido essa sua ideia.

      Curtir

      • Essa é uma ideia para o futuro. Há outras questões de maior urgência que precisam ser resolvidas. Em algumas décadas provavelmente se torne viável. Um exemplo é a ponte nova que está sendo construída e que há 50 anos seria inviável

        Curtir

      • Olá,
        A extensão da ponte seria de 4,6km,
        sobre dinheiro, empresa gigantes como grupo zaffari, gerdau, etc poderiam investir no local em troca de favores ao município.

        Como envolve escoamento do Porto de Rio Grande, o asfaltamento da 116 até viamão passando pela zona sul seria do governo federal, mas com parcerias com governo estadual,

        como disse, ao invés de investir na ponte nova próxima a Arena, eu investiria na zona sul de Porto Alegre, para desenvolver tudo por lá,

        mas como agora a ponte nova foi construída próxima a Arena, somente com incentivos de várias empresas e parceiras fortes num futuro próximo para desenvolver a zona sul

        Curtir

  2. Como diz o texto, praticamente toda ela já com 8 pistas (4 laterais)
    Li que no próximo ano todo este trecho será iluminado

    Curtir

  3. Como diz o texto, praticamente toda ela já com 8 pistas (4 laterais)
    Li que no próximo ano todo este trecho será iluminado

    Curtir

  4. F I N A L M E N T E ! ! ! Demoraram tanto para concluir a duplicação que já tem que iniciar o processo para duplicar para 4 pistas por faixa…

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: