Trânsito parado na rotatória da Protásio com Manoel Elias

Aumento no número de veículos complicou o tráfego na zona Norte Crédito: VINíCIUS RORATTO

Com o crescimento da Capital nas zonas Norte e Leste, aumentou o fluxo de veículos nessas regiões, mas as opções de deslocamento não mudaram. Um dos problemas é observado entre as avenidas Protásio Alves e Manoel Elias.

Pela manhã, o transtorno ocorre no sentido Viamão-Porto Alegre. O motorista que está na Protásio Alves e quer dobrar à esquerda para acessar a Manoel Elias acaba bloqueando o trânsito pela falta de espaço na rotatória. Com isso, quem pretende seguir para Viamão não tem passagem para continuar o deslocamento e acaba trancando a faixa da direita. O engarrafamento começa às 7h30min e, geralmente, vai até as 9h. No final da tarde, o problema acontece no outro sentido (Porto Alegre-Viamão). “Ando sempre de carro e a lentidão vai até a Antônio de Carvalho, quando não chega na Saturnino de Brito”, relatou o comerciante Nelson Dias, que trabalha nas proximidades há dois anos.

Daniel Pasqualotto, proprietário de uma mecânica na Protásio Alves, relatou que os clientes já se adaptaram aos problemas da região. “Eles costumam deixar os carros fora do horário de pico, mas não escapam do congestionamento, quando o automóvel fica pronto no final da tarde. Muitas vezes, preciso ficar esperando eles chegarem”, afirmou Pasqualotto. Ele apontou ainda outro impasse. “Os motoristas parecem que estão em guerra, não querem dar espaço e essa falta de educação agrava o congestionamento”, acrescentou.

Correio do Povo



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

2 respostas

  1. Eu não sugiro nada, Felipe. Cada um que se vire por si. Esta é uma cidade que não merece ser ajudada.
    Deixo apenas uma observação; ninguém se espante com o trânsito da cidade. Tá todo mundo sabendo que em questão de dois ou três anos, a cidade vai travar de vez. Portanto…salve-se quem puder. Boa sorte a nós todos, pois vamos precisar cada vez mais dela daqui em diante..além de oceânicas doses de paciência.

    Curtir

  2. Pra variar, a mídia chama de rotatória uma coisa que não é. Rotatória, por definição, não possui sinaleira. Esse cruzamento tem uma sinaleira e algumas placas de pare. Ele não funciona direito por estar muito mal desenhado.

    Antes que venha o Augusto sugerir um viaduto para esse local, digo que é um local interessante para implementar algo parecido como uma Continuos-Flow Intersection[1]. Isso requer apenas uma remodelagem dos canteiros e instalação de algumas sinaleiras adicionais, e permite todos os movimentos de conversão à esquerda com apenas dois tempos de sinaleira. Veja o meu modelo tosco em [2]

    [1] http://en.wikipedia.org/wiki/Continuous-flow_intersection
    [2] http://dl.dropbox.com/u/5946888/manoel_elias.png

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: