Porto Alegre não tem política para o mobiliário urbano

Foto: Felipe Mobus - As atuais paradas estão assim.

Há tempos Porto Alegre abandonou qualquer política em relação ao mobiliário urbano, Alguns anos atrás, houve uma tentativa de qualificar o espaço público através de licitação que previa um conjunto de paradas de ônibus padrão, inclusive com um pequeno banco e espaço para publicidade, como contrapartida ao empreendedor. Podia não ser o modelo mais bonito, mas tinha a grande vantagem de manter a parada iluminada à noite, justamente devido ao espaço publicitário que tinha luz. Havia sombra em dias de sol, abrigo para a chuva e vento.

Hoje em dia as paradas estão abandonadas. Há quem ainda tenha humor para fazer a crítica, como um grupo de cidadãos que transformou um ponto de ônibus em galinheiro, em plena avenida Goethe.

Quando cobrado sobre o assunto, o Poder Público se omite, deixando sem resposta ou perspectiva aqueles que sofrem diariamente, esperando no sol ou na chuva, em pé, por ônibus que não costumam cumprir seus horários.

As novas bancas de jornal que estão sendo colocadas na cidade são fruto de legislação oriunda da Câmara Municipal. O projeto prevê pintura anti-pichação e limpeza realizada mensalmente, além de iluminação por publicidade. Mas, nem todas as bancas foram renovadas, ainda restam muitas das amarelinhas antigas.

É preciso ousar no mobiliário urbano. Criar totens onde a prefeitura disponibilize informações culturais, turísticas e de cidadania; paradas de ônibus iluminadas esteticamente, proporcionando conforto ao cidadão que aguarda; banheiros públicos adequados; telefones públicos instalados de forma ordenada, nos locais necessários, mas sem atrapalhar a circulação, principalmente respeitando deficientes físicos e visuais. Tudo isso pode ser feito através de parceria com a iniciatva privada, que terá na publicidade o retorno de seu investimento. Muitos outros equipamentos poderiam ser pagos com publicidade, como briquedos e praças de esportes, manutenção de espaços de lazer, preservação de espaços públicos.

Trecho do livro de Adeli Sell – Porto Alegre – A Modernidade Suspensa, páginas 55 a 57.

____________________________________________

O livro pode ser solicitado ao Vereador, pelo seu e-mail: adelisell@camarapoa.rs.gov.br

PROTESTO: galinheiro aparece em parada de ônibus em Porto Alegre

Novas Estações de Ônibus

Prefeitura suspende licenciamento de diversas atividades até o reestudo do mobiliário urbano



Categorias:Mobiliário Urbano

Tags:, ,

15 respostas

  1. Não tem nada a ver meu comentario mas não posso deixar de repassar a noticia: a advogada gaucha Ana Laura Lino esposa do prefeito de Londrina no Paraná é envolvida num escandalo de desvio de dinheiro na area da Saúde na cidade onde estão 2 OSCIPS e segundo dizem os noticiarios a batuta da primeira dama é que dava o ton da musica.

    Curtir

  2. Tem alguns mobiliários que chegam a ser ridiculos, há uma parada de ônibus na Av. Cristovão Colombo, onde o mobiliário ocupa toda a área de calçada, mais especificamente, a parada de ônibus.

    A acessibilidade inexiste em porto alegre, infelizmente…

    Curtir

  3. http://www.nyc.com/image/users/blogs/343521.jpg quero uma parada luxuosa assim

    Curtir

  4. Todo o aparto urbano de Porto Alegre é ruim e ultrapassado. As braçadeiras que seguram canos, placas e demais acessórios nos postes alem de feia é perigosa, observem aqueles parafusos salientes nelas, e como as pessoas podem machucar um braço, ou uma criança machucar a cabeça nas tais braçadeiras, o mesmo acontece com aquelas caixinhas onde fica o botão para ativar a sinaleira de pedestre, o design é sofrível cheio de quinas, na verdade não tem design nenhum, sem contar a poluição de visual e de equipamentos diferentes nas calçadas: bancas de revista, orelhões (design ultrapassado)lixeiras, postes com as tais braçadeiras, postes de sinalização, grades de proteção etc… não existe um critério de uso nem padronização nos equipamentos de uso urbano em Porto Alegre. Pobre cidade… são muitas más administrações seguidas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: