Câmeras vão cobrir eixos de deslocamento para a Copa

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) projeta rede completa de câmeras até setembro para cobrir os eixos de circulação da zona norte até o Beira-Rio, entre outras prioridades para a Copa de 2014. Atualmente, a Empresa trabalha com 114 câmeras com imagens na Central de Controle de Monitoramento para o controle da circulação do trânsito e do transporte da Capital, somando-se os equipamentos próprios e os compartilhados com a Brigada Militar (BM) e Guarda Municipal (GM). A previsão da EPTC é de mais 26 equipamentos até setembro.

O eixo que vai do aeroporto até o estádio Beira-Rio, local definido para os jogos, já está praticamente coberto pelos equipamentos, possibilitando o acompanhamento integral dos deslocamentos, seguindo pela avenidas Farrapos ou Castelo Branco, Mauá, João Goulart e Edvaldo Pereira Paiva. O próximo lote de câmeras está previsto para a cobertura de deslocamento para o Beira-Rio pelo eixo da 3ª Perimetral, vias da zona sul, até o Beira-Rio.

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, define a Central de Controle e Monitoramento da Mobilidade como modelo para a Copa do Mundo. “Até setembro, serão 87 câmeras somente da EPTC, mais as compartilhadas com a Brigada e Guarda Municipal, com possibilidades também de utilização futura de equipamentos da Polícia Rodoviária Federal. Além da cobertura dos eixos de deslocamento para o estádio, vamos priorizar áreas de pontos de atração para os turistas, como o Largo Glênio Peres, rodoviária e hotéis, entre outros.”

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, ,

6 respostas

  1. Excelente! Trata-se da única maneira que a EPTC tem para ver o trânsito na cidade, visto que seus gestores possivelmente não andam pelas ruas: se o fizessem, já teriam tomado providências quanto aos inúmeros gargalos – pista única, causada por estacionamentos em ambos os lados das vias – que atrasam a vida de todos. O problema é que faltarão câmeras…

    Curtir

  2. Câmeras não servem para nada… segurança é policial na rua, o resto é só enrolação. Diminuiu a criminalidade no centro com as câmeras?

    Curtir

    • Também não é pra tanto… As câmeras têm bastante utilidade na segurança pública, no sentido em que podem ser utilizadas para obtenção de um vídeo do crime cometido na área de filmagem. É só saber a data e a hora do crime pra procurar o arquivo no banco de dados. Assumindo, é claro, que as câmeras estivessem ligadas.
      Mas concordo inteiramente com o policial na rua. Afinal, a presença do policial PREVINE o crime, ou pelo menos o interrompe.

      Curtir

      • Há mais ou menos um mês saiu uma notícia na Zero Hora que 2/3 dos BOs de Porto Alegre não são nem investigados. Dos crimes investigados, quantos são solucionados?

        Buscar em banco de dados, estar com imagem nítida, investigar, sair nas ruas e perguntar… Só nos filmes da TV

        Curtir

        • Fora o ladrão que foi flagrado pelo Diário Gaúcho roubando uma velha no Centro e foi liberado no dia seguinte por diversos motivos ridículos. A culpa não é da polícia, e sim da legislação “cidadã”. E o ladrão já tinha 20 passagens pela polícia.

          Curtir

  3. Mas uma câmera que era bastante útil nas esquinas da avenida Padre Cacique com a rua Monroe, foi retirada, e a única próxima ao estádio fica na Padre Cacique próxima à Miguel Couto, ou seja, ainda longe do estádio.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: