Juiz vai inspecionar obras do Beira-Rio na quarta-feira

Magistrado deve definir se aceita ou não pedido de interdição do estádio do Inter nesta semana

Justiça determina inspeção em obras do Beira-Rio Crédito: Cristiano Estrela / CP Memória

O juiz João Ricardo dos Santos Costa irá inspecionar as obras de reforma do Beira-Rio na próxima quarta-feira, a partir das 14h30min. O magistrado deverá ser acompanhado ao local por um perito do Tribunal de Justiça do Estado para formular um laudo que aceitará ou não o pedido de interdição do estádio do Inter, feito pelo Ministério Público (MP). De acordo com a assessoria de imprensa do TJ, o documento pode ficar pronto até a próxima sexta.

O MP ajuizou ação civil pública alegando que as edificações não possuem alvará de Prevenção e Proteção contra Incêndios. Conforme a Promotoria de Justiça de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística de Porto Alegre, falta segurança ao público em virtude das obras no estádio para a Copa do Mundo de 2014.

Como defesa, o Inter apresentou alguns ajustes que foram solicitados pelo MP, além de relatórios do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar. O presidente Giovanni Luigi ressaltou em entrevista à Rádio Guaíba no início do mês que “em dias de jogos a construtora não trabalha”. “Pela manhã, existe um pessoal que faz uma limpeza geral pelo pátio todo do Beira-Rio, com a fiscalização de engenheiros do Inter para manter o estádio nas melhores condições”, afirmou.

Na semana passada, a arquiteta e membro da Comissão de Obras do estádio Beira-Rio Diana Raquel Oliveira afirmou que o clube só deverá jogar longe dos seus domínios na segunda metade de 2013, quando será realizada a troca do gramado.

Correio do Povo



Categorias:COPA 2014, Reforma do Estádio Beira-Rio

Tags:, ,

3 respostas

  1. Relatório de consultoria pode complicar situação do Estádio Beira-Rio.

    Nesta quarta, Justiça fará vistoria na sede colorada.

    Decisão sobre interdição sai até sexta-feira.

    Relatório de consultoria pode complicar situação do Estádio Beira-Rio.Por Omar Freitas.

    Beira-Rio está sendo reformado para receber jogos da Copa do Mundo de 2014.germano@zerohora.com.br

    Documentos que complicam a vida do Inter ajudarão a embasar uma vistoria da Justiça na tarde desta quarta-feira no Beira-Rio. Produzido em abril, o relatório de uma consultoria — contratada pelo próprio clube para averiguar as condições do estádio —apontou um nível de risco “crítico” no sistema elétrico.

    Após a inspeção no estádio, marcada para as 14h30min, o juiz João Ricardo dos Santos Costa vai avaliar se a casa colorada será interditada para jogos. A decisão deve sair até sexta-feira.

    Em um laudo da Consultoria Suarez Saldanha — anexado à ação do Ministério Público que pede a interdição do estádio —, a empresa observa um “grau de risco crítico, com impacto irrecuperável” na estrutura elétrica (confira ao lado). Datado de 23 de abril, o documento de 24 páginas ressalta que “este grau de criticidade é atribuído levando-se em consideração o risco à segurança do usuário”.

    A empresa menciona equipamentos sem proteção, condições precárias de manutenção, deficiência de iluminação e instalações elétricas em áreas inadequadas. O mesmo relatório indica um “grau de risco regular” na estrutura de concreto do estádio, com deteriorações, infiltrações de água e processo inicial de corrosão.

    — Qualquer decisão judicial é baseada em provas e documentos que instruem o processo. Mas o Inter garante estar cumprindo todas as regras de segurança — pondera o juiz Costa.

    Anexado à ação do MP, também está um laudo do 1º Comando Regional de Bombeiros, datado de 26 de abril deste ano. No relatório, está expressa a ausência de alvará contra incêndio, a falta de hidrantes e mangueiras e a inexistência de corrimãos em escadas, entre outros pontos. Segundo o promotor Norberto Avena, que pede a interdição imediata do estádio, os problemas são anteriores à reforma.

    — As obras só agravam o risco. Sinceramente, vejo esta situação como tragédia anunciada — afirma Avena.

    Alexandre Mussoi
    Vice de serviços especializados do Inter

    “O clube sempre obteve autorização dos bombeiros e da Brigada a cada jogo. Recebemos algumas recomendações, e estamos trabalhando para realizar as partidas da forma mais segura possível. O Inter acaba de formar sua própria brigada de incêndio. E, para suprir a falta de hidrante, temos contratado um conjunto de extintores de grande capacidade.”

    Trechos dos laudos

    Classificação, descrição e localização das anomalias
    Falhas de manutenção da estrutura do concreto armado. (…) Evidências de infiltrações de água através das juntas de dilatação das rampas externas de acesso à arquibancada superior.

    Classificação quanto ao risco
    É classificado como grau de risco crítico, com impacto irrecuperável relativamente a diversos componentes do sistema elétrico, com o comprometimento do desempenho e funcionalidade destas partes.

    Tem alvará de funcionamento do Corpo de Bombeiros?

    Não. O Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndio deu entrada no Corpo de Bombeiros, porém será modificado devido a obras no Estádio para a Copa do Mundo 2014.

    Fontes: laudos da Consultoria Suarez Saldanha e do 1º Comando Regional de Bombeiros

    Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/inter/noticia/2012/06/relatorio-de-consultoria-pode-complicar-situacao-do-estadio-beira-rio-3796223.html

    Vejam o que o laudo solicitado pelo próprio S.C. Internacional em abril deste ano contém, as palavras “Sinceramente, vejo esta situação como tragédia anunciada — afirma Avena”, vem de uma pessoa responsável, e só agora vem à publico pela imprensa!

    Que tipo de pessoas dirigem este clube?

    Não estão à altura da grandeza do mesmo.

    Isto mostra a irresponsabilidade, inconsegüência, uma atitude de total descaso para com a integridade física para com a sua própria imensa torcida.

    Bah o que o poder faz com as pessoas!

    Deixarem no risco milhares de vidas, só por não querer dar ouvidos à razão e praticarem
    este ato criminoso que demonstra, eles não estão nem aí para com a própria torcida colorada, ela não vale nada para os os dirigentes de seu clube do coração!

    Tirem estes caras, eles não merecem o respeito de vocês e coloquem que respeitem-nos, é para o vosso próprio bem, atitude revoltante, totalmente abominável, sem desculpa que possam dar, está escrito no laudo que solicitaram à empresa perita que eles mesmos contrataram, não acataram o aviso, omitiram durante todo este tempo, por
    quê? Vaidade, arrogância e orgulho, e interesse financeiro, se vazasse, com0 obter dinheiro público de graça?

    Estes indivíduos, deixo para todos darem seus adjetivos, revoltante é pouco, eu sabia que tinha coisa, mas isto foi além da sanidade, foi interesse finaceiro acima do valor de vidas humanas, em qualquer lugar decente teriam que dar contas à justiça, mas como no Brasil o crime compensa, não dará em nada. Coisa nojenta, e ficam desviando o assunto em reportagens nas obras do estádio do adversário, coisa de crápulas!

    Não deram valor à integridade físca e às vidas, deviam ser processados por isto!

    Curtir

  2. Depende duma coisa para LEI definir.

    Se o tal juiz foi neutro, tudo bem, mas se for colorado ou gremista, a briga está feita.

    Deveriam mandar um de fora do RS que está longe do clubismo local, a lógica era que a direção colorada fosse realista, mas como são arrogantes, agora vão se ver com a justiça.

    Bem que poderiam não pagar um mico destes, mas acho que tudo fica como antes, deve ser um juiz da área e vermelho para só dar uma satisfação, mas se algo acontecer de ruim depois, ele estará encrencado, e feio!

    Curtir

  3. Agora, como que para justificar essa atuação do MP nas obras de reforma do Beira-rio, estão investigando as contrapartidas da Arena do Grêmio. O RS é uma piada!
    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/gremio/noticia/2012/06/ministerio-publico-quer-novos-calculos-sobre-valores-da-arena-do-gremio-3795097.html

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: