Prefeitura e escola avaliam obras na área da Imperadores do Samba

Prefeitura vai buscar medidas para a liberação da área e construção da nova quadra Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Uma reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 16, na Prefeitura de Porto Alegre tratou das adequações pelas quais passará a área onde está localizada a escola Imperadores do Samba, que permitirão a duplicação da avenida Edvaldo Pereira Paiva. Participaram da reunião o prefeito José Fortunati, o presidente da escola, Luiz Carlos Amorim Borges, e o vice-presidente da Associação das Entidades Carnavalescas, Érico Leoti, além dos secretários municipais de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Urbano Schmitt, de Coordenação Política e Governança Local, Cezar Busatto, e da Cultura, Sergius Gonzaga.

Na reunião, a prefeitura se comprometeu a buscar todas as medidas necessárias para que em dezembro seja possível liberar a área destinada às obras da avenida Edvaldo Pereira Paiva, mais conhecida como Beira Rio. Além disso, até o final de fevereiro de 2013 deve estar pronta a nova quadra da escola, numa parceria que envolve a entidade, prefeitura e Sport Club Internacional.

Na última sexta-feira, o secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Urbano Schmitt, e a coordenadora do Gabinete de Articulação Institucional, Ana Pellini, haviam recebido a diretoria da Imperadores do Samba para conversar sobre as obras que estão sendo realizadas na avenida Beira Rio e a possibilidade de a prefeitura melhorar o espaço onde a instituição está instalada. Na ocasião, foi repassado ao secretário o calendário de shows culturais realizados durante todo ano na Imperadores com objetivo de facilitar o cronograma da obra e não atrapalhar os eventos na quadra da entidade.

Segundo o prefeito José Fortunati, a prefeitura está trabalhando em parceria com a Imperadores, com diálogo permanente para que as obras da Copa tragam benefícios para todos nos próximos anos. “A Imperadores tem sido parceira para a duplicação da Beira Rio e para a construção do viaduto Pinheiro Borda, que vão melhorar muito a região”, disse o prefeito. O presidente da Escola, Luiz Carlos Amorim Borges, destacou a preocupação com os prazos e se disse confiante de que o assunto será bem encaminhado conjuntamente.

Conforme o secretário Urbano Schmitt, as obras para a Copa de 2014 que estão sendo executadas na avenida Edvaldo Pereira Paiva, a construção do viaduto Pinheiro Borda e o novo estádio Beira-Rio vão mudar o cartão postal da região. “Estamos avaliando com a diretoria da Imperadores do Samba e os técnicos da prefeitura qual a melhor solução para resolver a questão sobre a obra que está sendo executada na área e vai atingir parte do local. Já estamos em negociações e ficará bom para todos”, registrou Urbano.

Duplicação avenida Beira Rio

  • Extensão: 5,8 quilômetros (Gasômetro até o Viaduto da Pinheiro Borda)
  • Ciclovia
  • Estacionamento junto ao trecho 4
  • Ponte sobre o Arroio Dilúvio
  • Implantação de viaduto

 

Etapas do Projeto

  • Trecho 1 – Ipiranga até a Beira Rio;
  • Trecho 2 – Ipiranga até a Rótula das Cuias;
  • Trecho 3 – Velódromo até o Viaduto da Pinheiro Borda;
  • Trecho 4 – Rótula das Cuias até o Gasômetro;
  • Ponte sobre o Arroio Dilúvio;
  • Viaduto com estrutura estaiada junto ao cruzamento a Pinheiro Borda com a avenida Padre Cacique.

Custo da Obra

  • R$ 78,2 milhões – Financiamento da Caixa Econômica Federal
  • R$ 7,5 milhões – Emendas Parlamentares
  • R$ 8,3 – Contrapartida da Prefeitura de Porto Alegre
  • Total: R$ 94 milhões

Prefeitura de Porto Alegre

______________________________

Pra visualizar a área:

Tomara que essa área seja liberada logo. Devem arrumar um lugar mais adequado para a escola de samba.



Categorias:COPA 2014, Duplicação de avenidas

Tags:, ,

54 respostas

  1. Eu detesto essa cultura européia que a classe média empurra ao povo do RS que torna a gente o povo mais preconceituoso do Brasil. O carnaval sempre foi e ainda é a maior festa do RS, muito mais representativa que essas bagacerice gaudéria, só não vê isso quem fica isolado em seu mundinho da Anita Garibaldi protestando contra viaduto.

    Curtir

  2. Se a situação melhorar para a Escola, não vejo por que não mudar. Agora, privilegiar a construção de vias e mais vias em detrimento do patrimônio cultural e social da cidade é brabo. Enquanto isso ali do lado o SCInternacional ri com as suas áreas privatizadas à beira da orla. Aliás, por que não constroem a nova quadra na área do Inter?

    Curtir

    • Passe por ali em dia de festa na Imperadores e vais ver os carros dos frequentadores destruindo o gramado dos canteiros, que eles usam de estacionamento. Eles não podem se queixar da abertura de novas avenidas por que vão usar.

      Curtir

    • Não constroem na quadra do inter por que não tem quadra do inter naquela altura da beira rio. E a parte de “praia” ali já é muito estreita.

      Curtir

  3. Ao meu ver esta discussão foi para um lado que não deveria ter ido. Independente de culturas a cidade precisa desapropriar esta área para uma obra de grande importância para toda a cidade, para todos da cidade. Ou os sambistas não tem carro? Não usam as vias da cidade? O prefeito atual é um viceprefeito que assumiu no lugar do prefeito eleito que se licenciou. Ele tem toda a legitimidade de um governo eleito para fazer uma obra destas sem consultar ninguém. Ele governa pra cidade e não para um determinado grupo. A única discussão possível no meu entender é pra onde vai a escola de samba. Mas que terá que sair dali, terá. Ponto final.

    Curtir

  4. Quero deixar claro que não sou carnavalesco:Só que resumindo o meu comentario,pessoas com pouco poder economico,não tem direito a morar proximo do centro da cidade,não tem direito a saúde(hospitais),não tem direito a educação(colegios de qualidade) e morar proximo do trabalho ou ter segurança,você tem que morar longe,escondido(em vila ou favela).no meu modo de ver,é exatamente o querem fazer com o carnaval,tirar a maioria(o povo)de um ponto de qualidade da cidade para agradar a menoria que tem o poder economico.Eles(menoria)vão jogar o carnaval,e quem gosta dele,para o fundo da cidade,daqui 20,30 anos,quando o desenvolvimendo chegar para essas regiões(fundão) eles vão começar a comprar na região(fazer os seus condominios)a duplicar as avenidas,e falar que aquelas pessoas e suas culturas estão atrapalhando!!!você pode não gostar…más tem que respeitar,opiniões contraria e culturas diferentes.

    Curtir

  5. http://ong.portoweb.com.br/carnavalpoa/default.php?p_secao=14&PHPSESSID=7e682c4be6d8f233298b28f4f0cf37f5

    pra quem acha que carnaval não é coisa de gaúcho, ou portoalegrense, leia a parte sobe a muamba. abraços, crianças.

    Curtir

  6. A falta de respeito e o preconceito contido nesses posts anteriores são primitivos!!!
    Samba é cultura NACIONAL, quem não goste que respeite, assim como eu faço com outros gêneros e manifestações culturais que eu não curto, senão, vá vc pra bem longe, de preferência para outro país! Outro detalhe, o Samba não é carioca, é BRASILEIRO, tanto q nasceu na Bahia há muito mais que 100 anos!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: