Aprovação de EVUs faz avançar projetos da orla do Guaíba (atualizado)

 

Obras de revitalização da Fase I estão com 60% dos trabalhos concluídos   Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Obras de revitalização da Fase I estão com 60% dos trabalhos concluídos   Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Foram aprovados, nesta semana, os Estudos de Viabilidade Urbanística (EVUs) das intervenções no Cais Mauá e no Parque do Pontal – uma contrapartida em forma de parque público ao investimento privado na área do antigo Estaleiro Só. Com essa aprovação, chegou-se à etapa semifinal, da liberação da Licença Prévia (LP), para o início dos restauros e da revitalização nos dois espaços.

Essas duas iniciativas se somam a outros dois projetos públicos e um privado para dar uma nova forma à parte central da orla do Guaíba. A fase I da orla, ora em execução e com 60% dos trabalhos já concluídos, vai qualificar e estruturar completamente o trecho que vai da Usina do Gasômetro – que também está passando por recuperação e requalificação – até a Rótula das Cuias, incluindo a total remodelação da Praça Júlio Mesquita, antiga Ponta da Cadeia, já em fase final de execução.

Um segundo trecho, que inicia na margem Sul do Arroio Dilúvio e vai até as proximidades do Parque Gigante, constitui a chamada Fase III da Orla, que terá quadras esportivas e uma nova pista de skate, maior do que a existente no Parque Marinha do Brasil, entre outras benfeitorias. Esta fase conta com projeto executivo e recursos aprovados pela CAF (Corporação Andina de Fomento) para o início de sua execução já em 2017.

Entre este trecho e o Parque do Pontal, haverá ainda dois empreendimentos privados de responsabilidade do Sport Club Internacional e parceiros, que ampliarão a área construída do chamado Parque Gigante, além de um prédio comercial ao sul do edifício-garagem hoje existente na área do Beira-Rio. “São intervenções importantes, que transformarão completamente um dos espaços urbanos mais emblemáticos da cidade, cuja requalificação se iniciou com a duplicação da avenida Edvaldo Pereira Paiva e a construção do viaduto Abdias do Nascimento”, afirma o prefeito José Fortunati.

As intervenções no cais e na orla do Guaíba seguem uma tendência mundial de qualificação de espaços públicos degradados, especialmente em áreas portuárias, que conta com exemplos como Puerto Madero, em Buenos Aires; Southstreet Seaport, em Nova York; e Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, que se transformou em uma nova referência turística da capital fluminense.

As próximas etapas dos projetos Cais Mauá e Pontal do Estaleiro

1º – Aprovação do projeto pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano
2º – Homologação pelo prefeito
3º – Apresentação dos Projetos de Restauro (Cais Mauá) e Arquitetônico (Pontal)

Cais Mauá

O projeto do Cais Mauá será executado por uma empresa privada, selecionada por edital, cuja destinação foi objeto de lei estadual, devidamente aprovada na AL. A área é de responsabilidade do Estado (SPH – Superintendência de Portos e Hidrovias).  O papel da Prefeitura no processo é o de providenciar os estudos de impacto ambiental, EVU, patrimônio histórico e aprovação de projetos, bem como, no futuro, administrar o aluguel dos espaços dos armazéns. O Cais contará com áreas de lazer, lojas, praças, espaço de convivência. Está prevista ainda a construção de um shopping e um hotel no setor mais próximo à rodoviária.

Orla Fase I/Gasômetro/Praça Júlio Mesquita

A Fase I da Orla é aquela mais destinada ao lazer das famílias, ao convívio e ao turismo. Ela vai contar com deques de observação voltados para o Guaíba, bares e áreas de convivência, além do restaurante instalado sobre as águas do lago, o Quase Meia-Noite. O projeto inclui, ainda, a remodelação da Praça Júlio Mesquita, antiga Ponta da Cadeia, sob os trilhos do aeromóvel, e a reforma e qualificação da Usina do Gasômetro, tradicional espaço cultural de Porto Alegre.

Orla Fase III

A chamada Fase III da Orla é voltada ao lazer e à prática esportiva, já que contará com praças e quadras de vôlei, futebol e outros esportes, além de uma das maiores pistas de skate públicas do país. A ideia é possibilitar aos porto-alegrenses, que naturalmente já frequentam a área do Parque Marinha do Brasil nos finais de semana, uma nova alternativa de lazer, convivência ao ar livre e prática de esportes, dentro da filosofia de uma cidade voltada para as pessoas.

Parque do Pontal

O Parque do Pontal é uma contrapartida pública a um investimento comercial privado na área onde ficava o antigo Estaleiro Só. Depois do plebiscito realizado em 2009, ficou definido que o empreendimento terá apenas salas comerciais, mas a sua construção representará para a cidade a criação de uma nova área de lazer. Será um parque público que ficará debruçado sobre as águas do Lago Guaíba, no espaço que vai da área em frente à Fundação Iberê Camargo até a estação do Catamarã, de fronte ao Barra Shopping Sul.

 

Porto Alegre, RS - 22/09/2016 Maquete virtual da revitalização da Orla do Guaíba - Parque do Pontal Foto: Divulgação/PMPA

Porto Alegre, RS – 22/09/2016
Maquete virtual da revitalização da Orla do Guaíba – Parque do Pontal
Foto: Divulgação/PMPA

Prefeitura de Porto Alegre

____________________

Outros renders:

orla02

orla03



Categorias:ORLA, Pontal do Estaleiro, Projeto de Revitalização da Orla, Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , , , ,

1 resposta

  1. Isto é ótimo. A matéria aborda bem o tema, mas tanto aqui como em outros lugares que li a respeito acho estranho citarem as tais fase I e III, pergunta-se então e a II? Bem pouco racional e sei lá meio sem transparência né.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: