De olho em demitidos da estatal Ceitec, inglesa EnSilica abre filial no RS

Empresa inglesa aproveita mão de obra especializada no Brasil para desenvolver semicondutores que atendam à sua base global de clientes

A multinacional inglesa EnSilica, que atua no segmento de semicondutores, anunciou a abertura de uma filial em Porto Alegre (RS). A ação foi montada com base em um time de funcionários experientes, liderado por Julio Leão – ex-funcionário da estatal Ceitec, que enfrenta um processo de liquidação atualmente.

Diferentemente da Ceitec, a EnSilica não produz seus próprios semicondutores – o grupo atua no projeto, validação e venda dos produtos, com fabricação terceirizada. Seu foco é em projetos de circuitos integrados para a indústria automotiva e para as áreas de saúde e consumo.

De acordo com Leão, o mercado de semicondutores carece de profissionais capacitados – o que não deve ser um problema na região devido ao corte de diversos funcionários da Ceitec. Hoje, a empresa conta com 160 colaboradores, mas de acordo com os planos do governo, apenas 48 devem ficar após a conclusão do processo de desestatização.

Em vez de procurar oportunidades em outros países, Julio e outros ex-Ceitec montaram um projeto e procuraram por players interessados em investir na mão de obra brasileira aqui mesmo – o que acabou chamando a atenção da EnSilica.

“Dada a crescente demanda global por novos projetos de semicondutores, a experiência do Julio e da equipe adquirida juntos na última década é um ativo realmente valioso para a EnSilica”, disse Ian Lankshear, CEO da empresa inglesa, ao Correio do Povo.

Filial da EnSilica começa a operar em julho

Com a chegada da EnSilica ao RS – que tem início das operações previsto para julho, em formato remoto, devido à pandemia –, a perspectiva é que as contratações aumentem significativamente. O centro de projetos deve ser inaugurado em outubro deste ano.

A companhia já tem 120 funcionários em seus escritórios de Oxford e em centros de projetos localizados no Reino Unido e na Índia; e também planeja estreitar laços com universidades locais, para oferecer estágios e desenvolver projetos em conjunto com alunos de mestrado e doutorado em microeletrônica.

Tecnoblog



Categorias:Ciência e Tecnologia, Economia da cidade, Economia Estadual

Tags:, , ,

25 respostas

  1. Os caras realmente acham que o Brasil vai chegar á algum lugar vendendo sojá e carne…Pensamento de país de terceiro mundo

    Curtir

  2. Fico feliz pelos profissionais que conseguirão se recolocar no mercado. Não são muitos, mas cada um deve representar uma família e, mesmo que fosse um único, já seria de se comemorar.
    Ademais, vão ganhar melhor pois funcionário do setor privado ganha melhor que funcionário público, conforme o próprio editor do .Blog relata. heheheh.

    Curtir

    • Pra que a risadinha no final? Não tirei da minha cabeça isso. Esse tipo de comportamento teu estraga tudo que comentou de positivo. Pra que esse deboche?

      Curtir

      • Pessoal segue confundindo Funcionário Público com Político

        Curtido por 1 pessoa

        • Exatamente. Pessoal adora se desfazer dos servidores públicos. Quem presta o trabalho com idoneidade, sem ganhar propina é sempre o servidor. Óbvio que tem exceções, como qualquer outra área e qualquer outra profissão. Todos vcs aqui já precisaram de um servidor público pra um serviço. Eu tenho 26 anos de prefeitura e tenho um trabalho idôneo, de alta qualidade desde o primeiro dia que comecei. Sempre tive a confiança dos meus superiores. Sempre fui elogiado pelos secretários da pasta que trabalho e pelo público. Eu cansei de receber fax (na época do fax) e e-mails me elogiando. E aí vem um babaca (não tu) e aniquila com os servidores. Vou banir cada um que falar mal de servidores aqui. Pois não tenho sangue de barata. Tenho nojo dessas pessoas que são cegas e não veem a necessidade do trabalho de servidores públicos. NOJO! Deus queira que um dia não precisem de um, e um idiota CC ou terceirizado que vai fazer tudo errado, fora da lei, não atenda esse babaca.

          Curtir

    • Que é isso Gilberto?
      Que reacionarismo é esse?
      Esse tipo de abordagem não contribui em nada e nem estimula as pessoas a comentarem nem a interagirem.
      Poxa, me esforço para tentar ser colaborativo e trazer um pouco de pauta e, por que não, humor a teu blog que cada vez menos atrai as pessoas e tu responde assim?
      De assuntos que tu posta aqui, se eu não entendo, tento pesquisar e procurar referências. Tento nunca externar opinião sem uma argumentação em respeito ao que acho que este blog deve contemplar – informações técnicas – mas também leio e reflito comentários mais pessoais que também devem ser respeitados.
      Não tenho problema em ser corrigido – inclusive sobre minha maneira de escrever. Levo na boa.
      Trato todo mundo com respeito e sou bem tratado por todos – até por quem discorda.
      E tu me ameaça desse jeito?
      E pior, insinua que falei mal de servidor – é isso mesmo, tu tá insinuando isso?
      Estou casado a 4 anos com uma servidora pública e JAMAIS tive este tipo de reação dela com qualquer conversa minha.

      Já havia dado uma trégua de escrever aqui ha um tempo, por deselegante que fostes no comentário com um leitor, mas afinal, não era comigo… relevei… mas agora isso.

      Não me importo se vai publicar esse comentário ou não, mas sei que vai ler… e isso me basta.

      Grande abraço.

      Curtir

  3. tinha que zerar impostos do setor tecnologico aqui e transformar o RS num novo polo tecnologico do brasil

    Curtir

  4. É uma Fabless, exatamente o que já havia comentado.


    Com a indústria de transformação pagando 45% de imposto esquece tecnologia nesse setor. Não dá! É impossível!

    Melhor seria manter apenas a área de projetos (fabless é o termo comumente utilizado) e nem fazer a fundação da fábrica.

    https://portoimagem.wordpress.com/2021/06/15/governo-federal-resolve-fechar-estatal-de-semicondutores-no-brasil/comment-page-1/#comment-179488

    Curtir

    • Brasil é gado, minério e soja, que pagam 6% de imposto. Esquece indústria de tecnologia que paga 45%

      Curtir

    • Para essa fabless irão construir uma nova estrutura? E o que será feito com a estrutura da ceitec?

      Curtir

      • Pode ser apenas um escritório a sede desta nova empresa. Um andar de um prédio por exemplo. Não precisa uma grande estrutura.

        Curtir

      • A estrutura da ceitec deverá apodrecer e virar ruína, centenas de milhões de reais postos fora.

        Curtir

      • Bem, só para mater a fábrica aberta, gasta-se uma fortuna na filtragem e preparação do ar, água ultra pura, gases perigosos como o silano que precisa de uma série de sistemas de segurança além de proteção de energia que são bem caros. Então, provavelmente irão embalar os equipamentos e tentar doar, o que é difícil. O mais provável é vender o que dá para vender (geradores de vácuo, tubos de osmose reversa, geradores de RF, microscópios, estufas…) e o que não dá para vender, vai para o ferro velho.

        A área de projetos está pronta e não precisa de nada para funcionar.

        Assim, desativa a fábrica e usa para qualquer outra coisa, como testes de semicondutores ou expansão para projetos.

        O problema é que com os impostos do Brasil são proibitivos para a indústria, nem encapsulamento* vale a pena fazer.

        (*) Depois do wafer pronto ele é cortado em dies, a pinagem é ficada e recebe uma cobertura protetora.

        Curtir

  5. Agora que o governo ja gastou com a especialização dos funcionários que eram técnicos e engenheiros pagando cursos especificos da área, de fabricantes e pagando consulotorias vem alguem e contrata, assim é facil!

    Uma pena esse desperdicio do know-how que seria estratégico, para o País em uma estatal bem dirigida, o que nao parece ter sido o caso.

    Nao vou entrar nos méritos sobre o fechamento da empresa pois defendo o uso de ferramentas estratégicas pelo Estado quando o mercado nao se desenvolve sozinho, porem também conheço gente de dentro da empresa que dizia que aquilo nunca ia funcionar e que tinha muita interferencia politica na condução da empresa, alem de um mar de CC’s (dos inuteis, nao dos ccs que vem para somar).

    QUE BOM que essa mao de obra esta sendo aproveitada e que bom que uma empresa privada está vindo para ca trazer conhecimento e proveitar os nossos.

    Tomara que isso seja o inicio do desenvolvimento do setor por aqui.

    Uma pena que a empresa nao pretenda produzir os semicondutores por aqui pois a carencia e demanda mundiais são altissimas.

    Curtir

    • Estatal bem administrada é utopia. Para termos desenvolvimento seria necessário reduzir impostos.

      Curtir

      • Que revolta contra as as estatais. Foi demitido de uma né ? E agora ta se vingando …

        Curtir

        • O caso é que empresa estatal é um instrumento para políticos, sindicalistas e empregados ineptos extrairem renda às custas da sociedade. O empregado mais diligente não tem recompensa e a empresa não evolui. Ninguém é responsabilizado por balanços em vermelho. Os diretores políticos seguem recebendo altos salários e a sociedade sempre cobre os prejuízos, seja através dos impostos ou pelo aumento das tarifas.
          Governos sensatos conseguiram se livrar de estatais porque pressentiram que eram buracos negros.
          A época das empresas estatais já passou.

          Curtir

          • Exatamente!
            Acho graça de políticos falando em “empresa pública” “do povo”. Empresa pública é dos políticos! A cada nova eleição os políticos vão para cima das estatais igual mosca na m. Eles sabem que são nas estatais que dá para roubar, dá para fazer um contrato com terceirizada para financiar campanha, dá para colocar parentes de amigos e fazer nepotismo cruzado… Por mim, que façam todo tipo de nepotismo ou acordos bizarros nas empresas privadas, pois não é meu dinheiro que vai ser empenhado quando a empresa for mal. Agora, nas públicas não dá! As empresas públicas maioria consomem meu dinheiro, pagam menos impostos e tem até tarifa especial para energia elétrica!

            Curtir

          • pietrominucci TEM ÓTIMOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS QUE TRABALHAM FACILITAR TUDO PARA AS PESSOAS TRABALHAR ! GERA RENDA ! GERA TECNOLOGIA ! MAS O PREFEITO , O GOVERNADOR , O PRESIDENTE QUE SÃO SEUS SUPERIORES NÃO DEIXAM DIZEM QUE NÃO É PARA FAZER E ACABO O ASSUNTO ! AI FUNCIONÁRIO SEJA PUBLICO OU PARTICULAR NÃO TEM COMO FAZER MUITA COISA

            Curtir

  6. mas que absurdo isso !! a iniciativa privada tomando conta dos profissionais de uma estatal falida !!! provavelmente devem ta ganhando 10% do salário pra produzir três vezes mais, o mundo é injusto !! cadê o estado pra gente mamar sem trabalhar denovo

    Curtido por 1 pessoa

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: