Motorista que atropelou ciclistas em Porto Alegre deve se entregar na segunda-feira

Advogado fez contato com o delegado neste domingo

O advogado de defesa do motorista que atropelou um grupo de ciclistas em Porto Alegre na noite de sexta-feira apresentará seu cliente à polícia na manhã desta segunda-feira. O defensor procurou o responsável pela Divisão de Crimes de Trânsito da Polícia Civil, na capital gaúcha, delegado Gilberto Almeida Montenegro, comunicando a decisão.

O proprietário do Golf preto que acelerou sobre cerca de doze ciclistas já foi identificado e era ele mesmo quem dirigia o veículo no momento do incidente.

Houve uma ação e uma reação. Amanhã ouvirei a outra parte. Então verificaremos o que houve e se foi culposo ou doloso — afirmou Montenegro.

O delegado sugere que houve excessos das duas partes envolvidas, ou seja, dos ciclistas e do motorista.

— O grupo deveria ter comunicado a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) e a Brigada Militar (BM, a Polícia Militar gaúcha) sobre o passeio. Um para coordenar o trânsito e permitir o amplo direito de ir e vir, o outro para segurança — disse o delegado.

No início da noite da sexta-feira, cerca de doze ciclistas foram atropelados quando faziam um passeio na região central de Porto Alegre. Três ciclistas foram encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro, mas já foram liberados. Depois do atropelamento, o motorista fugiu do local. O carro foi encontrado na madrugada de sábado, abandonado em um bairro da zona leste.

Zero Hora

 

Share

COMO ASSIM “O delegado sugere que houve excessos das duas partes envolvidas, ou seja, dos ciclistas e do motorista.”  ?????????

Os ciclistas atropelaram alguém ????

Nada justifica (NADA MESMO) o cara ter atropelado o grupo de ciclistas. Cadeia pro ordinário !!!!!!!!!

Quer dizer que todas as pessoas que não comunicam à EPTC que vão fazer passeios ciclísticos podem ser atropeladas ? Olha o que o delegado tá dizendo !!!!!!! QUE ABSURDO !

Gilberto Simon



Categorias:Bicicleta

Tags:, ,

20 respostas

  1. E depois que vi o video de varios ciclistas em volta do carro dele, em que cortaram logo quando começam a dar uns tapinhas no capo, até parei um pouco de julgar o cara.
    Ainda não concordo com o que ele fez, mas dependendo do que aconteceu ali, ele pode se safar sim, e ai quem é o errado, vai ser o povo que saiu batendo no carro dele…
    Tem muito desses ciclistas ai que se acham os donos da verdade.
    Se estivessem na pista para veiculos lentos, até entenderia, mas ocuparam uma rua inteira.

    Curtir

  2. Falou tudo Guilherme. Calma gente, o policial está fazendo o papel do estado: não tratar ninguém como culpado até que a JUSTIÇA o faça. Não cabe ao delegado, ou a qualquer policial, tratar o cara como bandido antes de ser declarado como tal. Mas que devia ser preso deveria. E nunca mais ganhar carteira de motorista.

    E em relação ao grupo, eu falei para alguns membros que participam aqui do fórum que eles deviam ser mais positvos. Esta postura agressiva anti-automóvel deles só vai atrair gente contra eles. Não que eu esteja sugerindo que o atropelamento tenha a ver com isso.

    Mas eles deviam ter chamado a EPTC se queriam fechar uma rua, sim.

    Curtir

  3. Mas o caso nem terminou e ja tão julgando o policial?
    Como disse, ele não é louco de chegar falando mal do motorista, capaz de leva um processo.
    Alias, quero ver se pegam umas cameras de seguranças e mostram uns ciclistas cagando o carro dele a pau, eae, o que vão dizer?
    Vamos com calma pessoal, tão fazendo cada comentario sem noção, teve um que ja julgou até o pessoal que comenta sobre as construções sobre a cidade, sendo que ninguem comentou sobre isso nestes posts.

    E olha que não defendo o que o cara fez…. mas tambem nnão concordo com alguns comentarios aqui.

    Curtir

  4. Caro Leonardo M

    Não fiz referência nenhuma ao teu comentário. Fiz simplesmente uma referência genérica que para uma cidade, um estado ou um país, para ser considerado moderno deve ter seu foco na pessoa e não no material, isto não impede que tenhamos uma infra-estrutura moderna, uma coisa não impede a outra, mas o homem deve ser o objeto central.

    Se casos ainda pense que estou fazendo uma referência a que escreveste, esqueça isto pois não foi meu objetivo.

    Curtir

  5. Concordo com o rogeriomaestri, mas infelizmente eu já sei como são as coisas, polícia não presta, já foi a época que polícia via de dentro. Ser policial, agora a palavra polícia só tem um significado = EMPREGO PÚBLICO.

    É só mais um emprego, mal pago, com funcionários comuns, sem um verdadeiro conceito do que é ser um verdadeiro policial, quais as regras corretas. Hoje em dia a policia tem o contigente de filhinhos de papai ou criados por vó que apanhavam na rua e não tinham moral, ai pra se achar machão entra pra polícia. Fora do meu comentário estão apenas raros soldados que tem o significado Policial no coração, e sabe honrar a farda. O resto é lixo e mais de 90% da policia de todo Brasil.

    Mas no final das contas fico feliz que isso tenha acontecido, não por querer ver gente INOCENTE machucada, mas que apareceu um LOUCO e já foi identificado antes que realmente consiga matar alguém.

    Que apodreça na cadeia que é o seu lugar.

    Curtir

  6. Caro Rogério Maestri, onde tu leu nos comentários alguém apoiando o motorista. Eu que fiz uma crítica ao movimento, começei dizendo que aquilo foi um crime.

    Curtir

  7. Devemos fazer uma campanha para retirar este delegado da delegacia de trânsito, pois o mesmo me parece tão preparado para defender o trânsito como um ex apenado da penitenciária de máxima segurança de Charqueadas, dizer que o que aconteceu foi uma reação é tudo, menos um mínimo conceito de justiça.

    Espero que o Sr. Governador (e esperaria da governadora anterior) que este sujeito seja destituído de qualquer cargo.

    Curtir

  8. Cruso de direito tem em qualquer esquina, certamente a academia de polícia deve ta aprovando qualquer um pra virar delegado, não seria novidade um delegado despreparado fala esse monte de M!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: