Turismo da Mercocidades debate integração e legados da Copa

Secretários e dirigentes de Turismo de municípios que integram a Unidade Temática Turismo (UTT) da Rede Mercocidades reúnem-se hoje, 3, e amanhã, 4, no Hotel Embaixador. Durante o encontro serão debatidas estratégias de desenvolvimento sustentável para o turismo no âmbito do bloco regional. Para o evento, organizado pela Secretaria Municipal de Turismo (SMTUR), que coordena a UTT, está confirmada a participação de dirigentes de turismo das capitais da Argentina, Buenos Aires, e do Uruguai, Montevideo, além das cidades uruguaias de Maldonado e Colônia, e São Carlos (SP).

No primeiro dia do encontro o foco central dos debates será a Copa 2014 e o papel dos governos locais em relação aos legados do grande evento esportivo e turístico nas questões de gênero, segurança cidadã e desenvolvimento social. A abordagem transversal do turismo com as demais áreas vai ao encontro das diretrizes da rede de cidades do Mercosul (promover a integração, cidadania regional e inclusão social).

A reunião se iniciará às 9h, com a presença do secretário estadual dos Esportes, Kalil Sehbe, e do secretário-adjunto da Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa), José Mocellin. À tarde, a partir das 14h30, o tema será abordado pelo secretário-adjunto da SMTUR, Raul Mendes Rocha, e o diretor de Relações com o Mercado e Parcerias da Secretaria Estadual de Turismo, Maximiliano Pinent. A programação prossegue na manhã do dia 4, a partir das 9h, com uma reunião de trabalho para tratar dos eixos temáticos do Congresso da Unidade Temática Turismo da Rede Mercocidades, que se realizará em 2012, em Porto Alegre.

Workshop Mercocidades – À tarde, participantes da UTT se integram ao workshop de planejamento estratégico que estará acontecendo no mesmo local e faz parte do evento da Rede Mercocidades, com a participação dos prefeitos José Fortunati, e de Belo Horizonte, Marcio Lacerda. Além disso, outros 20 prefeitos e coordenadores de unidades temáticas estarão na cidade para a reunião do Conselho da Rede Mercocidades, sexta-feira.

Criada em 1995, a Rede promove a inserção das cidades no processo de integração do bloco regional. É integrada por 260 cidades associadas da Argentina, Paraguai, Uruguai, Venezuela, Chile, Bolívia, Peru e Brasil, país que possui o maior número de municípios participantes.

Prefeitura de Porto Alegre

 

___________________________

Incrível isso. Não tem quase nada andando pra Copa e já estão discutindo o legado que ela deixará. Que legado ? Onde ? 



Categorias:COPA 2014

Tags:,

7 respostas

  1. Falando em Lula, esses dias estava lendo que no último ano de gestão do mestre do embuste, o governo federal investiu 21 bilhões de reais em obras de infraestrutura do PAC, mas somente 3,5 bilhões foram efetivamente pagos em 2010 e o resto,17,5 bilhões, ficou para ser pago agora em 2011 (numa manobra tipicamente eleitoreira), que impossibilitará qualquer incremento de investimentos para a Copa, pois haverá necessidade de um esforço para pagar essa conta.

    Por outro lado esses números demonstram como o Brasil investe pouco em infraestrutura, pois mesmo os 21 bi significam apenas 0,6% do PIB e quase nada em relação a arrecadação do governo federal, na ordem de 700 bilhões de reais/ano. Por isso também o governo federal está sendo obrigado a investir atravé de PPs financiadas pelo BNDES com recursos gerados através da emissão de títulos públicos (dívidas) movidos a juros altos, os mais caros do planeta. Já a maior parte dos 20% do PIB, parte da carga tributária brasileira que fica com a União, se perdem na ineficiencia da máquina pública, são usadas para pagar parte desses juros astronômicos e servem para fazer política da governabilidade, no compartilhamenteo de cargos e contratos superfaturados entre os apoiadores.

    Curtir

  2. O legado dessa Copa será não votar mais no PT.

    Tá certo que Lula conseguiu trazer a Copa e Olimpiadas pra cá, porém o que se vê após isso é incopetência total dos “companheiro” ; negligencia no trato da setor aéreo; aproveitamento pros companheiro especularem e roubarem mais ainda; jogo sujo de interesses politicos, como o que se vê no RS, com o esforço petista de impedir tudo que não é seu…
    O que se vê é incopetência total, e a politica danosa do plano de poder que o PT tem.
    O pais vai pagarr o preço. mas aí o PT e sua propaganda pesada vão creditar tudo ao governo dos outros.

    Mas o legado da Copa, citado acima, infelizmente não será entendido pelos eleitores, vide a eleição do Tarso, mesmo após a destruição que Olivio causou ao Estado.

    Curtir

  3. O legado ou aprendizado que tiraremos dessa Copa é que devemos nos preparar melhor com antecedência, a partir da escolha de pessoas mais competente para organizar e planejar um grande evento internacional desse porte.

    Curtir

  4. O único legado que vai ficar pra nós desta copa/olimpíada é a conta que nós vamos pagar pela falência do país. Olhem a Africa do Sul, estádios abandonados, hotéis sendo fechados, as dificuldades que a Grécia está passando, são reflexos da olimpíada de 2004. Estes eventos são tão caros que não é para país pobre, o povo é quem paga a conta.

    Curtir

  5. vai um canape ai gente??

    Curtir

  6. Se continuar nesse ritmo os únicos legados serão mais impostos, uma inflação galopante e o cidadão (que paga!) pagando a roubalheira que a corja anda fazendo com a desculpa de Copa e Olimpiada.

    Curtir

  7. Gilberto, acho que eles fazem fóruns, reuniões e eventos para iludirem os ignorantes… Afirmam tantas vezes a mesma coisa para que as pessoas acreditem que é algo concreto!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: